• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Vaga de Coordenador Comercial
iFood em São Paulo - SP

Descrição da Vaga

Coordenador Comercial - Centro Oeste (1 vaga)

O que você irá entregar:
* Ser responsável pela regional;
* Gerir time de campo: capacitação, direcionamento, orientação e instrução;
* Monitorar performance de cada membro da equipe (cobrança, feedback, relatórios de comissão);
* Acompanhar e controlar KPI’s de vendas;
* Detectar oportunidades de negócios e evolução para a área;
* Negociar contratos e parcerias comerciais, sejam contas atuais ou prospects;
* Levantar e analisar indicadores da praça, como: cobertura, conversão, vendas por restaurante, crescimento;
* Compor estratégia e meta de vendas e pós-vendas após análise de indicadores.

O que você precisa ter:
* Superior Completo;
* Expertise na área comercial;
* Disponibilidade para viagens;
* Proatividade e persistência;
* Espirito empreendedor;
* Garra e vontade de fazer acontecer.
* Residir na região de Centro Oeste ou ser de São Paulo com disponibilidade de viagem.

O que nós vamos te entregar:
* Contratação CLT com remuneração fixa + variável + benefícios;
* Bônus anual;
* Autonomia para definir processo de trabalho e seu próprio ritmo;
* Ambiente altamente colaborativo e desafiador;
* Ambiente de alto crescimento individual e da empresa como um todo;
* Um processo de inovação estruturado e com a missão de criar impacto significativo em nosso setor de atuação.

Local de Atuação:
* Centro Oeste.

Leia mais

Avaliações da iFood


Satisfação geral dos funcionários

3.54
  • Remuneração e benefícios
    3.58
  • Oportunidade de carreira
    3.14
  • Cultura da empresa
    3.74
  • Qualidade de vida
    3.45

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há mais de 1 ano

    O iFood já foi muito melhor pra se trabalhar... perdemos o brilho nos olhos

    Analista

    São Paulo, SP


    Prós: Ambiente descontraído, horário flexivel, empresa em crescimento. Nosso CEO (Felipe Fioravante) é uma inspiração para todos... um cara humilde e visionário.

    Contras: Lugar muito remoto de São Paulo, sem opções para almoçar. Fora que é muito perigoso à noite. Salario muito ruim comparado com o mercado. Exploram a gente mesmo!!! Promoção? Isso não existe! Foi-se o tempo que o ifood promovia e reconhecia pessoas. Agora as oportunidades são só para pessoas "do mercado". E o resto continua... com computador velho, salário ruim.... e ainda tendo que ensinar quem chega (que por sinal tem um apple ou computador novinho).

    Conselhos para presidência: Olhem para a prata da casa... logo logo vocês vão perder muita gente que está insatisfeita.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 11 dias

    Manipuladora, autoritária porém brilhante e próspera

    Produtor

    São Paulo, SP


    Prós: Por afetar muitas pessoas, a oportunidade de trabalhar com produtos prósperos e ser talvez pioneiro em certas empreitadas é muito empolgante. Pessoas específicas que entram no seu caminho para te ajudar, elevar e te enriquecer.

    Contras: A empresa é um reflexo da conjuntura sócio-econômica brasileira. Suas metas e ambições voláteis que mudam de semana a semana, que cascatam nos funcionários de maneira extremamente abusiva e totalitária, são puramente reação ao mercado que corre a frente. Dessa forma, perde-se qualidade, perde-se atenção e principalmente, pessoas. A liderança é um time político altamente preparado para falar em códigos, de forma manipulativa e autoritária. Ocupam seu precioso tempo em que deviam estar gerindo projetos e carreiras em reuniões intermináveis aonde o resultado é 0 e a politicagem é 100. Cobram e te estimulam a ter um desempenho, prometendo uma recompensa proporcional, que nunca será reconhecido. Uma empresa que enriquece mais a cada dia que passa esconde o lucro de quem efetivamente constrói o trabalho. Ficarão 5 meses te prometendo uma promoção que nunca acontece enquanto todos os dias você se questiona se é seu desempenho, seu trabalho, sua pessoa. Em paralelo, é frenético o ritmo e demanda de contratação, de um RH inútil, incompetente e aberrante. Todo o processo de avaliação é uma mentira, mal feito e puramente conversa. Ademais, a localização e a logistíca que os funcionários enfretam para chegar ao escritório diariamente, forçando-nos a esperar um shuttle numa região extremamente perigosa de Osasco, não condiz ainda mais com todo o hype que ronda a marca. Enquanto Marketing carrega um discurso de uma personalidade jovem e destemida, uma persona fora da lei, a empresa, diretoria e líderes são autoritários manipuladores que estão preocupados com sua própria reputação e ganho, focando em uma PLR exclusiva e diferenciada dos demais. Para encerrar, devo falar da comunicação horrenda e negligente, que confirma o caráter abusivo no qual os "novos objetivos semanais" são forçado aos funcionários, submetendo-os a fugir grosseiramente do seu escopo de trabalho. É uma empresa, que sim, tem um brilho forte no mercado, os produtos são próspero pois existe, ainda, seres humanos reais, honestos e simples com objetivos nobres de ajudar o usuário, seja ele um cliente com fome ou um entregador que tem uma família pra sustentar, desempregado e tem no aplicativo sua redenção. Porém, a empresa de machuca em níveis além dos vendidos pra você na entrevista. Seja forte em encarar qualquer posição, cuide para não permitir que seu trabalho entre em linha de produção, de forma a ficar todo dia martelando o mesmo prego. E seja deliberado e contundente para enfrentar uma liderança rica, excessivamente egóica e egoísta em nome do produto/projeto e do seu próprio trabalho.

    Conselhos para presidência: Reflitam se o discurso Moviliano de "Queremos afetar e melhorar a vida de um bilhão de pessoas" é verdadeiro, e como isso afeta a vida de quase 1,200 pessoas abaixo de vocês. Enquanto afirmam que "entregamos isso e aquilo", reflitam se você pode ser incluso, se você realmente trabalhou pra isso ou só consome furta o esforço dos demais.

    Recomenda a empresa: Não