Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Lojas Americanas?

Ver todas as avaliações

  • Há mais de 2 anos

    Nas Lojas Americanas tem muitos caciques pra mandar e poucos índios para obedecer.

    Operador ComercialEx-funcionário, saiu em 2014

    Juiz de Fora, MG


    Prós: Oportunidade de mudança de cargos dentro da empresa, mesmo assim, essas oportunidades não são para todos e podem demorar uma eternidade.

    Contras: Trabalho sobrecarregado e muita cobrança por quem se diz ser gerente. Só porque começou de baixo, acha que pode pisotear os funcionários. Desautorizar funcionários diante de clientes, só porque acham que a frase "o cliente tem sempre a razão" vale alguma coisa de verdade no comércio. O cliente pode humilhar o funcionário em público (como eu fui), que o gerente ainda dá razão a ele.
    A gerência reconhece que os funcionários não estão satisfeitos, mas não mandam embora de jeito nenhum, obrigam a pedir demissão (como eu tive que fazer).

    Conselhos para presidência: Fazer um acompanhamento rigoroso junto aos gerentes comerciais, regionais e gerais das lojas. Dar treinamento rígido (com capacitação em liderança) aos supervisores de lojas. Dar a possibilidade dos funcionários serem ouvidos sem serem criticados e saber reconhecer que um funcionário pode não ter um peso tão grande dentro da empresa, mas milhares de funcionários insatisfeitos podem piorar a situação e o bem estar no ambiente de trabalho. Não fazer cobranças exageradas em relação às garantias extras de eletros, porque simplesmente os clientes não querem e ponto.
    Uma coisa não nego, trabalhar nas Lojas Americanas me fez ter mais cuidado com as pessoas do que podia imaginar. Um ninho onde um bando de serpentes tenta matar as outras, só por causa de um cargo, não dá para aguentar.

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

Lojas Americanas

Descrição:Lojas Americanas foi criada em 1929, em Niterói (RJ), como uma empresa de comercialização de diversos produtos como roupas, eletrônicos, eletrodomésticos, brinquedos e alimentos. Possui quatro centros de distribuição, em Nova Iguaço (RJ), Brasília (DF), Barueri (SP) e Recife (Pernambuco). Atualmente, tem 730 lojas em 23 estados brasileiros, empregando mais de dez mil funcionários. Em 2007, adquiriu a Blockbuster por R$ 186 milhões, tornando-as unidades em lojas Americanas Express.

Site

RH: quer atrair bons talentos?