Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Procuradoria Geral da República ?

15 postagens (8 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

3.38
  • Remuneração e benefícios
    3.25
  • Oportunidade de carreira
    1.88
  • Cultura da empresa
    3.25
  • Qualidade de vida
    3.88

Recomendam a empresa a um amigo


  • Há 3 meses

    Supervisores Que Não Supervisionam

    Estagiário

    Brasília, DF


    Prós: Um ótimo ambiente com ar-condicionado e servem água e café na mesa. Outro ponto positivo é a segurança do local e van para a rodoviária disponibilizado pela instituição.

    Contras: Um dos piores lugares para encontrar um supervisor decente e capacitado, pois, além de não supervisionar os estagiários, dão nota negativa na avaliação para a sua renovação de contrato caso não vá com a sua cara. Fora os supervisores que xingam na frente de todos, uma tremenda falta de respeito.

    Conselhos para presidência: Procurar dar mais vozes aos estagiários, podendo abrir recurso contra péssimos supervisores incapacitados.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 3 meses

    Bom, para um primeiro e curto estágio.

    Estagiário

    Brasília, DF


    Prós: Se aprende sobre como funciona um ambiente de trabalho, e sobre arcar com responsabilidades. É interessante estagiários que não tenham nenhuma experiência, já que o processo seletivo é feito por meio de prova.

    Contras: É um Sub-Emprego, o órgão contrata estagiários para cumprir demandas dos servidores, "mão de obra barata". Não se aprende mais nada de novo após 6 meses em média.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 4 meses

    dicas para servidores mais satisfeitos

    Analista de Gestão Pública

    Brasília, DF


    Prós: A Procuradoria Geral da República conta com uma ótima estrutura física, o que proporciona um bom ambiente de trabalho. Oferece bons salários e investimento em capacitação do servidor

    Contras: a instituição deveria investir em formas de reconhecer os funcionários para exercerem cargos de alta gerência. atualmente, o que se vê é a destinação desses cargos a servidores oriundos de outros órgãos.

    Conselhos para presidência: Valorizar o servidor da casa.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 4 meses

    Salario bom para carga horaria.

    Estagiário

    Curitiba, PR


    Prós: Carga horária baixa, cerca de 4h, a cobrança é moderada por parte dos colegas de trabalho. Dependendo do setor as pessoas podem ser bem abertas. .

    Contras: Falta de visão das chefias, muitas vezes as pessoas em cargos de chefia são inadequadas. Muita burocracia. Não é possível melhorar processos pois o órgão utiliza um sistema interno que não tem ligação com varios sistemas, como por exemplo planilhas. Existe muito retrabalho.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 8 meses

    Vontade de fazer um Brasil melhor

    EstagiárioEx-funcionário, saiu em 2016

    Brasília, DF


    Prós: Ambiente saudável e equilibrado, com baixa pressão e cobranças justas para desenvolver seu trabalho. Oportunidade de se trabalhar para mudar o Brasil ajudando na justiça do País, Possui restaurante subsidiado com comida barata e de qualidade. O escritório é bem localizado

    Contras: falta de motivação dos funcionários, muitos funcionários que não produzem e se sente acomodados em relação a estabilidade dos cargos, disparidade do tratamento entre os funcionários e os procuradores

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 8 meses

    Bom para se estagiar

    EstagiárioEx-funcionário, saiu em 2014

    Brasília, DF


    Prós: Ambiente agradável para se trabalhar e bom para se adquirir conhecimentos ao atuar como estagiário. O horário de trabalho também é flexível.

    Contras: Falta de organização dos chefes de alguns setores. O valor da bolsa-estágio também poderia ser melhor, visto que a cobrança dos estagiários, dependendo do setor, é grande.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 9 meses

    Muito bom

    EstagiárioEx-funcionário, saiu em 2017

    Brasília, DF


    Prós: A PGR é um ótimo local para o aprendizado por meio do estágio, o ambiente é normalmente tranquilo e acolhedor, o que permite um bom rendimento prático.

    Contras: O vale transporte é muito baixo comparado com outros órgãos do judiciário, caso em que não paga nem uma ida e volta de um local mais distante.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 11 meses

    Um bom órgão para começar a carreira.

    Técnico A

    Brasília, DF


    Prós: Bom ambiente de trabalho. Quantidade justa de serviços. Otima carga horária. Garantia da estabilidade no serviço público. Não trabalhar nos fins de semana. Um órgão que chama muito candidatos aprovados na sua lista de cadastro reserva.

    Contras: O salário é baixo em comparação com outras carreiras do mesmo nível em outros órgãos do governo tanto federal como distrital. Poucas possibilidades de aumentos salariais nos próximos anos.

    Conselhos para presidência: Buscar equiparação salarial com outras carreiras de mesmo nível.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 1 ano

    Bom eu resumiria em muita responsabilidade

    AdministraçãoEx-funcionário, saiu em 2017

    Porto Alegre, RS


    Prós: E legal a convivência entre colegas e setores a comunicação o trabalho em equipe a divulgação tudo

    Contras: nao tem nada que eu nao achei legal gostei do tempo que fiquei e tudo aue aprendi la foi bem legal

    Conselhos para presidência: Divulgando mais o trabalho de la dentro por aqui fora

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 1 ano

    Um ótimo órgão público para estagiar

    Estagiário Superior

    Brasília, DF


    Prós: A Procuradoria Geral de República é um local muito bom para se aprender e se capacitar profissionalmente, pois todas as pessoas que aqui trabalham são muito prestativos e sempre estão dispostos a ensinar.

    Contras: Não consigo identificar pontos negativos de trabalhar na Procuradoria Geral de República, pois o ambiente é muito bom e a relação com os colegas de trabalho é muito boa! Recomendo a todos aqui!

    Recomenda a empresa: Sim


Informações da empresa

Procuradoria Geral da República

RH: quer atrair bons talentos?