• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Vaga de Analista de Mídia de Performance
Gauge em São Paulo - SP

Descrição da Vaga

Analista de Mídia de Performance

DESCRIÇÃO

  • Garantir a eficiência de investimentos de mídia como consultor ou como comprador efetivamente;
  • Assegurar que toda a estratégia e tática de mídia estão diretamente alinhadas com objetivos de negócio e foco em rentabilidade;
  • Gerenciar os times abaixo garantindo eficiência não só no que foi planejado, mas na execução de todos projetos;
  • Gerenciar as diferentes operações de performance dos núcleos da Gauge, contribuindo com suporte estratégico para cada um dos times;
  • Elaboração de propostas técnicas para prospecções ou novos projetos;
  • Construção e implementação das novas operações assim como manutenção daquelas já existentes;
  • Parceria com gerentes de outras divisões para projetos integrados;
  • Validar documentos dos planos financeiros e táticos de Mídia

O profissional de Performance deverá agir de maneira rápida e eficiente, sempre se antecipando aos problemas de estratégia de mídia e estratégia de negócios dentro dos canais, além de também ter habilidade política para lidar com diferentes times, perfis e clientes.

REQUISITOS

  • Ter habilidade em construir e comunicar planos de ação, lidando com diferentes perfis
  • Entendimento intermediário de tagueamento em gtm
  • Conhecimento avançado de ferramentas de webanalytics (ga e adobe analytics)
  • Conhecimento avançado em operação (compra) de mídia digital: facebook, adwords, twitter, linkedin, display (via dsp’s e ad servers)
  • Conhecimento intermediário de ferramentas de dashboard e extração de dados
  • Conhecimento intermediário de excel
Leia mais

Avaliações da Gauge


Satisfação geral dos funcionários

3.20
  • Remuneração e benefícios
    3.00
  • Oportunidade de carreira
    3.40
  • Cultura da empresa
    2.80
  • Qualidade de vida
    3.00

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há mais de 2 anos

    Apenas não se importam

    Agente ProfissionalEx-funcionário, saiu em 2016

    São Paulo, SP


    Prós: Ambiente descontraído, possibilidade de aprender muito na prática, flexibilidade de horário (nem tão bom assim), boa localização, bolo no fim do mês e salário pago em dia.

    Contras: Os sócios simplesmente não se importam com o crescimento do profissional, gestores que não são avaliados pela qualidade do trabalho, funcionário são tratados como graxa de engrenagem, salário ridículo, benefícios quase nulos, pouca abertura para diálogo. Missão e valores só estão no mural. Empresa pequena com problemas de empresas grandes.

    Conselhos para presidência: Acordem antes que seja tarde

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Fujam, mas fujam de verdade

    Ex-funcionário, saiu em 2016

    São José dos Campos, SP


    Prós: Clientes grandes de se trabalhar. Salário compatível com o mercado. Projetos relativamente bacanas, porém que perdem o encanto ao longo do desenvolvimento por conta de muita burocracia e enrolação para aprovação interna.

    Contras: Falando de SJC, pois é um mundo a parte em relação a sede em SP: diretoria totalmente ausente. RH, por estar em SP, faz o que quiser com os funcionários e é muito desorganizado. Feedbacks inexistentes, plano de carreira muito mal estruturado. Gestão altamente duvidosa, "cargos de confiança" e de gestão são dados à pessoas que se quer possuem capacidade de coordenar/gerir um time. Prometem crescimento e trabalho em equipe e o que os funcionários recebem em retorno é descaso e individualismo (cada um por si). O ego fala muito alto nessa empresa, é altamente desmotivador. Equipe de monitoramento é tratada como um call-center a parte. Benefícios muito baixos.

    Conselhos para presidência: A rotatividade de funcionários em SJC é alta porque ninguém aguenta, seja na filial ou alocado no cliente. Prestem mais atenção em quem contratam como coordenador/gestor, pois capacidade para gerir equipe está faltando (de uma maneira excessiva).

    Recomenda a empresa: Não