• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Vaga de Coordenador de Comunicação Interna
Marilan Alimentos em Marília - SP

Descrição da Vaga

Coordenador de Comunicação Interna

Requisitos:
* Superior Completo em Comunicação Social, Relações Públicas ou Publicidade e Propaganda;
* Usuário qualificado pacote Office e Pacote Adobe (Photoshop, Illustrator, In Design);
* Desejável conhecimento com Premier e After Effects;
* Desejável inglês intermediário;
* Imprescindível disponibilidade para Residir em Marília/SP.
Principais Atividades:
* Garantir o cumprimento da política e procedimentos de comunicação interna;
* Gestão de indicadores de comunicação interna;
* Definição do plano anual de comunicação interna;
* Contribuir para o fortalecimento da marca empregadora;
* Coordenar o Comitê de Endomarketing;
* Garantir o funcionamento dos canais de comunicação;
* Elaborar e assegurar o planejamento orçamentário anual do setor.

Leia mais

Avaliações da Marilan Alimentos


Satisfação geral dos funcionários

3.91
  • Remuneração e benefícios
    3.25
  • Oportunidade de carreira
    2.38
  • Cultura da empresa
    3.50
  • Qualidade de vida
    3.25

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 24 dias

    Boa

    PromotorEx-funcionário, saiu em 2018

    Marília, SP


    Prós: Honesta, pouca cobrança, empresa humana, bons chefes, entende seu lado, reconhecimento do esforço, poucas visitas, poucos produtos, salário em dias.

    Contras: Baixo salário, nenhum benefício, poucas condições de trabalho, fardamentos escassos, campanhas de incentivo pouco atrativas, empresa tem poucos recursos a ser investidos

    Conselhos para presidência: Melhorar salário e dar benefícios aos promotores

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 4 meses

    Funcionário


    Prós: Produtos, aceitação no mercado bem como benefícios, logística , conhecimento, horário, plano de saúde, alimentação, ajuda de custo , cesta básica

    Contras: Promoções , planos de cargos e carreiras , coordenação , dificuldades de esclarecimento de dúvidas , não escuta o funcionário as deixa de acreditar neles