• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Vaga de Programador C++
Philips em Blumenau - SC

Descrição da Vaga

Programador C++

null

Sobre a posição

Estamos buscando um profissional que goste do desafio de trabalhar com desenvolvimento de software, proativo, organizado e com forte espírito de equipe. Você fará parte do time de desenvolvimento ágil de soluções de cardiologia.

As principais responsabilidades como integrante do time de desenvolvimento são

  • Contribuir para o desenvolvimento, correções e melhorias em componentes de software;
  • Participar do processo de revisão de código;
  • Fomentar a mentalidade de desenvolvimento ágil;
  • Contribuir para elaboração e execução de testes;
  • Elaborar e manter documentação técnica;
  • Seguir adequadamente as normas e padrões de qualidade;

Sobre os requisitos

  • Ótima lógica de programação;
  • Sólida experiência com desenvolvimento em C++;
  • Diferencial, conhecimento em C#, Delphi e SQL Server;
  • Conhecimento em boas práticas de desenvolvimento;
  • Experiência de no mínimo 4 anos em programação;
  • Desejável experiência prévia em metodologia de desenvolvimento Ágil e/ou Lean;
  • O idioma inglês é imprescindível pois a equipe trabalha em projetos globais interagindo diariamente com equipes de outros países como Estados Unidos, Holanda e Índia;
  • Preferencialmente com superior completo ou em andamento em Engenharia, Ciências da Computação, Sistemas de Informação, Física ou Matemática.

Benefícios:

VT, VR, Plano de Saúde, Plano Odontológico, PLR, Seguro de Vida.

OPORTUNIDADE TAMBÉM EM ABERTO PARA PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS.
* A Philips é uma empregadora de oportunidades iguais. Todos os candidatos qualificados receberão consideração pelo emprego independentemente de raça, cor, religião, idade, sexo (incluindo gravidez), orientação sexual, identidade de gênero, nacionalidade, informação genética, credo, cidadania, deficiência, veteranos protegidos ou estado civil.

Why should you join Philips?

Working at Philips is more than a job. It’s a calling to create a healthier society through meaningful work, focused on improving 3 billion lives a year by delivering innovative solutions across the health continuum at http://www.philips.com/b-dam/corporate/corporateblog/2016/Philips Chronic Disease_5.jpg . Our people experience a variety of unexpected moments when their lives and careers come together in meaningful ways.

To find out more about what it’s like working for Philips at a personal level, visit the Working at Philips page at http://www.philips.com/a-w/careers/healthtech/working-at-philips/working-at-philips.html on our career website, where you can read stories from our employee blog at http://www.usa.philips.com/a-w/our-people/life-at-philips.html . Once there, you can also learn about our recruitment process at http://www.philips.com/a-w/careers/healthtech.html , or find answers to some of the frequently asked questions at http://www.philips.com/a-w/careers/healthtech/faq.html .

Leia mais

Avaliações da Philips


Satisfação geral dos funcionários

3.94
  • Remuneração e benefícios
    3.83
  • Oportunidade de carreira
    3.26
  • Cultura da empresa
    3.74
  • Qualidade de vida
    3.72

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 6 dias

    Ótima empresa

    Estagiário

    Barueri, SP


    Prós: Remuneração bem acima do mercado, ótimos benefícios, local muito confortável, com boas pessoas, ótima empresa para se trabalhar, e consequentemente aprender muito.

    Contras: Boa parte dos estagiários não agem de acordo com as normas, levando notebook e fazendo home office, coisa que pra estagiário é proibido, e não tem ação do RH em cima desses estagiários.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 2 meses

    Terceiro/Alocado: Mantenha distância!

    Desenvolvedor de Sistemas II Terceiro/Alocado

    Blumenau, SC


    Prós: Multinacional. Empresa com nome forte no mercado. Estacionamento amplo com lavação (paga). Prédio bonito. Se você chega cedo pode sair cedo. Restaurantes perto. Boa localização, perto de shoppings e de congestionamentos.

