Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Superior Tribunal de Justiça (STJ)?

42 postagens (13 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

4.31
  • Remuneração e benefícios
    3.77
  • Oportunidade de carreira
    3.46
  • Cultura da empresa
    4.15
  • Qualidade de vida
    4.08

Recomendam a empresa a um amigo


  • Há 11 dias

    Bom ambiente para estagiários

    Estagiário SuperiorEx-funcionário, saiu em 2011

    Brasília, DF


    Prós: Ambiente legal sem pressão, servidores sempre gentis com os estagiários. Horários super flexíveis, podendo basicamente chegar e sair a hora que quiser, desde que cumpra todo o horário do mês.

    Contras: Desmotivação por ver servidores ganhando 15x o seu salário fazendo muito menos do que você. Sem perspectiva de crescimento visto que é serviço público e no máximo você será contratado sendo terceirizado.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 11 dias

    Grande aprendizagem

    Estagiário Superior

    Brasília, DF


    Prós: Ótimo ambiente para trabalhar, principalmente estagiário de Gabinete de Ministro. Oportunidade de grande aprendizagem. Local tranquilo. A biblioteca conta com um ótimo acervo.

    Contras: Não possui pontos negativos, mas a agilidade para o pagamento da bolsa-auxílio deixa a desejar. Costumam pagar os estagiários somente depois do dia 10.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 25 dias

    Ótimo lugar para se trabalhar, só precisar melhorar valorizar os colaboradores.

    Técnico em Secretariado

    Brasília, DF


    Prós: Excelente local para trabalhar, pois possue uma boa infraestrutura, proporciona crescimento profissional em diversos aspectos, quando se tem interesse em aprender.

    Contras: Preconceito com celetistas. Todos poderiam ser tratados de maneira mais igualitária, afinal, o STJ é formado pelo esforço conjunto entre ministros, servidores, colaboradores (que não são menos importes) e estagiários.

    Conselhos para presidência: Fazer crachas com fotos dos colaboradores, assim como no TSE, sem distinção de cores, para se evitar preconceitos, ou seja, tratamento ao menos semelhante perante a todos, começando pelas coisas mínimas.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 1 mês

    Excelente ambiente de trabalho

    Analista Administrativo

    Brasília, DF


    Prós: Ambiente de trabalho sensacional, estabilidade no cargo, muitas possibilidades de conteúdo pela abrangência dos temas que o Tribunal analisa, bem como estrutura de trabalho ótima, além de permitir teletrabalho.

    Contras: Rigidez no salário, uma vez que depende de lei e há sempre a desculpa das crises econômicas, há dificuldade de ascensão na carreira e burocracia para resolver todo tipo de problemas.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 2 meses

    Fórum

    EstagiárioEx-funcionário, saiu em 2017

    Ribeirão Preto, SP


    Prós: Oportunidades e reconhecimentos no tribunal, ver a justiça sendo feita na grande maioria das vezes, trabalhar com bons juízes de direito, oportunidades de conhecer vários advogados competentes.

    Contras: Convivência com alguns funcionários que não mereciam estar ali, muitas vezes não fazem nada e por ser concursado nada é feito, demora nos pedidos feitos na defensoria publica.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 3 meses

    Benefícios do estágio.

    Estagiário de Nível MédioEx-funcionário, saiu em 2014

    Brasília, DF


    Prós: Os chefes eram bem flexíveis quanto ao horário no meu setor, a carga horária era reduzida em períodos de prova. Lugar agradável e bonito, transporte gratuito para a rodoviária.

    Contras: Trabalho um pouco pesado dependendo da demanda, acumulativo, não oferece auxilio refeição nem alimentação e não oferece refeitório gratuito no local.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 3 meses

    Assessor jurídico

    Analista Judiciário

    Brasília, DF


    Prós: Conhecimento jurídico , horário flexível, espaço físico , biblioteca ampla. Bom convívio. Excelente plano de saúde . Bom restaurante .Gosto muito de trabalhar no STJ.

    Contras: Falta de possibilidade de ascender. Não se mede o conhecimento jurídico e não se avalia os títulos que possuímos . Sinto-me pouco reconhecida pelos meus estudos .

    Conselhos para presidência: Reconhecimento e seleção pelo currículo

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 4 meses

    Intermediária

    Estagiário de Direito

    Brasília, DF


    Prós: Empresa grande,boas oportunidades de conhecimento.

    Contras: Não valorizam tanto quanto deveria os estagiários.

    Conselhos para presidência: Que passe a dar mais valor e que os estagiários possam ter o reconhecimento merecido.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 7 meses

    Um dos melhores lugares para trabalhar no Brasil

    Técnico

    Brasília, DF


    Prós: Ótimo clima organizacional, boa mobilidade entre funções, ótima localização, bons salários, oportunidades de crescimento, cursos de capacitação.

    Contras: Poucos convênios, falta padrão de qualidade, muita cobrança para bater as metas, alto nível de estresse durante o trabalho, não emenda os feriados.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 8 meses

    Vale completamente a pena

    Funcionário


    Prós: Entrosamento dos funcionários poucas horas de trabalho e salário em dia trabalho apenas em.dias comerciais e não é nescessário levar trabalho para casa

    Contras: Não presenciei nada preocupante em.meu tempo de trabalho na empresa e apenas tiver resultados positivos em relação a todo o meu tempo na organização

    Recomenda a empresa: Sim


Informações da empresa

Superior Tribunal de Justiça (STJ)

Descrição:O Superior Tribunal de Justiça (STJ) é um dos órgãos máximos do Poder Judiciário do Brasil. Sua função primordial é zelar pela uniformidade de interpretações da legislação federal brasileira. O STJ também é chamado de "Tribunal da Cidadania", por sua origem na "Constituição Cidadã". É de responsabilidade do STJ julgar, em última instância, todas as matérias infra-constitucionais não-especializadas, que escapem à Justiça do Trabalho, Eleitoral e Militar, e não tratadas na Constituição Federal, como o julgamento de questões que se referem à aplicação de lei federal ou de divergência de interpretação jurisprudencial.

Site

RH: quer atrair bons talentos?