• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Vaga de Técnico de Segurança do Trabalho
Seara em Brasília - DF

Descrição da Vaga

Técnico de Segurança do Trabalho - Brasília/DF

Responsabilidades:
* Acompanhar o processo produtivo;
* Realizar auditorias sobre o uso correto de EPI's;
* Auxiliar no mapeamento de riscos e contribuir para a elaboração e execução do PPRA;
* Realizar inspeções de áreas;
* Gerenciar documentos;
* Investigar acidentes;
* Promover treinamentos, relacionados aos programas de segurança, inclusive integração de terceiros e novos funcionários;
Pré-requisitos:
* Formação em Técnico de Segurança do Trabalho;
* Conhecimento de Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Programa de Plano de Atendimento a Emergências (PAE);
* Desejável experiência em abatedouro;
* Disponibilidade de horário;
Competências:
* Gerenciamento de rotinas;
* Aderência aos valores da empresa;
* Relacionamento interpessoal;
* Senso de organização;
* Proatividade.

Leia mais

Avaliações da Seara


Satisfação geral dos funcionários

3.55
  • Remuneração e benefícios
    3.27
  • Oportunidade de carreira
    3.13
  • Cultura da empresa
    3.25
  • Qualidade de vida
    2.95

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 23 dias

    deixa a desejar

    EletricistaEx-funcionário, saiu em 2018

    São Gonçalo dos Campos, BA


    Prós: não atrasa os pagamentos e o trabalho é bem tranquilo pra quem tá começando na area é uma escola a empresa e tem vários funcionários dedicados

    Contras: não valoriza o funcionário e contrata as outros funcionários ganhando o dobro e aumento só do dicidio do sindicado que é muito fraco não consegue fazer nada

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 28 dias

    Empresa sem identidade definida.

    Funcionário

    Osasco, SP


    Prós: Infraestrutura boa, programas de segurança do trabalho e qualidade bem definido. Cesta básica boa, estacionamento, e ambiente misto pra trabalhar. Acesso fácil pela rodovia Anhanguera.

    Contras: A linha de liderança não são preparados para o cargo, Supervisão grita com colaboradores. Assistência médica inviável aos funcionários e familiares, custo muito alto. Advertência para tudo o que o funcionário faz, muito arcaico. Devido a sucessão de trocas de direção (Braslo, Seara e JBS), não tem uma identidade definida. Cada setor trabalhar pra si mesmo, foco total no bônus gerencial. Precisa melhorar muito!

    Conselhos para presidência: Rever os Processos de formação de liderança, investir no funcionário, "olhar pra dentro", esquecer bônus e trabalhar para a equipe.

    Recomenda a empresa: Não