• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Vaga de Estagiário de Analytics
99 em São Paulo - SP

Descrição da Vaga

Estagiário de Analytics - CSI

Sobre a vaga:

A área de CSI (sim, igual a série), é responsável pela segurança de nossos amigos passageiros e motoristas! Atuamos na prevenção e estudo das fraudes e buscamos a excelência para tornar cada vez mais segura e agradável a experiência 99.

Nosso objetivo é evitar que pessoas mal intencionadas cheguem a nossos amigos e parceiros. Somos genuinamente preocupados com a segurança e bem estar de todos! Quer fazer a diferença?

Suas atividades serão:

  • Análises quantitativas e qualitativas dos resultados
  • Consolidar dados e montar apresentações
  • Participar do planejamento da área

O que você precisa ter / ser:

Estar cursando Economia, Administração, Engenharia, ou correlatas com previsão de conclusão entre 2018 e 2020

Gostar de Excel e análise dados

Ter uma orientação a melhoria de processos e automatização de rotinas

Inglês Avançado

Conhecimento de SQL e VBA são diferenciais

Leia mais

Avaliações da 99


Satisfação geral dos funcionários

3.61
  • Remuneração e benefícios
    3.90
  • Oportunidade de carreira
    3.06
  • Cultura da empresa
    3.83
  • Qualidade de vida
    3.25

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há aproximadamente 2 meses

    Empresa incrível... Até você descobrir como ela funciona.

    Analista de RelacionamentoEx-funcionário, saiu em 2018

    São Paulo, SP


    Prós: Pessoas incríveis e diversificadas. Facilites muito bom, todas as acomodações da empresa são modernas e confortáveis. Remuneração e benefícios excelentes. Sem dress code. Cerveja e bolo às sextas. Boa localização.

    Contras: Depois que foi comprada pela Didi Chuxing (chinesa), o método de trabalho chinês foi implementado, onde somente querem resultados, sem se importar como você chegou naquele número e sem se importar com sua saúde física/psicológica. Isso faz com que o trabalho seja extremamente maçante e muitas vezes frustrante. A experiência do usuário, seja este passageiro ou motorista também é pouco valorizada, e você, como analista de relacionamento, lidará a maior parte do tempo com reclamações de problemas que você não pode resolver e que a empresa não demonstra qualquer intenção de solucionar e quando enfim isso acontece, demora meses. Outro ponto importante a se considerar é que a comunicação entre as areas é um caos, você frequentemente vai ficar sabendo de novidades pelos usuários do aplicativo em linha, ao invés de algum anuncio/boletim da equipe de desenvolvimento ou operações. Se você acha que vai se desenvolver por entrar em uma startup, vá com calma pois aqui quase não há desenvolvimento profissional. Existe um coaching "1:1", feito uma vez por mês pelos gestores onde, com toda a formalidade de um coaching, é dito algo parecido com "você está bem, continue assim" ou "você está mal, alcance o número que definimos em até 15~30 dias se não você será demitido". Sobre plano de carreira, ele não existe. Até existem algumas posições que você pode se deslocar, mas pelo fato de não haver plano de carreira, você não tem perspectiva alguma de quando poderá tentar aplicar para tais posições e o que exatamente você precisa. E quando você finalmente consegue conquistar uma nova posição, a empresa diz que é um "chapéu", uma oportunidade de experiência somente, onde lhe é atribuída diversas novas responsabilidades mas não há qualquer promoção em carteira ou aumento de salário.

    Conselhos para presidência: Volte a se importar genuinamente com as pessoas, o método de trabalho chinês só funciona na China. Crie planos de carreira e invista no desenvolvimento de seus funcionários.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 14 dias

    Startup

    Analista de Safety

    São Paulo, SP


    Prós: Ambiente, roupas, time multicultural. Empresa em destaque no mercado profissional, primeiro unicórnio brasileiro. Gestores reconhecidos no mercado. Adquirida recentemente por uma empresa chinesa.

    Contras: Os pontos negativos são inerentes a ser uma startup e estar crescendo vertiginosamente, muitos processos ainda não foram estabelecidos, e a comunicação se torna cada vez mais difícil com outras áreas.

    Conselhos para presidência: Investir nos colaboradores que já estão na empresa.

    Recomenda a empresa: Sim