• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Vaga de Consultor Departamento Pessoal
Egali Intercâmbio em Porto Alegre - RS

Descrição da Vaga

Consultor Departamento Pessoal - Porto Alegre

Descrição

  1. Área e especialização profissional: Administração - Administração Geral
  2. Nível hierárquico: Operacional
  3. Local de trabalho: Porto Alegre, RS
  4. Preferencialmente que já tenha trabalhado na área de Departamento Pessoal e tenha conhecimento de alguns pontos:
  5. SEFIP;
  6. CAGED;
  7. Conectividade social;
  8. Regras da CLT;
  9. Folha de Pagamento;
  10. Processos de Admissão e Rescisão;
  11. Solicitação de benefícios;
  12. Superior completo ou cursando: Administração/Contábeis/Economia
  13. Domínio do pacote Office – Excel

Exigências

  1. Escolaridade Mínima: Ensino Superior
  2. Aplicações de Escritório: Microsoft Excel, Microsoft Outlook, Microsoft PowerPoint, Microsoft Word

Benefícios adicionais

  1. Assistência médica, Assistência odontológica, Vale-alimentação, Vale-refeição, Vale-transporte
  • Título da vaga Consultor Departamento Pessoal - Porto Alegre
  • Empresa EGALI INTERCAMBIO

Seguir esta empresa
* Jornada Período Integral
* Tipo de contrato Efetivo – CLT
* Salário R$ 1.100,00 a R$ 1.350,00 (Bruto mensal)
* Localidade Porto Alegre, RS

Leia mais

Avaliações da Egali Intercâmbio


Satisfação geral dos funcionários

2.75
  • Remuneração e benefícios
    2.82
  • Oportunidade de carreira
    3.25
  • Cultura da empresa
    2.71
  • Qualidade de vida
    2.25

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 27 dias

    Empresa já foi ótima, mas caiu muito de qualidade

    Coordenador ComercialEx-funcionário, saiu em 2017

    Porto Alegre, RS


    Prós: Bônus agressivos, Viagens e Incentivos. Clima no escritório entre Coordenador e Consultores é, na maioria das vezes, bom. Vale-refeição compatível.

    Contras: A empresa inteira tem metas em todos os setores que acabam conflitando entre si. Os processos são totalmente engessados e burocráticos (por muitas vezes são “burrocráticos”), tudo é difícil e ainda esbarra na falta de comunicação entre setores. É difícil resolver qualquer problema de maneira rápida, sendo que os setores operacionais tem metas de tempo de resposta que as vezes são de até 72 horas. Se tratando do setor comercial, a empresa se torna uma panela de pressão, a empresa quer continuar crescendo (como já fizeram com maestria), porém, não investem em absolutamente NADA para qualificar seus colaboradores. O pensamento é fechado e não há nada que você fale, muitas vezes comprovando inclusive com dados e números, que vá mudar alguma coisa. As metas são altíssimas e para muitos escritórios, acaba sendo inatingível, ou melhor, é atingível se você trabalhar 88 horas semanais (sendo que a carga horária é de 44h). O Coordenador é cobrado pelo desempenho da equipe, porém, não recebe nenhum treinamento específico. Tem uma meta de vendas muito superior a meta dos consultores e ainda uma meta de trade mkt, onde o coordenador precisa ir até escolas e faculdades para buscar novas parcerias. O detalhe disso tudo é que a empresa dificulta totalmente na parte de deslocamento (em função do OBZ - Orçamento Base Zero). Aliás, falando em horas extras, é lógico que o colaborador não conseguiria fazer isso em 44h, porém, você também é cobrado por não fazer horas extras (o que não faz o MÍNIMO sentido). Não é possível folgar utilizando o banco de horas como você achar melhor, o departamento pessoal simplesmente marca folgas de meio turno em qualquer dia aleatório, não podendo ser em uma sexta ou em uma segunda, resumindo, você tem que trabalhar todos os dias até mais tarde e não tem nem o direito de escolher uma folga para conseguir viajar em um final de semana com mais tranquilidade.

    Conselhos para presidência: Olhem para trás e vejam tudo o que já foi feito de bom e pensem quantos dos seus colaboradores continuam felizes. Sempre fui um grande fã da Egali e agradeço a tudo o que aprendi aí dentro, porém, quando escuto como está a situação, vejo que a empresa que sempre admirei possivelmente não existe mais. Tentem reencontrar esse brilho, empresa com colaboradores satisfeitos rende muito mais. O valor “As pessoas são os ativos mais valiosos da empresa” está começando a perder o sentido, ainda há tempo para mudança.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 mês

    Uma boa escola, mas irá te cobrar muito!

    ConsultorEx-funcionário, saiu em 2018

    São Paulo, SP


    Prós: Pagamento em dia, inovação nos processos internos, sistema integrado robusto e fácil de utilizar, força de venda jovem e empolgada. Processo de vendas bem desenhado. Há incentivos de viagens, porém não pense que será fácil!

    Contras: Comunicação interna muito falha, os setores não se comunicam e por muitas vezes parecem ser concorrentes da mesma empresa. Cultura OBZ acaba empobrecendo o visual das agências, budget disponibilizado para faxina é muito baixo e cobre uma vez por mês, sendo os funcionários responsáveis também pela faxina. Além disso temos que panfletar, fazer relacionamento com instituicoes, dar palestra, vender, a pressão é bem grande e é exigido muito para ganhar pouco. Se não vende, o salário é menor que de estagiário.

    Conselhos para presidência: Treinamentos para formar verdadeiros líderes, tem muita gente despreparada em cargos de gestão, tratar pessoas como pessoas, proporcionar qualidade de vida, muitas vezes sacrificamos um fim de semana inteiro para chegarmos ao resultado exigido pela empresa. Melhorar a comunicação entre o operacional e o comercial, somente assim terá mais fluidez nos processos internos, que delongam demais.

    Recomenda a empresa: Sim