• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas
Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na PwC?

Ver todas as avaliações

  • Há quase 5 anos

    Definitivamente, não é a empresa preferida dos jovens (seja quem for que fez aquela pesquisa, viajou)

    Funcionário

    São Paulo, SP


    Prós: Boas instalações.

    Contras: Tradicional, pelo significado ruim da palavra. Empresa de pessoas com cabeça fechada, acomodadas, preguiçosas e que não gostam de mudanças. É comum as pessoas trabalharem lá por serem parente de alguém. O que manda é a indicação e não a qualificação. É comum pessoas trabalharem lá por 7, 10, 20 e até 25 anos, sem grandes realizações no trabalho. Se acomodam e ficam. Na área administrativa (que inclui RH, Marketing, dentre outras), não há investimento no crescimento dos funcionários. Se você é do administrativo e tira uma nota alta no TOEIC (que a empresa propicia lá dentro), não acontece nada, nem um parabéns. Agora, se você é da área técnica (auditoria, consultoria de negócios, etc), você ganha um aumento de salário! (que, aliás, já é bem maior do que o da área administrativa). Intercâmbio para a área administrativa, então, difícil demais. Por todas essas ocorrências, a área administrativa está estagnada. Pessoas com baixa qualificação fazem um trabalho mais do mesmo - burocrático e cheio de situações que poderiam sofrer melhorias beem significativas que iriam "agregar valor" (parodiando o clichê utilizado pela firma) ao negócio. Quando alguém com mais qualificação aparece, fica frustrado, pois todos são contra mudanças. Essa posição percebe-se desde o estagiário até a diretoria! O fato é que, quem tem voz é quem está há mais tempo, e quem está há mais tempo está pouco se lixando pra qualidade e evolução do trabalho, pois é orgulhoso e preguiçoso demais pra isso. O que o senhor presidente da PwC Brasil não percebe é que é a área administrativa que dá suporte e condições para a área técnica funcionar direito. Eu vejo tanta coisa que poderia ser menos burocrática e ter uma atenção maior, que retornaria em novos negócios, avanços nos processos, qualidade nos trabalhos, etc. Mas quem sou eu, né? Não sou sócio, estou na empresa há menos de 10 anos e ainda sou do administrativo, então não tem motivo pra me ouvirem, certo? E assim as coisas continuam... A empresa é parte de um network global, com origem na Inglaterra, onde as ideias parecem ser mais levadas a sério, pelo que escuto. mas a cultura que reina no escritório brasileiro é bem nacional, mesmo. É a cultura do "só penso na minha parte" e do "vou fingir que não vi", além da "ai, que preguiça".

    Conselhos para presidência: Parar de contratar e promover pessoas pelos critérios de serem parentes de funcionários, indicados, estarem há mto tempo na empresa. Começar a contratar e promover pela capacidade e vontade que a pessoa demonstra em promover mudanças (pois precisa de bastante).

    Recomenda a empresa: Sim

Informações da empresa

PwC

Descrição:Na PwC, o nosso propósito é construir confiança na sociedade e resolver problemas importantes. Somos um Network de firmas presente em 158 territórios, com mais de 236.000 profissionais dedicados à prestação de serviços de qualidade em auditoria e asseguração, consultoria tributária e societária, consultoria de negócios e assessoria em transações.

Presente no país desde 1915, a PwC Brasil possui cerca de 4.200 profissionais distribuídos em 17 escritórios em todas as regiões brasileiras.

O aspecto mais estratégico dessa estrutura pulverizada é garantir que, além da capacitação e especialização inerentes a todos os profissionais da PwC Brasil, os colaboradores regionais tenham amplo conhecimento das culturas e das vocações econômicas próprias de cada região.

Site