Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Ministério da Fazenda?

23 postagens (5 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

3.80
  • Remuneração e benefícios
    3.75
  • Oportunidade de carreira
    2.75
  • Cultura da empresa
    3.00
  • Qualidade de vida
    3.25

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há quase 2 anos

    Tem muito o que melhorar!

    Assistente Técnico Administrativo


    Prós: Por ter uma estrutura muito grande no Distrito Federal é difícil apresentar uma avaliação em um aspecto não sabendo como é nos outros locais. Entretanto, especificamente no meu local de lotação, avalio positivamente a equipe, a qual, embora bem jovem, é bastante dedicada. A oportunidade de capacitação em cursos e seminário também é um ponto positivo.

    Contras: Acredito que o Executivo federal por inteiro deveria passar por uma reforma administrativa. É muita estrutura para poucos resultados. Acredito que a forma de indicação das chefias superiores e imediatas é pouco objetivo. Diria, resumidamente, que é "muito cacique para pouco índio". Avalio negativamente nos seguintes quesitos: 1) Carga de horário: São 08 horas com 01 hora de almoço. Some a isso cerca de 01 hora de ida e 01 de vinda (tendo em vista que, no DF, a maioria do funcionalismo mora nas cidades satélites), temos 11 horas de nossos dias no trabalho. Isso induz a baixa produtividade. Uma jornada mais flexível possibilitaria que o servidor não se desgastasse com o trânsito, fizesse atividades alternativas (por exemplo, atividade física) e gastasse menos tempo resolvendo coisas pessoas no trabalho. Esse aumento de produtividade pode se comprovado cientificamente, inclusive, basta vontade. 2) Poucos oportunidades de crescimento, já que a estrutura da carreira é lamentável. 3) Alta rotatividade de pessoal; 4) Baixa preocupação com a qualidade de vida dos empregados; 5) Falta de planejamento nas ações. Poderia ficar a noite toda aqui citando pontos negativos que podem ser melhorados. A verdade é uma só. A Administração Pública brasileira é grande e improdutiva. Uma reforma geral é necessária, principalmente no que tange à qualidade de vida do servidor, o que não significa apenas bons salários.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 2 anos

    Neutra

    Analista

    Brasília, DF


    Prós: Flexibilidade de horários, capacidade dos concursados

    Contras: Política, remuneração baixa e despreparo dos comissionados

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 2 anos

    Bom ambiente no serviço público

    Assistente Técnico Administrativo

    Pelotas, RS


    Prós: Estabilidade, bom relacionamento entre colegas.

    Contras: Burocracia inerente ao serviço público

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 2 anos

    Um emprego que serve mais como trampolim.

    Assistente Técnico Administrativo

    Rio Verde, GO


    Prós: Colegas de trabalho acessíveis

    Contras: Carga horária é plano de carreira

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 1 mês

    Ministério da Fazenda

    Auditor Federal de Finanças e Controle

    Brasília, DF


    Prós: Profissionais que atuam no MF são, em sua maioria, bem capacitados e possuem um alto grau de instrução, sendo que um alto percentual dos funcionários possuem mestrado ou doutorado.

    Contras: Como é um órgão público existe muita politicagem e muita interferência política no trabalho técnico. A autonomia dos funcionários não acontece de maneira integral.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 2 meses

    EstágioEx-funcionário, saiu em 2015

    Brasília, DF


    Prós: O ministério da fazenda da oportunidade aos estagiários de entender melhor funcionamento de órgãos públicos. Tanto em trâmites internos quanto diligências externas. Trabalhos e laboração de relatórios quinzenais, montagem de planilhas, apresentação em slides, atendimento ao público e respostas a e-mails internos.

    Contras: Imcompatilibildade na distribuição dos trabalhos de acordo com a função de cada servidor. Alguns servidores não fazia seu trabalho de acordo com o demandado.

  • Há 6 meses

    Bom, mas tem bolsa-estágio baixa

    Estagiário

    Belo Horizonte, MG


    Prós: Ótimo local para aprender e trabalhar. Há uma grande disposição e atenção dos funcionários em ensinar e revisar o trabalho que é feito pelos estagiários.

    Contras: Remuneração baixa, poderia ter bolsa-estágio compatível com o mercado e ter mais benefícios, como oferecido na iniciativa privada e em outros órgãos públicos.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 7 meses

    Dicas Ministério da Fazenda PB

    EstagiárioEx-funcionário, saiu em 2016

    João Pessoa, PB


    Prós: O trabalho é tranquilo. Há uma divisão de atividades muito bem feita. O prédio do Ministério possui uma ótima localização, na Epitácio pessoa, principal rua da cidade.

    Contras: Acredito que o ponto negativo seja o estacionamento, que por muitas vezes se encontra lotado, e estacionando na frente há a presença de flanelinhas.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 9 meses

    Agente Administrativo

    Brasília, DF


    Prós: Observância rigorosa da legislação relativa ao direitos do funcionário público da administração direta , especialmente a Lei 8.112/90. Chefia do orgão escolhida entre funcionários efetivos do MF e via seleção razoavelmente bem feita (não foi por apadrinhamento, e anteriormente era).

    Contras: O ponto mais negativo, e que vale para quase todo serviço público da administração direta e autarquias, é que a alteração de cargo só se dá por concurso externo, e assim se uma pessoa fizer um concurso para nível médio ela só passará a ganhar como nível superior se fizer um novo concurso externo. É um ponto em que é bastante diferente de uma empresa privada, na qual uma pessoa pode começar num cargo simples de nível fundamental ou médio, e se esforçar para ser um bom funcionário, e também continuar a estudar e fazer um curso superior poderá atingir um cargo alto sem ter que fazer uma ampla seleção externa concorrendo com gente que nunca trabalhou na empresa. Outro ponto negativo é que normalmente o que se aprende no serviço público geralmente tem pouca serventia fora do serviço público. Outro ponto negativo é que geralmente no serviço público há consumo da riqueza nacional sem geralmente haver a produção de algum bem ou serviço realmente útil para a sociedade. Sendo que mesmo nos poucos casos em que produz algo de realmente útil, isto poderia estar sendo produzido com menores custos pela iniciativa privada. Na verdade o mais comum é que os orgãos públicos produzam burocracia, regras e dificuldades que atrapalham a iniciativa privada a produzir riquezas, e assim ao invés de ajudar a enriquecer o país , o serviço público e o governo conseguem é atravancar a produção de riquezas , e a aumentar a pobreza do Brasil.

    Conselhos para presidência: Reduzir o Estado, e assim reduzir os impostos, de modo que as pessoas comuns possam comprar mais, e assim as empresas privadas possam vender mais e gerar mais empregos, mais renda e mais riquezas.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 ano

    Ótimo ambiente para aprendizagem profissional

    Estagiário SuperiorEx-funcionário, saiu em 2016

    Pouso Alegre, MG


    Prós: Excelente ambiente. No que tange à Procuradoria da Fazenda um ótimo lugar para estagiar, haja vista os estagiários de direito exercerem uma função eminentemente jurídica, com muita confiança dos Procuradores os quais auxiliam enormemente no aprendizado.

    Contras: A ajuda de custo do estagiário é bem abaixo dos outros órgãos públicos. Como habitual no funcionalismo público, há pouca motivação e liderança.

    Recomenda a empresa: Sim


Informações da empresa

Ministério da Fazenda
RH: quer atrair bons talentos?