Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Michael Page?

Ver todas as avaliações

  • Há aproximadamente 2 anos

    Poucos gostam, se dão bem e crescem. A maioria detesta.

    ConsultorEx-funcionário, saiu em 2011

    São Paulo, SP


    Prós: Difícil dizer o que é legal... acho que as pessoas contratadas tem sempre um bom perfil pessoal, boa apresentação, falam bem. Benefícios são razoáveis em troca de um salário fixo ruim. Para os poucos que se adaptam e adotam o estilo, se conseguirem ficar 5 anos viram diretores.

    Contras: Obrigam todos os funcionários a trabalharem das 8:00 as 20:00 (sim, é obrigado), pressionam e cobram resultados fazendo provocações e comparações, gostam de criticar a qualidade do terno que você usa, vendem em entrevistas um sonho de triplicar o salário fixo que ninguém que eu conheci (conheci mais de 50) conseguiu fazer, quase todo mundo adquire um ar arrogante com o passar do tempo lá, o salário fixo não é bom, em qualquer momento de baixa no mercado fazem grandes cortes. Clima é hostil e desagradável. Já presenciei muitas situações em que líderes faltaram com respeito aos subordinados.

    Conselhos para presidência: O modelo dá dinheiro como é, turnover exagerado, pressão de forma errada. Talvez se conseguissem melhorar um pouco isso, dar mais qualidade de vida, e respeitar mais as pessoas, poderiam trazer ainda mais resultados.

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

Michael Page

Descrição:A Michael Page é um dos maiores players mundiais em recrutamento especializado. Fundada na Inglaterra em 1976, é especializada em recrutar candidatos em middle e top management, em todo o mundo. A Michael Page cresce de forma orgânica e não por fusões e aquisições. A marca pertence ao PageGroup, que expandiu-se rapidamente nos últimos anos e hoje possui uma rede global operando em 35 países nos 5 continentes.

Site

RH: quer atrair bons talentos?