• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Vaga de Analista de Marketing de Produto Júnior
Bematech em São José dos Pinhais - PR

Descrição da Vaga

Analista de Marketing de Produto Júnior

Analista de Marketing de Produto Junior.
Principais atividades:
Participação ativa na criação e desenvolvimento de novos produtos – software;
Interface com diversas áreas como Marketing, Comercial e Desenvolvimento de Produto entre outras para levantamento das necessidades e impactos dos produtos;
Entendimento das premissas de impacto financeiro dos produtos na estratégia da empresa e elaboração da estimativa de ganhos do produto.
Mapeamento de processos de produtos para garantir a correta implantação do produto nas operações de vendas e atendimento;
Acompanhamento de vendas, metas e indicadores de performance.
Análises de ferramentas concorrentes;
Treinamento das operações de vendas e atendimento
Formação Acadêmica
Ensino superior completo, desejável pós-graduação (cursando)
Será um diferencial
* inglês nível avançado
Desejável
Experiência na área de Tecnologia – Software (plataforma, internet das coisas, inteligência artificial).

Leia mais

Avaliações da Bematech


Satisfação geral dos funcionários

3.45
  • Remuneração e benefícios
    3.42
  • Oportunidade de carreira
    2.79
  • Cultura da empresa
    3.26
  • Qualidade de vida
    3.42

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 11 dias

    Parece microempresa

    Analista de SistemasEx-funcionário, saiu em 2018

    Jundiaí, SP


    Prós: Relação com parte (pessoas) da empresa, apresentando um clima familiar e descontraído. Pessoas competentes e com vontade de fazer mudanças, mesmo que estas pessoas não tenham muita voz em algumas situações. Tratamento igualitário para com os terceirizados, o que é admirável e difícil de encontrar noutras empresas. Sem dúvidas, a marca Bematech fez história e é uma contribuição importante para o desenvolvimento do mercado nacional. Apesar dos problemas, há algumas pessoas e time(s) que lutam para fazer a diferença dentro da empresa.

    Contras: Parece microempresa: falta de processos de desenvolvimento mais robustos, estagnação tecnológica (e falta de vontade de mudar, culpa que vai desde alguns técnicos até para alguns gerentes), gestão fraca, são alguns dos problemas. Se há pessoas boas na empresa, infelizmente, é compensado pela "parte ruim": atitudes "estranhas" pairam no ar, muitas vezes, chegando ao limite do que pode se chamar de boicote, isso devido pela falta de estruturação de cargos de forma clara, uma hierarquia inadequada e, falta de comunicação e colaboração entre os departamentos da empresa, em uma filial com poucos funcionários. Ainda sobre pessoas, atitudes de ironia, arrogância e comodismo são notáveis, destruindo parte do clima bom da empresa através de intrigas e fofocas ("por mais que isso tenha em todo lugar", no geral, são problemas bem notáveis por lá), resumindo: imaturidade no comportamento. Já sobre a hierarquia, possuem um preciosismo com cargos não técnicos, principalmente com Scrum Master e PO, sendo que a relação errônea de "chefe" é explicita. Se você é da área técnica, problemas devidos não chegam na sua mão, você não tem voz e não participa de grandes decisões, não gostam de questionamentos e o caos é generalizado pela falta de maturidade dos processos (o ágil não entrega o resultado devido, apesar de executarem bem as cerimônias - horas extras são normais e parte da empresa). Scrum Master vira subordinado de PO, e PO, no geral, possui pouca motivação de evoluir os produtos. Os gestores e coordenadores de desenvolvimento são fracos (conhecem pouco de gestão de pessoas e projetos de software), praticam favoritismo e beneficiam pessoas "parceiras" - abafando pessoas comprometidas e introvertidas - além de comportamentos inadequados, como tomada de decisão pelo emocional, arrogância em ouvir a área técnica e medo de participação dos demais. Os cargos citados não sabem direcionar os papeis de cada um da equipe, causando desconforto. Falta feedback. A empresa não entrega o "desenvolvimento de carreira e oportunidades" prometidos. Ambiente muito político. Possui um histórico de péssimo relacionamento com os clientes, principalmente os maiores, faltando administração do relacionamento. Resistência às práticas Totvs, causando problemas de convergência de processos e identidade.

    Conselhos para presidência: "Resistência às práticas Totvs, causando problemas de convergência de processos e identidade." - isso diz tudo. O que estraga a unidade, que teria um enorme potencial, são algumas pessoas em posições erradas e comodismo de longa data.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 7 meses

    Ideal para os que gostam de desafios psicológicos

    Analista de SistemasEx-funcionário, saiu em 2016

    Jundiaí, SP


    Prós: Remuneração razoável (saiba negociar), horário flexível, a empresa não tem mistério de pagar hora extra e amigos é o que não falta, tem vários desafios e estimula o estudo paralelo mesmo que ela nunca o use.

    Contras: A gestão é péssima, não cumpreem o que dizem na entrevista. O ambiente é muito barulhento e muitas pessoas não respeitam o seu espaço, faltando um pouco de educação. O problema que se torna um hábito ruim até aos novos. A evolução tecnológica não é um de seu melhores amigos, pois o melhor é aquele que funciona mesmo que por manivela.

    Conselhos para presidência: Olhem melhor por debaixo de suas asas e coloquem uma gestão que realmente pense na empresa sem usar um chicote, antes que uma hora a ponta do chicote alcance a sua prestimosa imagem...

    Recomenda a empresa: Não