• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas
Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Vix Brasil?

Ver todas as avaliações

  • Há 11 meses

    Empresa jovem e descolada, pero no mucho.

    Ex-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Os benefícios são bons, o vale-refeição é razoável comparado ao de outros locais, o ambiente de trabalho é bem descontraído e informal. Há uma copa bem equipada e algumas opções de lazer. Frequentemente oferecem café-da-manhã e alguns outros mimos diários, como brindes de patrocinadores, produtos personalizados e sobras das receitas que são feitas para os vídeos do site. A maioria dos funcionários é gentil e o clima é cordial. O prédio é bem localizado e muito bonito, há bastante opções de restaurante por perto. A empresa também está em crescimento e isso sugere oportunidades de crescimento, embora não tenha certeza até que ponto isso é de fato aplicado. O conteúdo produzido é interessante e jovem, ideal para quem gosta de redes sociais e assuntos cotidianos. A proposta da marca em si é muito relevante no mercado.

    Contras: A maioria dos líderes não demonstra empatia nenhuma por suas equipes. Não se colocam no lugar do outro e nem sabem valorizar funcionários que tem alto grau de motivação e estão dispostos a aprender e a cooperar. Há a sensação de que existem muitos cargos hierárquicos e departamentos - e a comunicação entre eles é péssima. Mesmo dentro de um departamento, a comunicação entre as equipes é falha. Os processos implementados não são seguidos de um país para o outro e alguns desses processos são extremamente antiquados e até estúpidos. A empresa se diz muito aberta, mas quando alguma alteração é sugerida, geralmente a resposta faz a linha "é assim, e pronto". Coordenadores e gerentes tem egos enormes, não assumem erros e frequentemente são grossos por motivo nenhum. A sensação é de que muita gente que está em cargos mais baixos tem mais expertise e tato para gerenciar pessoas do que os que realmente são pagos para isso. Há também casos de coordenadores que passam a maior parte do dia fazendo trabalhos que não deveriam ser suas prioridades (e puxando o saco dos superiores ao tentar "mostrar serviço") ao invés de ajudar e escutar a própria equipe. Outro ponto negativo é a inflexibilidade. Não há possibilidade de negociação em pedidos de folga, a não ser que sejam férias garantidas por lei (e esqueça 30 dias corridos, isso não existe) ou com um atestado médico. Se escolher ser honesto sobre o motivo e tentar um negociação para home-office, reposição de horas, desconto de salário, adiantamento de férias anuais, esqueça, tudo é impraticável e mal-visto, mesmo que avisado com mais de um mês de antecedência.

    Conselhos para presidência: Alinhar os valores da empresa com o que é praticado no dia-a-dia. Menos burocracia nos processos e valorizar um pouco mais os empregados da maneira certa. As vezes, atender um pedido que parece problemático a curto prazo gera muito mais satisfação e gratidão que 10 presentinhos na semana e, a longo prazo, pode acreditar que isso motiva e faz as pessoas se esforçarem. Mais flexibilidade e confiança nos funcionários, ouvir diretamente os cargos menores, não só o que é passado pelos chefes de equipe e departamento. Enfim, humanizar um pouco as regras, não encarar tudo como exceção e oportunidade para que todos tirem proveito depois.

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

Vix Brasil