Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Paulinas?

13 postagens (7 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

2.29
  • Remuneração e benefícios
    1.86
  • Oportunidade de carreira
    1.43
  • Cultura da empresa
    2.14
  • Qualidade de vida
    2.29

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 3 meses

    Não recomendo

    JornalistaEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Boa localização, perto do metrô Ana Rosa, horário determinado, sem horas extras, pagamento em dia, sendo que recebemos adiantamento todo dia 15.

    Contras: Péssima infraestrutura, trabalhamos com Windows XP ainda, máquinas travam, nunca resolvem, mentalidade atrasada, as chefes são todas irmãs/freiras, muitas sem diploma e levam opiniões profissionais para o pessoa.

    Conselhos para presidência: Contratar gestores do mercado.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 5 meses

    Minha pior experiência profissional.

    Designer GráficoEx-funcionário, saiu em 2014

    São Paulo, SP


    Prós: Bom acesso (em frente ao metrô), encerramento geral do expediente às 17h45, não há tanta pressão e cobrança para os trabalhos a médio e longo prazo.

    Contras: Começo dizendo que lá não existe cargo de gerência ou diretoria. Todos são ocupados por freiras que não sabem do mercado, o que o deixa sem liderança e muitas vezes cobram trabalhos totalmente impraticáveis. O salário é baixo, não há perspectiva de crescimento profissional ou de promoção salarial (te falam isso na própria entrevista), não há quase benefícios, VT por que é obrigado pelo sindicato e VR tão baixo para região que você sempre tem que completar suas refeições com o próprio bolso. Não há possibilidade de folgas em feriados, festas de fim de ano, nem nada. Reuniões que duram 5 horas e depois nada se cumpre. Para trabalhos urgentes, as irmãs sentam ao seu lado e vigiam seu trabalho, gerando constrangimento mútuo.

    Conselhos para presidência: Contratar gestores e executivos do mercado, ficando as irmãs apenas para o conselho.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 3 meses

    Pra quem quer comecar, é ok

    Funcionário

    São Paulo, SP


    Prós: Maioria dos funcionarios sao muito bacanas, proximidade ao metro, ambiente descontraido, possui uma estrutura muito grande, com varios predios

    Contras: empresa com mentalidade antiquada, parou no tempo. funcionario nao tem trabalho reconhecido pelas irmas gestoras, cobrancas desnecessarias, falta de conhecimento das gestoras seja em sua propria area, mercado de trabalho, ou funcoes do funcionario. Pechincham seu salario sem considerar o valor justo. Dispariedade de salarios absurda. Reconhecimento apenas por quem obedece ou puxa saco, nao a quem realmente quer trabalhar, desenvolver seu melhor e fazer a empresa crescer

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 4 meses

    Experiência relevante de trabalho

    Gerente de MarketingEx-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: Localização de fácil acesso, em frente ao metrô, expediente se encerrando sempre as 17h45, pagam em dia sem atrasar, ambiente de trabalho tranquilo.

    Contras: Sem oportunidades de crescimento na carreira, cargos de direção ocupados por freiras que não entendem de marketing, TI, Financeiro e etc, não há possibilidade de pontes em feriados, como Natal, Ano Novo e não há preocupação com o lado humano dos funcionários, se você quebrar um braço e não puder trabalhar, você é gentilmente demitido.

    Conselhos para presidência: Contratar diretores do mercado

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 6 meses

    Não parece uma empresa

    Jornalista

    São Paulo, SP


    Prós: Alguns colegas são bem legais, a localização da empresa (em São Paulo) é ótima, bem na frente do terminal de ônibus e do metrô, tem bastante lugar para almoçar por perto, dá tempo de fazer coisas pessoais durante o trabalho, pela internet.

    Contras: Não existe plano de carreira. Só as freiras são gerentes. Ou funcionários que estão na casa há 20, 30 anos. As gerentes não têm noção do que acontece no mercado lá fora, porque nunca trabalharam em outro lugar na vida, e pouco entendem da área que cuidam. O horário de trabalho é rigoroso e eles não aceitam atrasos nem nos deixam sair para tomar um café. Parece escola. Também não podemos fazer barulho ou dar risada alta que já vem alguém reclamar ou perguntar o que está acontecendo. Não existe clima empresarial. Parece um convento. Não há motivação, incentivo ou preocupação com o bem-estar do funcionário. Ele que se vire, ele que se dane. Não emendam feriados - ou se o fazem, nos obrigam a compensar as horas. Não há cobrança no trabalho e isso é ruim porque não nos incentiva a ser melhores, a aprender ou estudar. Muitas freiras de mau-humor ou mal-educadas, que não cumprimentam, não falam bom-dia. Não há comunicação interna e o trabalho nunca é em equipe por completo (começa numa reunião e termina cada um por si). Aliás, as reuniões costumam durar mais de três horas.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 1 ano

    Pensa pequeno

    Ex-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: É uma empresa que paga em dia, não exige muito do funcionário, há em algumas áreas, dependendo do superior, um lado humano mais aflorado, por ser uma empresa religiosa.

    Contras: Não tem plano de carreira ou chance de crescimento. Empresa comandada por religiosos que pouco sabem do ramo. Pouca possibilidade de inovação.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Dê sorte e encontre um superior educado

    Assistente EditorialEx-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: Trabalho pode ser desenvolvido com calma, levando em consideração etapas de produção importantes e foco nas obras editadas

    Contras: Diretores e superiores imediatos desconhecem o fluxo editorial, não estão dispostos a ensinar, muitas vezes fazem o trabalho de má vontade e, principalmente, há muitos problemas pessoais entre os funcionários, o que faz com que a convivência seja muito difícil. Outro problema é a ausência de plano de carreira, não importa seu grau de estudo ou profissionalização.

    Conselhos para presidência: Conhecer o trabalho de cada funcionário: muitas vezes eles são desvalorizados por desconhecimento das tarefas de cada um. Não há supervisão ao trabalho das "irmãs" e isso pode ser uma armadilha, pois você pode desenvolver o trabalho sozinho e quem recebe o mérito é uma delas.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Precisa melhorar e muito

    Consultor de Vendas

    Maringá, PR


    Prós: Além de ser um trabalho faço dele minha missão pois posso evangelizar em meu local de trabalho com o material.

    Contras: Salária baixo e um gerência que não valoriza o funcionário no dia a dia e só trata com ignorância.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 3 anos

    Mesmice

    JornalistaEx-funcionário, saiu em 2010

    São Paulo, SP


    Prós: Boa localização, acesso e baixa pressão para desenvolver o trabalho

    Contras: Acúmulo de funções, poucos benefícios e nenhuma perspectiva de carreira

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 1 ano

    Bom emprego, mas não é um carreira!

    Web Designer

    São Paulo, SP


    Prós: Pouca demanda de trabalho, pagamento sempre em dia, perto do terminal de ônibus e estação do metrô, os funcionários entram e saem no horário (a empresa não gosta que os colaboradores façam horas extra).

    Contras: Não oferece muitos benefícios, não tem plano de carreira, não possui mais convênio de assistência médica e não emenda feriados (a não ser que o funcionário peça folga, assim terá que compensar depois)

    Recomenda a empresa: Sim


Informações da empresa

Paulinas
RH: quer atrair bons talentos?