Love Mondays


Vaga de Analista Programador Pleno
Folha de São Paulo em São Paulo - SP

Descrição da Vaga

Analista Programador Pleno

A área de Tecnologia da Folha de S.Paulo está contratando programadores PHP. Os requisitos são:
* Experiência em programação LAMP (Linux, Apache, PHP e MySQL);
* Conhecimentos em administração Linux;
* Conhecimentos em aceleração de performance e caching;
* Conhecimentos em Redis, Elastic Search e MongoDB;
* Desejável especialização em um framework PHP de mercado;
* Produção de código limpo, documentado e bem organizado;
* Programação de testes unitários e automatização de testes integrados.
Local de trabalho
* Santa Cecília
* São Paulo
* SP.

Leia mais

Avaliações da Folha de São Paulo


Satisfação geral dos funcionários

3.43
  • Remuneração e benefícios
    3.28
  • Oportunidade de carreira
    2.62
  • Cultura da empresa
    3.10
  • Qualidade de vida
    3.31

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há aproximadamente 1 ano

    Bom

    JornalistaEx-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: é uma empresa muito boa já que proporciona ao funcionário experiências maravilhosas. Vale a pena. Além da administração ser muito boa. Aprovo tudo

    Contras: NÃO TEM. É uma empresa genial, dá ao jornalista aoprtunidade de trabahar sozinho,ainda que ele não tenha tanta liberdade ideológica. Mesmo assim muito bom

    Conselhos para presidência: Nada

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 3 anos

    Empresa grande com jeito de pequena, desorganizada e sem carreira.

    Jornalista

    São Paulo, SP


    Prós: Networking, liberdade para propor projetos, interação entre setores, horários diferenciados, transporte para quem sai tarde demais, perto do metrô.

    Contras: Zero meritocracia, trabalho duro não reconhecido, constantes jornadas de 12 horas, falta de organização, chefes arrogantes e as vezes mal educados.

    Conselhos para presidência: A meritocracia é o mais importante: dar valor para as árduas horas trabalhadas ao invés de demitir ao léu em uma demissão em massa. Muitos funcionários precisam de uma pequena ajuda e não um "sai pra lá" dos chefes.

    Recomenda a empresa: Não