    Contras: Esta avaliação é específica sobre a recepção, tratamento e qualidade de vida do alocado ou terceiro de programação. Ressalto que todos estes pontos negativos foram muito previamente encaminhados à gerência tanto de minha empresa quanto da própria Philips, e ainda assim, infelizmente, nenhum interesse de melhoria foi demonstrado pela Philips. De forma nenhuma considero o produto criado pela Philips (Tasy) como ruim ou de péssima qualidade. --- COMO O ALOCADO É TRATADO PELA PHILIPS: O ambiente que naturalmente é pesado (vide outras avaliações), se torna extremamente hostil para o alocado, com desconfiança recorrente e desdém. Há uma necessidade de controle e vigilância expressiva sem motivo aparente, talvez herança da antiga Whebs. A minha própria empresa me alertou para que eu tomasse cuidado pela recorrente fama da Philips de 'passar a perna' no alocado. O alocado é inferiorizado e menosprezado. Comunicação com a sua empresa ou interna com funcionários é expressamente negada pela gerência ou bloqueada pelo proxy (mais sobre isso à seguir). É cobrado mais qualidade e assertividade do alocado do que o funcionário da própria Philips. Agravando este fato, nenhum treinamento é dado ao alocado, nem sobre processos internos nem sobre o framework que é a base de todo o desenvolvimento; à título de comparação um funcionário ao ser contratado leva ao menos 2 semanas lendo documentações enquanto o alocado é direcionado diretamente às tarefas de correção ou melhoria levando ao baixíssimo rendimento, frustração, insegurança de seu próprio trabalho e consequentes bugs. O alocado é tratado de uma forma bem diferente do funcionário da Philips, sendo comumente segregado e ás vezes afastado dos processos. Processo MUITO burocrático, não claro e não documentado. --- SOBRE A TECNOLOGIA UTILIZADA, CRESCIMENTO E INFRA: Eu descarto qualquer possibilidade de um programador acima do nível júnior aperfeiçoar ou desenvolver um novo conhecimento: Trabalhar na Philips parece muitas vezes uma regressão na carreira. A maioria das tecnologias utilizadas internamente são antigas ou entrarão em desuso em menos de 4 anos. Melhores práticas de Front-End e Back-End raramente são aplicadas além da usabilidade e UX do sistema serem muito mal construídas. Baixíssimo code-coverage dos testes unitários e de integração (menos de 5% acredito). Nem o framework ou o produto Tasy possuem uma documentação centralizada, completa ou atualizada sobre as suas funções, métodos e funcionamento: prepare-se para interromper o trabalho de muita gente buscando por informação e/ou debugar o mesmo código por vários dias. O equipamento, quando disponibilizado, às vezes é sucateado, inadequado e até prejudicial. Muitos alocados possuem apenas 1 monitor pequeno enquanto demais membros da equipe possuem 2 de tamanhos adequados. O proxy criado para os terceiros dificulta ainda mais o nosso trabalho, bloqueando links de documentação comum, specs de design, IP's internos vitais para programação e manutenção, comunicação interna e externa, e pesquisa além de pequenos porém frequentes incômodos.

    Conselhos para presidência: Sejam mais humanos. Tratem tanto funcionários quanto alocados como pessoas e com empatia criando uma cultura interna de cuidado ao invés de vigilância. Desburocratizem o seu processo. Melhorem urgentemente a usabilidade e experiência de usuário de suas aplicações. Documentem e criem mais testes. Desenvolvam um código mais limpo e com boas práticas. Invistam em qualidade ao invés de quantidade, não apenas da boca pra fora e cobrem de todos. A Philips está tendo dificuldades de contratação e não é de hoje. Praticamente todos os alocados que eu conheço querem ser transferidos da Philips. Algo está muito errado.

    Recomenda a empresa: Não