Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Sciere?

11 postagens (5 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

1.80
  • Remuneração e benefícios
    2.60
  • Oportunidade de carreira
    1.40
  • Cultura da empresa
    1.80
  • Qualidade de vida
    2.40

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 2 meses

    Gerência soberba e ausente, funcionários descontentes e mediocres

    Webdesigner JúniorEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Café da manhã às sexta-feiras, local acochegante com jardim e orquídeas, café fresco e pagam em dia. Vale transporte, refeição e convênio médico.

    Contras: A dinâmica da empresa funciona da seguinte forma: leva razão quem falar primeiro, há ali uns três desenvolvedores principais que se acham insubestituíveis, deuses da programação, insatifeitos com a empresa se gabam em voz alta de amarrar o serviço pra fazer horas extras, e se vc for um estagiário ou um cargo júnior prepare-se para a hostilidade, risos de deboches pelas costas e indiretas e queixas do tipo "bando de junior tô fora","esse dai nunca viu php na vida", ¨mais um estagiário estamos ferrados somos nós que carregamos a empresa nas costas¨, "duvido apresentar algo decente", "a empresa não precisa de webdesigner agora vou levar o projeto sozinho nas costas" e caso não simpatizarem com sua cara farão de tudo pra isolar vc do projeto e se mesmo assim vc fizer um bom trabalho farão de tudo pra te sabotar valendo até procurar um site semelhante e instigar a dúvida que foi plagiado pois a gerencia por sua vez não se dará o trabalho de averiguar os fatos e datas, como algo foi plagiado se foi produzido bem antes porque não verificar as datas? vale até cravar o ar-condicionado no mínimo caso o novo integrante demonstre que não goste de frio, é bizarro, quem leva ao abismo são esses mesmos descontentes funcionários. Se um gerente te aloca em outro projeto muito prontamente os "profissionais" vão lá na chefia jogar veneno e induzir a chefia que vc abandonou o projeto e digo novamente levou razão quem falou primeiro não se averigua fatos. Falta de transparência da parte dos gestores, vc apresenta o trabalho alegam que está bem o que vc fez e orienta vc a continuar com outro projeto, porém quando todos estiverem reunidos e demais chefias a história muda, aparece dizendo que não ficou bom que apresentou problemas, expondo ao constrangimento sendo que antes foi questionado se as tarefas estavam de acordo com o que o cliente esperava. Há aqueles que acham que ser gerente é apenas manter a pose de nariz em pé, se vc o interromper e questionar como ele quer que a tarefa seja feita antes mesmo de vc terminar a pergunta ele já esta fazendo caretinhas para o funcionário ao lado debochando. A desordem é tão desmedida que não há um controle de tarefas, basta um chegar lá no chefe e dizer que ciclano esta sozinho e ele então acata mesmo que vc foi orientado a estar em outro determinado projeto e trabalhando arduamente nele. Outro exemplo é o encarregado imediato não saber o porquê do seu desligamento. Também ocorre de impor que trabalhe com uma tecnologia diferente, após vc aceitar, exigirão um prazo, e detalhe o slogan é educação levada a sério, coisa que nem eles mesmo praticam, nem pra disponibilizar um treinamento, apenas obriga que vc trabalhe com tecnologia que vc desconhece num prazo surreal que eles inventam, sem considerar curva de aprendizagem, ausência de suporte. Aliás se são capazes de destratar um funcionário por causa de uma conta salário porque segundo eles é muito trabalho fazer a folha de pagamento dos funcionários que dirá pagar treinamento.

