• Vagas
  • Empresas
  • Salários
  • Entrevistas

Vaga de Avaliador de Veículos
InstaCarro em Rio de Janeiro - RJ

Descrição da Vaga

Avaliador de Veículos

Atividades
Receber o veículo do abordador conduzindo-o até posição de avaliação
* Conferir os detalhes dos veículos passados pelas abordadoras de acordo com a ficha e aplicativo;
* Verificar se existe algum GAP no app e sinalizar TI para ajustes;
* Avaliar o veículo de acordo com os itens do aplicativo no tempo;
* Prestar atenção nos pontos de fotos;
* Caso exista alguma avaria que impeça a compra, avisar o supervisor para passar o feedback ao cliente;
* Preencher os detalhes na planilha após o leilão;
* Solicitar ao supervisor os materiais de trabalho quando faltar.
Pré-Requisitos
* Habilitação categoria B;
* Desejável vivência anterior com avaliação veículos;
* Desejável experiencia com elétrica e mecânica de veículos;
* Ensino Médio;
Competências
* Atenção a detalhes;
* Trabalho em equipe;
* Priorizar tarefas;
* Flexibilidade.

Leia mais

Avaliações da InstaCarro


Satisfação geral dos funcionários

3.48
  • Remuneração e benefícios
    3.81
  • Oportunidade de carreira
    3.38
  • Cultura da empresa
    3.50
  • Qualidade de vida
    3.09

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 20 dias

    Falta de profissionalismo

    Customer ServicesEx-funcionário, saiu em 2018

    São Paulo, SP


    Prós: Salario de acordo com o mercado de trabalhos e os benefícios também. Horários flexíveis, se precisar de uma folga é possível. Se precisar entrar em horários diferentes também.

    Contras: A empresa não possui treinamento sobre procedimentos, a gestão de maneira falha cobra o funcionário como se houvesse estrutura para lidar com os problemas no caminho. Gestão muito envolvida com fofocas, as reuniões sempre eram sobre algo que alguém falou, ameaçando que rapidinho conseguiria alguém para seu lugar, exposição ao ridículo. Ambiente pesado, em que pessoas puxa saco são valorizadas e algumas são promovidas até dentro de bares, por serem amigos(a) de alguém. O CEO, pedia a liderança que não queria ver a equipe falando ao corredor e não queria que saíssem todos juntos. Ele não olhava na cara de ninguém. Com uma enorme falta de planejamento contrataram 100 pessoas em um mês e no outro dispensaram 200, visível falta de planejamento financeiro e estratégico da empresa.

    Conselhos para presidência: Trate os funcionário da maneira que gostaria de ser tratado, invista em profissionais qualificados que saibam separar o pessoal do profissional.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 4 meses

    Um lugar onde não escutam nem o cliente, nem o funcionário.

    Ex-funcionário, saiu em 2018

    São Paulo, SP


    Prós: Você encontrará pessoas maravilhosas e muito dispostas para fazer as coisas acontecerem, mas só. A imagem de startup good vibes e inovadora, com plano de carreira e aumentos baseados na meritocracia, é o doce discurso que o RH irá te passar em sua contratação.

    Contras: Uma startup que tem mentalidade de uma empresa, mas usa como desculpa ser uma startup para sua total falta de organização. Além disso, a falta de comunicação, a falta de informação, a falta de qualquer tipo de planejamento, ,a tendência a ignorar processos e empurrar problemas urgentes com a barriga eram problemas diários. Pregavam que a cultura da empresa fosse levada à risca para os funcionários, entretanto a própria diretoria negligenciava. E por falar em respeito, definitivamente não é um ponto forte como um todo. Acúmulo de funções; falta de reconhecimento constante; jornada de trabalho de mais 12h e para alguns no sábado e domingo; brincadeiras completamente indevidas vindo da diretoria (e caso respondesse à altura era repreendido mais tarde); exposição de funcionários para a empresa inteira; fofocas e hipocrisia, da própria diretoria, no corredor. A falta de líderes competentes, na diretoria, e a constante falta de consistência nos argumentos só provavam que os diretores desconheciam do real problema, assim gerando total incredulidade entre os funcionários. E quando eles resolviam te escutar, acatavam e concordavam com as decisões, e no momento seguinte, já esqueciam tudo que havia sido combinado. A necessidade de contratar terceirizados para realizar o trabalho dos funcionários só gerava desconforto e medo de sua demissão estar próxima.

    Conselhos para presidência: A inconsistência, a prepotência, a arrogância e a imaturidade da diretoria, resultou na rotatividade constante e em massa. Não foi por falta de avisos que a bola de neve já estava gigante, mas foi pela atitude mesquinha e arcaica. Realmente escutem os feedbacks dos funcionários; compreendam, de fato, quais são os problemas e os ajudem a resolver. E, por favor, aprendam com seus erros.

    Recomenda a empresa: Não