Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Kroton Educacional?

Ver todas as avaliações

  • Há quase 2 anos

    Muito bom

    Estagiário

    São Paulo, SP


    Prós: O estagiário tem bastante autonomia devido aos projetos independentes que são designados e também muita visibilidade com os seus gestores e o VP da área.

    Contras: O estagiário acaba não conhecendo muito as atividades cotidianas da área, por estar trabalhando em seus projetos independentes, que podem não envolver muito as atividades da área.

    Conselhos para presidência: Além dos projetos independentes, é interessante que o estagiário seja envolvido nas atividades diárias da área. Além disso, para que a experiência do estagiário seja proveitosa, é essencial que o gestor designado seja extremamente engajado ao projeto de estágio.

    Recomenda a empresa: Sim

Informações da empresa

Kroton Educacional

Descrição:A Kroton é uma das maiores organizações educacionais privadas, com fins lucrativos, do Brasil, com atuação no setor educacional brasileiro há mais de 45 anos, tendo início em 1966. A Companhia tem um modelo de negócio abrangente e diferenciado que atende vários segmentos educacionais desde o maternal até o mestrado. No Ensino Superior, são oferecidos cursos de Graduação e de Pós-graduação nos formatos Presencial e a Distância. Na Educação Básica são fornecidos às Escolas Associadas os sistemas de ensino, que compreendem material didático, serviços de treinamento, avaliação e tecnologia educacional, suportados por um robusto modelo pedagógico eficiente. A Kroton tem uma presença nacional, localizados em 10 Estados do Brasil e em 39 municípios, além de 447 polos ativos de graduação de EaD. São 411 mil alunos no Ensino Superior, nas modalidades de Ensino Presencial e a Distância. Além disso, atende cerca de 289 mil alunos na Educação Básica divididos entre o setor privado, com 810 escolas associadas em todos os estados do Brasil, e o setor público, com atuação em três cidades através do Projecta.

Site

RH: quer atrair bons talentos?