Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Voltenge?

3 postagens (2 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

2.50
  • Remuneração e benefícios
    2.00
  • Oportunidade de carreira
    1.50
  • Cultura da empresa
    2.00
  • Qualidade de vida
    1.50

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 9 meses

    Empresa para tapa buraco de carreira

    Encarregado de Turma

    Porto Alegre, RS


    Prós: O nome da empresa é forte no mercado por conta da gestão antigo diretor. Uma estrutura média mas suficiente. A parte comercial consegue bons contratos em obras grandes.

    Contras: A começar pela nova diretoria que não possui experiência em administração. Péssimas contratações de coordenadores ou muito passivos ou predatórios em sua gestão. Recursos humanos deficitário, empresa sobrevive pelo legado.

    Conselhos para presidência: Vender a empresa ou adiquirir um sócio colocando a diretoria nas mãos de quem tem experiência e competência.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 ano

    Falta de organização

    Eletricista

    Porto Alegre, RS


    Prós: Boas obras, empresa antiga no mercado e precisando se renovar além de prestigiar os funcionários, muito engessada relacionada aos processos.

    Contras: Falta de organização, falta de gestão de pessoas, falta de incentivo para crescimento, falta de recursos, não há trabalho em equipe, pessoas perversas.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 8 meses

    Empresa com muito para melhorar para crescer no conceito dos trabalhadores

    Soldador MigEx-funcionário, saiu em 2016

    Canoas, RS


    Prós: O que é legal é o companheirismo por parte dos colegas, o técnico de segurança sempre prestativo a solucionar qualquer problema que surja,VTs nunca atrasamos e o salário sempre em dia

    Contras: Coordenação de obras faltando diálogo com os funcionários, fornecimento de EPIs ineficiente, instalações nas obras precárias, muita cobrança por parte dos superiores e falta de ferramentas

    Conselhos para presidência: Descer para o chão dá obra e escutar mais os trabalhadores e colocar coordenadores e supervisores mais capacitados

    Recomenda a empresa: Não