Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Universidade Paulista (UNIP)?

Ver todas as avaliações

  • Há aproximadamente 1 mês

    FuncionárioEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Bolsa de estudos 100% para graduação (presencial ou a distância) e pós graduação (100% somente para EAD), salário pago em dia, vale transporte pago em dia.

    Contras: A empresa é uma bagunça. A comunicação entre setores é péssima, muitas vezes a informação nova chegava pelos próprios alunos e nós funcionários ficávamos com cara de besta sem saber orienta-los corretamente, vez que a comunicação toda era feita por e-mails que nem sempre eram encaminhamos a tempo, ou que nem encaminhados eram. Os e-mails que chegavam com orientações, mudavam diversas vezes ao longo do dia e por isso acabávamos passando informações diferentes, várias vezes por dia, sobre o mesmo assunto, para alunos diferentes, e muitas vezes éramos humilhados pelos alunos por conta dessa falta de organização. A chefia de campus Paraíso e Vergueiro é totalmente despreparada, ninguém tem noção nenhuma de gestão de pessoal. Todos os chefes de setores morrem de medo de perder seus cargos e por isso colocam os funcionários para baixo, desmotivando-os o quanto puderem. A diretoria é formada por um feudo familiar, com ideias antigas e quadradas. Os funcionários são tratados como lixo, são apenas números. O atendimento no departamento pessoal é uma lastima. O banco de horas nunca está correto. Não sei como está agora, mas nos últimos meses que trabalhei lá, fomos obrigados a trabalhar sábado e domingo em regime de hora extra forçada, que recebemos de maneira fracionada, vez que as horas extras somente eram liberadas quando o cartão de ponto estava prestes a fechar, isso fazia com que o funcionário recebesse uma parte em 30 dias e a outra parte após 60 dias. Por falar em cartão de ponto, nosso ponto era batido na chapeira e a folha de ponto, somente era recebida meses, senão, anos depois para assinar, assim, nunca soube se o que eu recebi estava correto, e se batia com a folha de ponto, porque éramos proibidos de ficar com uma cópia do cartão de ponto. Não tem plano de carreira, lembro exatamente do primeiro dia que entrei e perguntei para a chefe do setor se existia a possibilidade de crescimento e a mesma me disse que não. Via também muitas regalias para funcionários puxa saco, e os que trabalhavam direito sem fazer favorezinhos, eram tratados como apenas mais um. Os horários não eram flexíveis e o plano de saúde oferecido só atendia de segunda a sexta, em horário comercial. Ficava difícil sair para uma consulta médica sem que a chefe do setor fizesse cara feia. O atendimento a solicitações feitas pelos alunos é muito burocratico e demorado, muitas vezes vencia o prazo da solicitacao e o aluno não recebia o serviço e nós funcionários não podíamos cobrar o setor responsável, mas podíamos ficar na linha de frente dando a cara a tapa e sendo xingados e chamados de incompetentes pelos alunos. Não existe um Feedback e ao menor sinal de descontentamento o chefe de setor, juntamente com o chefe de Campus, tratam logo de fazer a vida do funcionário virar um inferno para que ele peça as contas. A empresa se preocupa somente com números e esquece de investir no funcionário, esquece que funcionário que trabalha feliz, produz mais.

    Conselhos para presidência: Sr. Digenio, está na hora de colocar pessoas com ideias mais arrojadas na administração da Unip. Essa história de empresa controlada por um grupo familiar só funciona para empresas de pequeno porte, e olhe lá. Você precisa começar a focar mais nas coisas que acontecem debaixo do seu próprio nariz. Se o senhor visitar o campus Vergueiro e o campus Paraíso, não vai acreditar que se trata da mesma empresa de tão diferente que é o tratamento. Não é à toa que alguns campus são uma bagunça, pois não há uma uniformização, cada chefe de campus faz o que quer e beneficia quem quer. A valorização do funcionário, por menor que seja o cargo ocupado por ele também é muito importante, pois é ele quem tem contato direto com os alunos que vcs tanto buscam captar para que a empresa continue de portas abertas, então invista nessas pessoas, crie medidas institucionais de valorização do funcionário, medidas de implementação de ética no trato interpessoal e entre setores, forneça treinamentos adequados para cada tipo de função (treinamentos sérios), estabeleça um sistema de meritocracia, a empresa perde muitos funcionários bons devido à falta de reconhecimento. E observe mais o comportamento dos chefes de campus, bem como dos chefes de setores, pois nem todos trabalham com ética e abusos são cometidos diariamente. Isso precisa acabar, se o senhor quiser que a Unip forneça um serviço com a tal excelência.

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

Universidade Paulista (UNIP)

Descrição:Universidade Paulista (UNIP) é uma universidade privada brasileira, sediada em São Paulo, com unidades espalhadas por todo o estado e ainda nos estados de Goiás, Amazonas e também em Brasília. Possui mais de 240 mil alunos. Ao todo, a instituição tem 27 campi, que envolvem 65 unidades.

Site

RH: quer atrair bons talentos?