Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Shoulder?

58 postagens (31 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

2.97
  • Remuneração e benefícios
    2.86
  • Oportunidade de carreira
    2.52
  • Cultura da empresa
    2.93
  • Qualidade de vida
    2.55

Recomendam a empresa a um amigo


  • Há 3 meses

    Se for sua única opção de emprego, vá!

    Designer GráficoEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Não praticam trabalho escravo na fábrica. A fábrica, onde eu trabalhava, é próxima da minha casa. Tem elevador para a maioria dos andares. Tem 40% de desconto nas peças das marcas do grupo (mas sinceramente não vale a pena, o preço é absurdo quando comparado à qualidade dos produtos).

    Contras: Os produtos são de baixa qualidade e não valem o que cobram. Não existe coesão na criação das peças e conceito de coleção. O e-commerce é amador. O RH é inexpressivo e não tem autoridade sobre as regras da empresa e são orientados a não ajudar os funcionários, exceto quando é vantajoso para a própria empresa (chegam a ser desonestos). Aliás, não existe hierarquia lá dentro, sua autoridade é baseada no quão amável você consegue ser com os donos, e não no seu trabalho. É um DESFILE DE EGOS SEM FIM. O clima e energia na empresa são péssimos e os próprios funcionários investem nisso, gostam de imaginar que trabalham na Chanel, apesar da marca não ter glamour algum. O salário é ruim, assim como os benefícios (esses são péssimos!). Não existe meritocracia na empresa, é um cordão sem fim de puxa-sacos. A gerência é muito ruim e não hesitará em roubar o mérito do trabalho de um subordinado, inclusive preferem que você faça nada, para não fazer algo melhor do que a capacidade deles. A localização é péssima e perigosa (no meu caso, que trabalhava na fábrica). Não é um lugar em que você tem orgulho em dizer que trabalha, definitivamente. Eu particularmente nem menciono a minha passagem pela empresa em conversas sobre minhas experiências.

    Conselhos para presidência: É necessario definir melhor os cargos e funções das pessoas. Criar processos. Investir na qualidade de vida no ambiente de trabalho. A questão do ego é muito crítico pois impede que os funcionários cresçam e mantenha-se motivados. Um trabalho de endomarketing se faz necessário urgentemente. Uma consultoria seria muito bom também, pois já presenciei gastos absurdos por nada.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 3 anos

    Funcionário


    Prós: Eles dão a oportunidades de você crescer, os donos são super educados, isso é muito importante para os colaboradores.

    Contras: Existe sempre uma forma inesperada de processos, as mudanças de planos são constantes.

    Conselhos para presidência: Aposte em que realmente querem crescer junto com a empresa.

  • Há 8 meses

    Uma pena os diretores não saberem quem realmente são suas equipes

    Assistente de EstiloEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: As pessoas são legais, o ambiente é bastante descolado, os diretores (empresa familiar) parecem realmente se importar com os funcionários, uma pena que não veem a empresa por dentro como ela realmente é. Indicaria para outros trabalharem, mas se for no estilo, pense duas vezes.

    Contras: Minha chefe pra todos parece ser a pessoa mais legal do mundo, super descolada e tal, mas é péssima, nada do que você faz é suficiente, ao invés de te ensinar ela vai lá e faz pra você, quando ela erra, tudo bem afinal todos erram, mas quando você erra é a pior coisa do universo, etc. Não tem crescimento, essa semana mesmo vi uma assistente super competente com 3 anos de casa perder uma vaga de estilista pra alguém de fora porque aparentemente ela só serve pra ser assistente mesmo. Outra gerente de outro setor grita com você na frente de todo mundo e não te deixa dizer uma palavra e depois diz pra sua chefe que você a''insultou'' e sua chefe acredita. Nunca trabalhei com pessoas tão grosseiras e com tanto desrespeito na vida.

    Conselhos para presidência: Conheça seus gerentes/coordenadores através de seus subordinados, afinal as coisas na superfície são completamente diferentes do que são na ''vida real''

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 8 meses

    Experiência horrível

    VendedoraEx-funcionário, saiu em 2017

    Belo Horizonte, MG


    Prós: oferece vale refeição, horário não é puxado e dá 40% de desconto para funcionários, uniformes e reparo nos mesmos caso seja preciso, possui refeitório na loja

    Contras: Péssima gerencia e meritocracia é baseada em puxa saquismo, no inicio dos trabalhos o funcionário arca com as despesas de vt e vr por até 20 dias, as metas da loja são inatingíveis de forma q a comissão não existe. Plano de saúde Amil integral por conta do funcionário.

    Conselhos para presidência: veja seus funcionários antes de olhar para seus bolsos. São seres humanos, trate-os como tal

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 anos

    indico para trabalhar

    VendedorEx-funcionário, saiu em 2016

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Loja bem organizada. Vr + va. Beneficios e salarios pagos em dia. Ótimo ambiente de trabalho. Empresa de grande porte. Super indico para trabalhar.

    Contras: Carga horaria puxada. Grande rotarividade de gerente. Não tenho oq reclamar. Aprendi mt com a loja e funcionarios. Só sai mesmo por questoes pessoais.

