Love Mondays


Vaga de ENGENHEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES
AES Eletropaulo em São Paulo - SP

Descrição da Vaga

ENGENHEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES

PRINCIPAIS ATIVIDADES:
* Despacho e controle de inspeção a ser efetuada em campo das condições técnicas dos cabos de telecomunicações;
* Análise de projetos recebidos das empresas de telecomunicações;
* Higienização e inclusão de cadastro geográfico das redes de telecomunicações;
* Preparo e analise de resposta de notificações técnicas das parceiras de telecomunicações.
REQUISITOS DA VAGA:
* Ensino Superior completo em Engenharia de Telecomunicações
* Pacote Office Intermediário
* Habilitação
* Categoria B
* Conhecimento em projetos/ redes de telecomunicações.
LOCAL DE TRABALHO:
* Barueri
* SP

Leia mais

Avaliações da AES Eletropaulo


Satisfação geral dos funcionários

3.73
  • Remuneração e benefícios
    3.84
  • Oportunidade de carreira
    2.96
  • Cultura da empresa
    3.67
  • Qualidade de vida
    3.35

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 10 dias

    Empresa consegue manter os funcionários pelos benefícios pq pelo salário a maioria já tinha ido embora.

    Eletricista I

    São Paulo, SP


    Prós: Benefícios: PLANO DE SAÚDE BOM, BRADESCO, plano odontológico também met Life, maior empresa do setor elétrico de São Paulo oque faz um ponto muito positivo na sua carteira de trabalho caso trabalhe no setor elétrico.

    Contras: Não existe plano de carreira, salário ruim, a empresa quer tornar um lugar de ambiente hostil de trabalho no qual os funcionários delatam uns aos outros aos chefes.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 2 meses

    Meritocracia não è o ponto forte.

    EspecialistaEx-funcionário, saiu em 2018

    Barueri, SP


    Prós: Pacote de benefìcios è bom; chega a ser exagerado. Nas fèrias vc ganha um bonus gordo em vale refeicao/alimentacao. Mas o de educação para pòs è bem difìcil conseguir. Horàrio das 7h-4h permite vc chegarem casa cedo e fazer outras coisas, como estudar online.

    Contras: O RH tá mais pra Departamento Pessoal do que pra RH. Não tem voz ativa na gestão dos colaboradores; totalmente passivo e se resume a apenas cumprir tabela. Isso deixa os colaboradores à mercê das decisões e critèrios dos gestores, que, diga-se de passagem, têm mais perfil de chefe do que de gestor. A polìtica de promoção, especilamente para gerência, depende muito de quem indica e menos por mèrito. Maioria dos gerentes vem de fora mesmo colaboradores tendo perfil adequado. Reuniões excessivas e longas; marca-se reunião para marcar outra reunião. Prazos das tarefas são urgentes msm que não sejam urgentes, gerando pressões desnecessàrias nas equipes. Isso parece tà no DNA dos diretores e VPs.

    Conselhos para presidência: Deem prazos adequados para seus pedidos sendo claros e objetivos. Atenuem essa cultura de reuniões poque são excessivas.

    Recomenda a empresa: Sim