    Conselhos para presidência: Como já foi mencionado em posts anteriores, averiguem os fatos, analisem as más intenções, por conta de funcionários que falam mal de vcs pelas costas, estão perdendo talentos e gente realmente interessada em trabalhar. Melhorem a forma de controlar as tarefas ao invés de se basear pelas radios pião, existe tecnologia pra isso.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 8 meses

    Sciere ótimo local péssimo profissional

    Desenvolvedor PHPEx-funcionário, saiu em 2016

    São Paulo, SP


    Prós: Local amplo, muito aconchegante, pegaram uma grande casa e utilizaram como escritorio, enorme área verde e cozinha com geladeira o q ajuda muito dado a localização dá empresa

    Contras: Localização dá empresa muito ruim, não tem opções de restaurante plna localidade, diretoria fraca onde diz de ser democrático porém com a última palavra do diretor, imposição até mesmo no momento de estipular prazos, gerência mal treinada onde o coleguismo conta mais do que o profissionalismo...

    Conselhos para presidência: Aprender a ouvir, entender mais os processos e entender que mágica não existe as coisas não acontecem do dia para noite

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 ano

    Bom para inicio

    Programador

    São Paulo, SP


    Prós: O ambiente é aconchegante por ser uma casa reformada, pagam em dia, e salário compatível com o mercado. Em sua maioria, as pessoas são simpáticas. Bom par quem está começando carreira e não tem muita noção de organização.

    Contras: Extremamente desorganizada, não tem processo pra nada e os que tem, são muito burocráticos, pra uma empresa pequena, isso beira ao absurdo. Empresa que fala português, onde proíbe termos em outro idioma e diante de determinadas pessoas você tem que ficar se policiando pra traduzir até termos difundidos como tablet. Procedimento de deploy chega a ser engraçado, pra não dizer pior. Com releases emergenciais diariamente, é incêndio atras de incêndio. Computadores lentos para programar, velhos, fazendo que o restauro de base dure uma eternidade. Não ha liberdade para criação, há regras muito rígidas, como proibição de cores como vermelho e fontes com negrito e itálico. Você é obrigado a se dobrar pra fazer da maneira com que querem e não da melhor forma possível, saindo assim projetos lentos e morosos. Prazos incrivelmente apertados, impossíveis de se cumprir, culpa novamente da burocracia desnecessária e de equipe comercial sem nenhum conhecimento técnico, onde depois de contratado, equipe não tecnica fica segurando antes de entregar a equipe responsável.

    Conselhos para presidência: Reveja os processos, pessoas e produto, há falhas imensas em todos esses 3, melhorando o processo, os outros 2 vão por consequência sem grande esforço. É necessário ser mais flexível a tecnologias, todos os produtos de TI são extremamente defasados, dentre eles os computadores dos programadores, são horríveis de velho.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 1 ano

    Bagunça generalizada.

    DesenvolvedorEx-funcionário, saiu em 2016

    São Paulo, SP


    Prós: Boa localização, cozinha para utilização, área de lazer e churrascos para comemorar entregas insanas e sem sentido, estacionamento grátis na empresa.

    Contras: Processos de gestão falho, burocracia desnecessária, infraestrutura ultrapassada, intrigas e fofocas entre alguns funcionários, autoritarismo, estrutura de cargos mal distribuída, metodologias de trabalho sem sentido, prazos insanos, etc.

    Conselhos para presidência: Foco em qualidade de produto e satisfação dos clientes devem ser os principais pilares de uma empresa. Metodologias de gestão e desenvolvimento de projetos ágeis estão aí para ajudar. Uma consultoria de gestão pode ajudar a solucionar os diversos problemas existentes. Autonomia e confiança nos funcionários podem melhorar processos e ambiente organizacional.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 1 ano

    Dinossauros da T.I.

    DesenvolvedorEx-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: Uma casa com cozinha e área de lazer. Cafés da manhã as sextas e eventos na área de lazer em um momento ou outro. Região muito calma onde é possível deixar o carro no estacionamento de frente à empresa.

    Contras: Burocracia desnecessária, infra estrutura completamente ultrapassada, cadeiras sujas, computadores velhos e etc. Prazos absurdos e completamente arbitrários. Cultura com medo de evolução e economias completamente sem sentido, gastam muito com confraternizações sem sentido e se recusam a gastar um pouco mais com um servidor melhor. Processo de deploy de aplicações chega a ser engraçado.

