• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Vaga de Analista de Sistemas
Bematech em Rio de Janeiro - RJ

Descrição da Vaga

Analista de Sistemas - Senior

Requisitos:
* Formação Superior Completa em Informática ou áreas afins;
* Experiência em padrões modernos de desenvolvimento web, frameworks e bibliotecas JavaScript;
* Conhecimento de Metodologias ágeis: SCRUM, TDD e BDD.
* Proficiência em pelo menos dois dos frameworks: Angular JS, Ember JS, React JS, Backbone e Jquery;
* Proficiência nos seguintes Frameworks: BootStrap e Less/SASS;
* Compreensão sólida da pilha de tecnologia web completa (por exemplo, HTTP, cookies, cabeçalhos, carregamento de recursos / armazenamento em cache)
* Conhecimento de Ciclo de vida de Software;
* Experiência com tecnologias móveis e design responsivo é uma diferencial.

Desejável:
* Experiência com o Visual Studio e TFS;
* Ter implementado projetos nos seguintes frameworks: Foundation ou Semantic UI.
* Conhecimento em C#;
* Experiência com ES6;
* Experiência com as mais recentes tecnologias e plataformas da Microsoft, ou experiência em alguma outra plataforma e interesse em aprender algo novo.
* JSON - Boa modelagem com REST e JSON-API

Local de Trabalho: Centro/RJ

Habilidades Obrigatórias

Habilidades Desejáveis

  • Visual Studio
  • C#
  • RESTful
  • JSON
  • SCRUM
  • Java (Android)
  • JavaScript

A vaga aceita trabalho remoto?

Não

Leia mais

Avaliações da Bematech


Satisfação geral dos funcionários

3.45
  • Remuneração e benefícios
    3.42
  • Oportunidade de carreira
    2.79
  • Cultura da empresa
    3.26
  • Qualidade de vida
    3.42

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há aproximadamente 3 anos

    Bematech, só a fama de empresa grande.

    Analista DesenvolvedorEx-funcionário, saiu em 2014

    Jundiaí, SP


    Prós: A empresa é boa pra você adquirir conhecimento e depois aplicar em outra empresa. Paga-se equiparado com o salário de São Paulo.

    Contras: Gestores fracos com nenhum perfil de liderança. Frases do tipo: "Vamos cortar os dedos de quem deixar bug", "Se errar, vamos fazer caça as bruxas", são coisas comuns de se ouvir dentro da unidade Jundiaí. Caso você cumpra com sua carga horária e saia no seu horário existem comentários do tipo "Você já vai embora? Está desmotivado?". Ter que trabalhar de final de semana é quase obrigatório. É o tipo de empresa que valoriza funcionários com mais de uma advertências por motivos graves.

    Conselhos para presidência: Presidência deve prestar mais atenção com a unidade Jundiaí, principalmente com os gestores da unidade que são fracos.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 mês

    Parece microempresa

    Analista de SistemasEx-funcionário, saiu em 2018

    Jundiaí, SP


    Prós: Relação com parte (pessoas) da empresa, apresentando um clima familiar e descontraído. Pessoas competentes e com vontade de fazer mudanças, mesmo que estas pessoas não tenham muita voz em algumas situações. Tratamento igualitário para com os terceirizados, o que é admirável e difícil de encontrar noutras empresas. Sem dúvidas, a marca Bematech fez história e é uma contribuição importante para o desenvolvimento do mercado nacional. Apesar dos problemas, há algumas pessoas e time(s) que lutam para fazer a diferença dentro da empresa.

    Contras: Parece microempresa: falta de processos de desenvolvimento mais robustos, estagnação tecnológica (e falta de vontade de mudar, culpa que vai desde alguns técnicos até para alguns gerentes), gestão fraca, são alguns dos problemas. Se há pessoas boas na empresa, infelizmente, é compensado pela "parte ruim": atitudes "estranhas" pairam no ar, muitas vezes, chegando ao limite do que pode se chamar de boicote, isso devido pela falta de estruturação de cargos de forma clara, uma hierarquia inadequada e, falta de comunicação e colaboração entre os departamentos da empresa, em uma filial com poucos funcionários. Ainda sobre pessoas, atitudes de ironia, arrogância e comodismo são notáveis, destruindo parte do clima bom da empresa através de intrigas e fofocas ("por mais que isso tenha em todo lugar", no geral, são problemas bem notáveis por lá), resumindo: imaturidade no comportamento. Já sobre a hierarquia, possuem um preciosismo com cargos não técnicos, principalmente com Scrum Master e PO, sendo que a relação errônea de "chefe" é explicita. Se você é da área técnica, problemas devidos não chegam na sua mão, você não tem voz e não participa de grandes decisões, não gostam de questionamentos e o caos é generalizado pela falta de maturidade dos processos (o ágil não entrega o resultado devido, apesar de executarem bem as cerimônias - horas extras são normais e parte da empresa). Scrum Master vira subordinado de PO, e PO, no geral, possui pouca motivação de evoluir os produtos. Os gestores e coordenadores de desenvolvimento são fracos (conhecem pouco de gestão de pessoas e projetos de software), praticam favoritismo e beneficiam pessoas "parceiras" - abafando pessoas comprometidas e introvertidas - além de comportamentos inadequados, como tomada de decisão pelo emocional, arrogância em ouvir a área técnica e medo de participação dos demais. Os cargos citados não sabem direcionar os papeis de cada um da equipe, causando desconforto. Falta feedback. A empresa não entrega o "desenvolvimento de carreira e oportunidades" prometidos. Ambiente muito político. Possui um histórico de péssimo relacionamento com os clientes, principalmente os maiores, faltando administração do relacionamento. Resistência às práticas Totvs, causando problemas de convergência de processos e identidade.

    Conselhos para presidência: "Resistência às práticas Totvs, causando problemas de convergência de processos e identidade." - isso diz tudo. O que estraga a unidade, que teria um enorme potencial, são algumas pessoas em posições erradas e comodismo de longa data.

    Recomenda a empresa: Não