    Conselhos para presidência: Investir no Endomarketing . investir nos funcionarios, oferencendo-lhes um curso de idiomas, ja q atendemos grande parte de publico estrangeiro.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 3 meses

    Não indicaria para ninguém, empresa não se importa com os funcionários

    Assistente de ArteEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Você ganha 40% de desconto em roupas da marca Shoulder/Pop up. Possui café da manhã para os funcionários, como pão francês, bolo, café, chá e etc.

    Contras: Há muitas intrigas entre os funcionários, não há conexões entre áreas e sim birrinhas. O RH não possui autoridade para tomar providências ou ajudar os funcionários nesses relacionamentos ruins. O salário é extremamente baixo e os usuários não possuem benefícios decentes (a empresa paga R$16 de VR, dinheiro que não é compatível com a região, não paga nem ao menos metade do plano de saúde). A Shoulder possui um "tipo" de pessoa que gosta de contratar, se você não faz parte desse "tipinho", pode esquecer. Ser puxa saco na Shoulder é fundamental.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 6 meses

    A empresa tem potencial, mas tem muito o que melhorar. Falta processos.

    AnalistaEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Equipe unida, gerente humana, marca consolidada no mercado em constante evolução. Algumas pessoas tem força de vontade para fazer a empresa crescer e a criar e ajustar processos que não existem.

    Contras: Empresa não tem sinergia entre a maioria dos departamentos, muitas pessoas querendo passar por cima de outras para mostrar trabalho. Não parece que estamos todos em uma única empresa lutando por um objetivo em comum. A empresa tem potencial porém falta desenhar processos, falta alinhamento e adequamento de funções, falta comprometimento das pessoas, as pessoas não costumam assumir os próprios erros e outros departamentos acabam penalizados. Alguns gerentes não lutam pela equipe o que deixa ainda mais desmotivada. A empresa tem potencial, mas tem muito o que melhorar. O bom é saber que quando trabalhamos em uma empresa desorganizada e conseguimos lutar pelo que acreditamos estaremos aptos a trabalhar em qualquer outra empresa que tenha metodologias e organização. Palavras chaves: desorganização, falta de processos, falta de sinergia, falta de comprometimento.

    Conselhos para presidência: Mais atenção dos donos para analisarem o que realmente acontece entre os colaboradores, contratar uma empresa de consultoria para analisar cada processo da empresa e verificar os pontos que cada departamento tem a melhorar. O sistema é bom, mas tem muitas falhas que atrapalham a rotina. A qualidade dos produtos também deve ser revisada, muito bem revisada. E também há conflito de interesses dentro da empresa.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 7 meses

    Clara

    Vendedor

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Empresa boa de se trabalhar no quesito pessoas, forte comunicacao e equipe engajada para fazer uma rotina diaria de trabalho tranquila e boa

    Contras: Falta de beneficios como vale transporte, vale refeicao, piso salarial metas muito altas quase que inalcansaveis falta de treinamento e atencao da gestao

    Conselhos para presidência: Melhorar os beneficios.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 9 meses

    Experiência agradável

    CaixaEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Bem estruturada, processos bem definidos, loja com visual atrativo, bastante circulação de clientes.

    Contras: Poucos benefícios para caixa, nem cadeira tem. Difícil comunicação vertical.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 ano

    Não recomendo

    AuxiliarEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: É uma empresa que tem tudo pra crescer ainda mais. Ótimo servico ... Não é cansativo, é um lugar que daria pra se passar 30 anos

    Contras: Liderança um lixo, coordenadores prepotentes que acham que ninguém é suficiente, a não ser eles, não vê o que o funcionário faz, não dão valor ao trabalho dos colaboradores. Não oferecem treinamentos. Não reconhece o colaborador.. Falo dos coordenadores e líder desse lugar, porque acho que os patrões nem devem ficar sabendo dessa baixaria... Muito decepcionada com o modo que eles tratam os colaboradores. Ao entrar na Shoulder pensei que seria uma ótima empresa de ser trabalhar, mais concluir que ninguém merece entrar lá.

    Conselhos para presidência: Acho que você deveriam avaliar mais quem são as pessoas em que vocês confiam, porque as pessoas que vcs colocam para liderar, em vezes de contratar pessoas que melhoraram ainda mais o desempenho da empresa, são os primeiros a afundar ainda mais.

    Recomenda a empresa: Não


Informações da empresa

Shoulder

Descrição:Referência em feminilidade e versatilidade, a Shoulder possui mais de 30 anos de mercado, sempre oferecendo o que a mulher contemporânea mais gosta: roupas versáteis e de muito bom gosto. Hoje, com sede no Bom Retiro, a marca totaliza 46 lojas distribuídas nos principais estados do país, sendo 37 próprias e 9 franquias. Focada na mulher contemporânea urbana que procura uma marca com opções para todas as ocasiões do seu dia-a-dia, a Shoulder está sempre em busca de surpreender e encantar, imprimindo sempre muita feminilidade em tudo que faz.

Site

RH: quer atrair bons talentos?