Love Mondays


Vaga de Técnico de Laboratório ( Pessoa com deficiência- PCD)
Solvay Group (Rhodia) em Paulínia - SP

Descrição da Vaga

Técnico de Laboratório ( Pessoa com deficiência- PCD) - Paulínia

Principais Atribuições:
* Organizar, planejar e executar ensaios e testes de laboratório relativos ao desenvolvimento de novos produtos e aplicações;
* Responsável pela manutenção dos equipamentos do laboratório, observando limpeza e condições de uso, assim como, pelo controle de estoque de material de laboratório, verificando níveis de estoque, solicitando a reposição para garantir o bom andamento das atividades;
* Cooperar com a orientação dos estagiários a respeito do laboratório, fornecendo suporte técnico e operacional em análises, ensaios e aplicações;
* Redigir e confeccionar relatórios técnicos sobre estudos realizados, sendo responsável pela organização e manutenção de artigos técnicos, back up e manter o know how do laboratório;
* Execução de ensaios e testes de laboratório relativos ao desenvolvimento de novos produtos e aplicações;
* Contribuir na elaboração e atualização de material técnico e promocional;
* Participar como expositor e/ou visitante em seminários, feiras, congressos ou ainda ministrando palestras;
* Participar na elaboração de métodos de análises e avaliação de performance dos produtos, aplicações e desenvolvimento de metodologias e práticas laboratoriais.
Qualificações:
* Curso Técnico em Química
* Pacote Office

Leia mais

Avaliações da Solvay Group (Rhodia)


Satisfação geral dos funcionários

3.85
  • Remuneração e benefícios
    3.80
  • Oportunidade de carreira
    2.53
  • Cultura da empresa
    3.75
  • Qualidade de vida
    3.95

Recomendam a empresa a um amigo




  • Há mais de 1 ano

    O maior problema da empresa são os lideres.

    Assistente Administrativo

    Curitiba, PR


    Prós: Empresa dinamica, mudam os negocios constantemente, compram e vendem companhias o que gera oportunidades de crescimento. Possibilidade de trabalhar com varias culturas.

    Contras: Liderança - Pessoas com mais tempo de empresa e bons analistas se tornam lideres, mesmo não tendo as skills necessarias. Pouca avaliações de lideres.

    Conselhos para presidência: Manter os gerentes mais proximos dos team lideres, constante avaliação dos lideres e pesquisas de satisfação. Processo mais dificil para que um funcionario se torne lider.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 ano

    Boa empresa, mas pouca preocupação com o desenvolvimento de Jovens Talentos

    Estagiário

    São Paulo, SP


    Prós: Bons benefícios e bolsa-auxílio acima da média para estagiários, ambiente com bom clima de trabalho, não se vê disputa de cargos ou atrito entre funcionários, fácil acesso à diretoria da GBU, oportunidade de participar de projetos, empresa global, permitindo que se tenha contato com as demais unidades ao redor do mundo.

    Contras: As chances de efetivação são praticamente nulas, mesmo aqueles com alto potencial, e apesar de a empresa dizer que tem programa de Trainee interno, depende da boa vontade da matriz para que o mesmo seja aberto aos estagiários. A empresa tem funcionários que trabalham há anos, e não há preocupação em oxigenar o time com novos funcionários A localização da Matriz é péssima, o acesso é difícil e ficar pior para chegar quando se tem um auxílio-transporte vergonhoso de apenas 150,00, independente se você mora próximo ao escritório ou longe dele. RH não está nem ai para o desenvolvimento dos estagiários, se limita a apenas a te cobrar os documentos necessários para sua admissão. Não há palestras, workshops de desenvolvimento comportamental e/ou profissional e muito menos interesse em realizar os mesmos, diferentemente do que eles informam durante o processo de seleção de estagiários e também não há acompanhamento do seu desenvolvimento enquanto estagiário por parte deste departamento . Há alguns RH que promovem algumas atividades de exposição dos trabalhos dos estagiários à diretoria e vice-presidência, mas até hoje só vi uma GBU promover este tipo de evento. Acredito que isso ocorra porque cada unidade de negócios tem seu próprio RH, mas esse evento deveria estendido a todos os outros estagiários. Penso que deveria ter um RH específico para tratar dos assuntos relacionados aos estagiários. Avaliação de Feedback também é sofrível, não há uma periodicidade na avaliação do desempenho tanto que é necessário cobrar o gestor para ter essa conversa se você quiser saber o seu desempenho na visão dele. A pior parte está justamente na falta de homogeneidade do programa de estágio. Muitos estagiários reclamam de fazer apenas o operacional, isso quando não é reduzido a fazer atividades pífias e que não agregam nada ao seu desenvolvimento profissional, como fazer atas de reunião e extrair relatórios dos sistemas ERP e que não se sentem parte da unidade de negócio, além da falta de comunicação entre gestor e estagiário, mas também há aqueles que sofrem com sobrecarga de trabalho. Todos deveriam ter o mesmo nível de atividades e desenvolvimento dentro da empresa, independente da área de atuação. Há excesso de reuniões para resolução de assuntos que poderia ser discutidos on the desk. Processos muito burocráticos, é necessário acionar mil pessoas para resolver assuntos simples.

    Conselhos para presidência: O programa de estágio deve ser revisto para evitar esse tipo de situação que ocorre atualmente na empresa, dêem mais valor aos estagiários! RH, repense sua atitude com relação aos estagiários.

    Recomenda a empresa: Sim