Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Spring Wireless?

33 postagens (10 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

3.10
  • Remuneração e benefícios
    3.30
  • Oportunidade de carreira
    2.10
  • Cultura da empresa
    2.20
  • Qualidade de vida
    3.00

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há aproximadamente 2 anos

    Não faria de novo o que fiz por essa empresa

    Gerente de Projetos (GP)Ex-funcionário, saiu em 2014

    São Paulo, SP


    Prós: Pessoas extremamente comprometida e focadas em trazer resultados.

    Contras: Falta de organização, estrutura e respaldo junto ao cliente.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Já foi uma boa empresa, agora o último apaga a luz ...

    Analista de Sistemas Sênior

    São Paulo, SP


    Prós: Flexibilidade de horário, ambiente leve e informal.

    Contras: A empresa não investe nos funcionários e vários com experiência de muitos anos já saíram. Os donos/investidores americanos da empresa não sabem o que estão fazendo. A área de projetos trabalha com tecnologia ultrapassada. A empresa parece não se importar com os principais clientes já consolidados, focando sempre em novos projetos que não dão lucro para a empresa.

    Conselhos para presidência: Vendam a empresa logo, já que nenhum de vocês sabe o que fazer com ela.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Empresa ruim!

    Analista de Service Desk

    São Paulo, SP


    Prós: Benéficos, localização da empresa.

    Contras: Gestão da empresa, plano de carreira não funciona. Precisa ser puxa saco para ser promovido.

    Conselhos para presidência: Melhorar salários, fazer plano de carreira .

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 3 meses

    Oportunidade de crescimento profissional, empresa sem nenhum planejamento

    DesenvolvedorEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Home office liberado e flexibilidade de horários são os pontos fortes de quem planeja trabalhar na Spring.

    Contras: Falta de planejamento, sem visibilidade alguma dos processos e metas da empresa. Total instabilidade, demitem e contratam todos os meses. Promoção de pessoas sem avaliação de meritocracia. Tecnologia legada, não existe investimento em novas tecnologias, dificuldade em manter o sistema em pé, a toda release nova do produto os clientes são afetados por features que muitas vezes nem deveriam visualizar.

    Conselhos para presidência: Ser mais presencial. Compartilhar as visões e planejamento da empresa com seus colaboradores.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 3 meses

    Não parece ser uma empresa séria

    Analista de Infraestrutura PlenoEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Bons Benefícios. Vr de 23,50. Pode ir trabalhar de maneira informal, de bermuda. Flexibilidade de horário. Bom plano de saúde e seguro de vida.

    Contras: Empresa não parece ser séria. Parece um parque de diversões para os diretores. Muita rivalidade entre os departamentos, fazendo com que o clima de empresa seja ruim

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 6 meses

    Neutra

    Ex-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Salário acima da media do mercado, possui horário flexível, podemos fazer home office embora ainda nao seja muito bem aceito por todos. Ambiente global. Oportunidade de aprendizado,.

    Contras: Falta gestão de carreira, organização e clima não muito amigável. Decisões são tomadas sem planejamento passando insegurança ao time. Um pouco desorganizado, falta de metas claras.

    Conselhos para presidência: Olhar para pessoas, reter e desenvolver talentos.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 1 ano

    Boa para aprender e ruim para carreira

    Gerente

    São Paulo, SP


    Prós: Flexibilidade de horário, cultura do Vale do Silício (video-game, café da manhã, festa de aniversário, etc), boa localização e clientes importantes.

    Contras: Baixo salários para algumas funções, falta de planejamento e visão estratégica, prioridades equivocadas, maus profissionais que são mantidos por paternalismo de algumas lideranças .

    Conselhos para presidência: Investir mais nos profissionais que fazem a interface com o cliente e com o suporte, pois a maior reclamação dos clientes é o suporte.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 anos

    Administração com pensamento pequeno.

    ProgramadorEx-funcionário, saiu em 2011

    São Paulo, SP


    Prós: Desafios constantes, pagava-se em dia e tinha estacionamento próprio.

    Contras: Não existia companheirismo entre as áreas. Produto e Projeto eram áreas inimigas. Não havia qualidade de vida. Tinha horário para entrar, porém, não tinha horário para sair. Não pagavam horas extras. PJ com hora fechada. Já fui parado no elevador indo embora e tive que voltar ao trabalho, pois havia um chamado "blocker". Não tinha plano de carreira. Esperavam o funcionário pedir demissão para negociarem aumento salarial ou alguns benefícios. Obs.: Não sei se continua assim, mas os gestores, quase que de um modo geral, eram preconceituosos com relação a assuntos religiosos. Alguns gestores deixavam claro que não contratavam judeus ou adventistas, pois não admitiam que um funcionário não pudesse trabalhar aos Sábados (mesmo havendo outros para repor, quando fosse necessário). Muitas vezes, encerravam a entrevista logo de início, pois já perguntavam isso de imediato.

    Conselhos para presidência: Aproximar as áreas de Produto e Projeto, além de conceder oportunidades internas.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 4 meses

    Falta de planejamento e total instabilidade

    DesenvolvedorEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: A Spring oferece salários acima da média e com bons benefícios: estacionamento, VR de 22,50/dia, plano de saúde e odonto e seguro de vida; todos sem desconto. O clima de trabalho é bem divertido e descontraído. É permitido trabalhar de bermuda e fazer home office.

    Contras: Não há planejamento efetivo dos projetos da empresa, considerando cenários realistas e pessimistas. A Spring pode em um momento contratar 20 devs e depois de 2 meses demitirem todos, simplesmente porque atrasou a aprovação de uma nova fase de projeto. Falta um senso de responsabilidade tremendo sobre a diretoria! Não me parece correto demitir pessoas depois de 2 meses, mesmo que elas sejam competentes, por um erro de planejamento! Eu presenciei pelo menos 4 cortes na empresa, sendo que em alguns foram demitidos mais de 10 pessoas! As tecnologias usadas na Spring não são de mercado, são proprietárias, ou seja, você não poderá usar em outros lugares! O código nativos das aplicações mobile são muito antigos!

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 4 meses

    Empresa com potencial mas peca muito

    Analista Desenvolvedor

    São Paulo, SP


    Prós: Bom aprendizado em dev mobile com uma plataforma nativa e possui um produto diferente do convencional de mercado.Também esta buscando a adequação à processos ágeis que pode vir a ser um diferencial no futuro.

    Contras: Empresa muito bagunçada e com processos caóticos.Está se reestruturando porém os joguetes políticos tendem a atrapalhar a empresa.No geral a empresa está estagnada com poucas perspectivas de evolução.

    Recomenda a empresa: Não


Informações da empresa

Spring Wireless

Descrição:A Spring é líder global em soluções de mobilidade corporativa. Suas aplicações móveis baseadas na nuvem são desenhadas para otimizar a produtividade em grandes e médias operações de missão crítica em campo de empresas de bens de consumo. Suas soluções de negócio se conectam às mais inovadoras tecnologias e aparelhos, e otimizam processos de negócio, aumentando a produtividade.

Sediada nos Estados Unidos, a Spring deu início às suas operações em 2001 no Brasil e tem escritórios em toda a América Latina e Europa, com mais de 100 clientes corporativos no mundo todo, como Unilever, Coca-Cola, L’Oreal e Faber-Castell.

Site

RH: quer atrair bons talentos?