Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Liebherr?

Ver todas as avaliações

  • Há aproximadamente 3 anos

    Crescimento em uma empresa em crescimento

    Engenheiro

    Guaratinguetá, SP


    Prós: Trabalhar numa multinacional como a Liebherr é muito boa. Principalmente pela estabilidade apresentada mesmo em momentos críticos e pelos benefícios. Além disso, está localizada em uma região logisticamente estratégica, e que possui custo de vida não muito alto, como os grandes centros.

    Contras: A empresa tem melhorado a passos lentos, com vários projetos em andamento, mas ainda há muita oportunidade.

    No campo de Recursos Humanos, pouco se vê quando o assunto é assistência social. Há certamente demanda de um profissional especializado para as ocorrências desse âmbito que fogem do comum. Algumas vezes as decisões tomadas não são as melhores; e quando é a melhor decisão, geralmente ocorre de maneira tardia. Por sorte, nada de grave ocorreu ainda, mas se ouve nos corredores a insatisfação em relação a este ponto.

    Outro ponto importante, que não depende tanto do RH, mas sim dos ocupantes de cada cargo é a (falta de) noção de importância que cada um tem na cadeia de eventos que pode influenciar no produto final ou no serviço prestado diretamente ao cliente. Em muitas áreas da empresa se vê cabides de empregos que não gostam de sair da rotina e não interagem sinergicamente com áreas vizinhas e com as quais mantêm alguma relação de dependência. Esta relação de interação deve ser estimulada, para que cada um veja a sua influência nas atividades do outro e também veja isto refletido no produto final. Em todos os níveis da empresa, falta de comprometimento, morosidade e outros tantos vilões do comportamento pessoal tem gerado a insatisfação de clientes internos e externos. Neste caso, a auto avaliação é necessária, mas creio que o incentivo para isto deve partir do RH, pois há quem pense que é o melhor funcionário do mundo e não vê que poderia contribuir de uma maneira melhor.

    Creio que os demais pontos de melhoria que até poderiam ser mencionados tem como este último acima seu principal alicerce. A estrutura dos processos internos é boa. Entretanto, o que trava tudo são as pessoas, e isso se torna mais um obstáculo para atingir os objetivos e a missão da empresa.

    Outra ponto que merece destaque é a presença efetiva da empresa na comunidade. Muitos cidadãos de Guaratinguetá e até mesmo das cidades vizinhas não conhecem a Liebherr e quem sabe da fábrica não tem ideia dos produtos que são fabricados lá. Além disso, não há projetos sociais ou de sustentabilidade significativos que situem a Liebherr como uma empresa que se preocupa com tudo que está ao seu redor, sejam pessoa ou meio ambiente.

    Conselhos para presidência: Obviamente dependemos de resultados positivos para manter a empresa em níveis lucrativos. Entre outros pontos, a chave para o sucesso está na cultura da empresa, na percepção que seus funcionários tem em relação ao seu produto, que é sim o melhor do mercado, possuindo alto valor agregado e um pacote de serviços que poucas possuem. Sendo o melhor, o serviço de cada um deve se manter num alto nível para garantir esta imagem.

    A Engenharia de Processos deve garantir que cada atividade seja feita com excelência, evitando retrabalhos e falhas inesperadas do produto já no cliente. Seus processos devem ser enxutos e eficientes, retirando assim "gorduras" de mão de obra desnecessária, que podem ser utilizadas em outras atividades. As linhas devem ser flexíveis, capazes de produzir rapidamente qualquer produto.

    A Engenharia da Qualidade deve ser muito mais dinâmica para apontar as oportunidades de melhoria e contribuir para corrigi-las em tempo recorde sempre, além de eliminá-las, é claro tornando o produto mais confiável.

    Engenharia de Projeto, Produto e Aplicação devem ter como missão apresentar um produto mais compatível com a aplicação regional, mais adaptado às empresas brasileiras e cada vez mais desvinculados às matrizes europeias. Isto, é claro, sem perder a identidade de empresa alemã, famosa por produtos de alta qualidade.

    A Liebherr poderia ter uma maior presença no mercado e o Marketing tem uma oportunidade muito interessante. Há regiões em vários estados brasileiros que não conhecem a marca Liebherr. Há donos de empresa que atuam em ramos interessantes à Liebherr que sequer ouviu falar sobre uma empresa que está no Brasil há 40 anos. Somos uma marca maçônica, fechada e seletiva. Há suas vantagens nisso, mas as chances perdidas pesam mais na balança.
    O setor deve estar mais envolvido com todas as áreas da empresa, no sentido de promover a marca interna e externamente. Deixar o "feijão-com-arroz" e planejar um arrojo nas ações.

    Outro ponto que não é de meu conhecimento direto é que os vendedores devem acreditar na marca e no equipamento e não utilizar fatores que já existem no mercado como desculpa para não vender máquina. Reitero a questão da cultura de bater no peito e mostrar todos os bons predicados que os produtos da nossa empresa tem. É essencial a aliança entre a técnica e a engenharia de vendas com a criatividade para alcançar novos clientes e mercados.

    O relatado acima são só exemplos, mas há oportunidade de melhoria em todos os setores e cargos. Somos todos engrenagens de um sistema complexo, que pode sim funcionar melhor. Algumas peças estão ali, mas desacopladas, outras funcionam mas necessitam de reparo, outras relações não existem, causando lentidão em partes do sistema. É difícil, mas a missão é identificar tudo isso e melhorar, sem perder a boa identidade que a empresa tem no mercado.

    Recomenda a empresa: Sim

Informações da empresa

Liebherr

Descrição:Fundada em 1949, a Liebherr é uma das maiores fabricantes de máquinas para construção no mundo. No Brasil, possui mais de 1.300 funcionários em suas duas fábricas na cidade de Guaratinguetá (SP). Em uma delas, a empresa produz carcaças e blocos de válvulas para atividades aeronáuticas, enquanto na outra produz escavadeiras hidráulicas, escavadeiras móveis sobre pneus, betoneiras, guidastes móveis e pás carregadeiras.

Site

RH: quer atrair bons talentos?