Love Mondays


Vaga de Cobrador Pcd
Grupo NIFF em Guarulhos - SP

Descrição da Vaga

Cobrador Pcd - Pessoas Com Deficiência

Descrição

  1. Área e especialização profissional: Transportes - Cobradores de Coletivos
  2. Nível hierárquico: Operacional
  3. Número de vagas: 2
  4. Local de trabalho: Guarulhos, SP
  5. Atuar como cobrador em transporte coletivo

Exigências

  1. Escolaridade Mínima: Ensino Médio (2º Grau)

Vaga habilitada para pessoa com deficiência

  1. Auditiva: de 41 a 55 dB - Surdez Moderada de 56 a 70 dB - Surdez Acentuada, de 56 a 70 dB - Surdez Acentuada
  2. Física: Monoparesia Moniplegia, Moniplegia Hemiparesia, Hemiparesia Hemiplegia, Hemiplegia Amputação ou ausência de membro, Amputação ou ausência de membro Membros com deformidades congênitas ou adquiridas, Membros com deformidades congênitas ou adquiridas
  3. Visual: Visão Subnormal ou Baixa Visão 4.

Benefícios adicionais

  1. Assistência médica, Assistência odontológica, Cesta básica, Participação nos lucros, Vale-alimentação, Vale-refeição
  • Título da vaga Cobrador Pcd - Pessoas Com Deficiência
  • Empresa GRUPO NIFF

Seguir esta empresa
* Jornada Período Integral
* Tipo de contrato Efetivo – CLT
* Salário A combinar
* Localidade Guarulhos, SP

Leia mais

Avaliações da Grupo NIFF


Satisfação geral dos funcionários

1.00
  • Remuneração e benefícios
    5.00
  • Oportunidade de carreira
    3.00
  • Cultura da empresa
    1.00
  • Qualidade de vida
    1.00

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 21 dias

    Empresa cumpre com legislação, mas não é humanizada

    Funcionário


    Prós: Os benefícios e salario pagos em dia (o que seria o normal não é?) Empresa com boa estrutura física. Recomendo para pessoas com perfil submisso, pouco simpáticas, robóticas. Essas se darão muito bem.

    Contras: Empresa não zela pela satisfação de nenhum funcionário, não faz nada que facilite a rotina dos colaboradores. Possui regras que nada contribuem para a rotina diária, apenas para o ego da diretoria, coisas que desestruturam e desmotivam dia após dia. Tudo reclamam, arrumam pretexto para chamar a atenção do colaborador mesmo sem motivos concretos apenas para gerar desconforto. Inflexíveis ao extremo (extremismo é o forte deles). Colaboradores tratados como robôs, bonecos articulados.

    Conselhos para presidência: Pensar que pessoas humanas precisam ser motivadas. Dar valor ao capital humano e suas necessidades reais, evitar criar conflitos por coisas que não influenciam em nada nos processos de trabalho. Visar mais os resultados e menos detalhezinhos relevantes e inoportunos. Algumas regras realmente são ótimas para o desempenho outras apenas cria um militarismo, funcionários robóticos, desmotivados, submissos e descontentes (e estes tem medo de falar pelas represálias da ditadura empresarial).

    Recomenda a empresa: Não