    Conselhos para presidência: Se atentar a novas tecnologias, focar em qualidade e não apenas em atender prazos.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 2 anos

    Ambiente desgastante com poucas possibilidades de crescimento para desenvolvedores

    Coordenador de Desenvolvimento

    São Paulo, SP


    Prós: A empresa é situada em uma casa que foi restaurada para fins comerciais, então o ambiente é agradável. Tem uma cozinha com utensílios, o que é bom para quem leva comida. Há também um jardim muito bonito de árvores frutíferas, uma churrasqueira e um forno de pizzas. Toda sexta-feira a empresa oferece um café da manhã para todos, e ocasionalmente fazemos churrasco e festas no jardim.

    Contras: Existe também muita burocracia, o que não condiz com uma empresa de tão poucos funcionários (pouco mais de 20). A empresa tem uma cultura de desconfiança da chefia com relação aos funcionários. Não é dada liberdade para exercermos nossa função, e precisamos acatar muitas vezes com decisões que sabemos não serem as melhores, como desenvolver soluções fora do escopo contratado pelo cliente, ou utilizar soluções tecnológicas não adequadas para o problema. Isso resulta em um desgaste do ambiente e da relação dos funcionários com os superiores, pois os argumentos são muitas vezes descartados e somos obrigados a acatar com as decisões que nos foram impostas. A equipe de desenvolvimento de software nunca tem contato direto com o cliente, o que constantemente gera expectativas frustradas, pois entregamos um produto que não resolve o problema do cliente de maneira satisfatória. A empresa foca muito em vendas, sem levar em consideração a qualidade dos produtos entregues. Por conta disso, os prazos são definidos de maneira arbitrária e raramente são negociados quando não podem ser cumpridos. É normal os desenvolvedores sacrificarem qualidade do código e realizar banco de horas para conseguir entregar as funcionalidades nos prazos estabelecidos. Existe mais valorização de gerentes que conseguem cumprir os prazos da chefia do que do trabalho de desenvolvedores.

    Conselhos para presidência: Dêem mais atenção aos funcionários e tenham mais confiança de que eles podem fazer o seu trabalho sem intervenções diretas. Estar mais alto na hierarquia não implica em conhecimento absoluto sobre todas as práticas de uma empresa de desenvolvimento. É preciso focar em qualidade ao invés de quantidade, pois os custos de se manter um sistema mal desenvolvido são cumulativos e paralisam o desenvolvimento dos produtos. Levem a sério as práticas ágeis de desenvolvimento de software e contratem uma consultoria ou alguém com experiência no assunto. Mudem a sua cultura relacionamento com o cliente, pois desenvolver soluções sem envolve-los tem gerado expectativas frustradas e clientes não fieis.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 2 meses

    Só para começo de carreira

    Analista de Testes JúniorEx-funcionário, saiu em 2016

    São Paulo, SP


    Prós: A empresa fica situada em uma casa super aconchegante que foi modificada para ser a sede da empresa. Disponibilizam frutas e bolacha para os funcionários. Grande área verde e churrasco de vez em quando.

    Contras: O presidente da empresa pede coisas surreais de difícil conclusão. Os prazos são simplesmente impossíveis de serem cumpridos e horas extras são inevitáveis, e muita das vezes desnecessárias. Os analistas e os desenvolvedores não tem liberdade para escolha da melhor maneira de conduzir o projeto, pois a decisão parte do presidente e assim deve ser feita. A gerencia é totalmente despreparada e pega birra facilmente dos funcionários. Os tratando mal. Existe muita fofoca na empresa, o que causa um enorme mal estar entre os funcionários. O turnover de funcionários e impressionante, o que faz com que todos os projetos sejam de alto risco o tempo inteiro. O RH é complicado, muito burocrático e por muitas vezes não esclarece as coisas para o funcionário.

    Conselhos para presidência: A presidencia deveria olhar para a empresa com um olhar moderno. Os analistas servem para analisar. Deixe-os fazer o próprio trabalho.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 7 meses

    Vale apena apenas para estagiários e profissionais em início de carreira

    Desenvolvedor

    São Paulo, SP


    Prós: Ambiente aconchegante, a empresa funciona em uma grande casa, no alto de pinheiros, adaptada para ser usada como escritório. Há áreas de lazer, jardins, cozinha com utensílios e vagas de estacionamento gratuitas no local.

    Contras: Gestão ruim, sem processos de desenvolvimento e gestão de projetos. Prazos surrealistas, que não levam em consideração as estimativas dadas pelas equipes. O esquema de trabalho resume-se a "um projeto/um desenvolvedor", ou seja, devido ao alto turnover (que é assustador, nenhum desenvolvedor tem mais de um ano de casa e a maioria sai com menos de seis meses de casa), os projetos estão sempre sob alto risco e sofrendo medidas em caráter "emergencial", levando à produtos com sérias falhas e muito aquém das necessidades dos clientes

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 ano

    O turnover tem muito a dizer

    Analista de Testes JúniorEx-funcionário, saiu em 2016

    São Paulo, SP


    Prós: A empresa se situa numa casa muito aconchegante no Alto de Pinheiros. Todo dia (2x) tem cafezinho fresco servido na mesa, convênio oferecido é muito bom e há certa flexibilidade de horários. A cada 4 meses o funcionário ganha uma folga (que é comumente utilizada na ponte de feriado). Possui garagem para os funcionários.

    Contras: Empresa parada no tempo. Como a própria presidência diz, "sisuda". E esta é a imagem que querem passar para os clientes. Perdidos em muitos processos que existem apenas nas ideias. Sempre são furados pois as demandas sempre são emergenciais. Muita fofoca entre os funcionários, o que acaba impactando diretamente na produtividade e interação entre as áreas. Não aceitam muito bem ideias inovadoras. Não são nada resilientes (não sabem nem o significado desta palavra). Não seguem o slogan (educação levada a sério) pois não investem na educação dos próprios colaboradores. A presidência não age profissionalmente e pega "birra" de funcionários que não fazem o que querem. Se você não cumprir o aviso prévio ao sair, é tratado com indiferença a ponto de ser tratado pessimamente na frente de outros, além de tentar prejudicar o máximo possível o funcionário durante sua saída. O RH é falho e complicado, além de terem inventado mentiras sobre meu desligamento. Há muito mérito de funcionários que se relacionam bem com a presidência. O turnover na empresa chega a ser assustador.

    Conselhos para presidência: Sejam mais maleáveis e aceitem melhor as opiniões dos outros. Procurem saber os dois lados antes de tomarem qualquer ação. Façam analises de absenteísmo e turnover, eles irão mostrar a vocês o quão comprometidos os funcionários estão com seu negócio. E o mais importante: sejam humildes.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 ano

    Tem muito o que mudar

    Ex-funcionário, saiu em 2016

    São Paulo, SP


    Prós: O clima de casa e empresa pequena tinha tudo para dar certo e ser acolhedor. Cafezinho servido na mesa, alguns funcionários bem experientes e dispostos a ajudar a empresa a crescer. As vezes é permitido ir de shorts/bermuda.

    Contras: Não faça nada que desagrade o dono. Caso faça, se prepare para o que está por vir. Muita fofoca (o que acaba atrapalhando muito o rendimento de uma empresa de menos de 30 funcionários), processos que não são seguidos e acabam sendo atropelados por tudo ser "emergencial". Muita mentira é contada e ninguém vai atrás para saber quem está com a verdade. Vale quem chegou primeiro! Presidência autoritária, que não aceita nem ouvir outras opiniões. Uma empresa parada no tempo e que tem o objetivo de ser assim. Experimente sair sem cumprir o aviso prévio então.

    Conselhos para presidência: Sejam mais abertos, ouçam a opinião dos outros. Aprendam a falar "desculpe". Não tome decisões precipitadas visando prejudicar o funcionário.

    Recomenda a empresa: Não


Informações da empresa

Sciere
RH: quer atrair bons talentos?