Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na KPMG?

Ver todas as avaliações

  • Há mais de 3 anos

    Fique até se tornar sócio ou não deixe-se levar pelo plano de carreira proposto

    Consultor

    São Paulo, SP


    Prós: - Aprendizado e oportunidade de trabalho em diversos clientes de grande porte/multinacionais;
    - Plano de carreira totalmente estruturado, dependendo do atingimento ou não de metas pessoais/profissionais sabe-se exatamente onde se estará em termo de cargos em um certo período.

    Contras: - Base salarial completamente defasada de qualquer outro segmento de mesmo nível educacional (superior), ganha-se menos que um estagiário em diversas empresas;
    - Não existe cultura de manutenção de colaboradores, a alta rotatividade é reflexo disso e é um movimento esperado pela empresa;
    - Durante os períodos de alta de trabalho existe uma cobrança muito grande, o que reflete em jornadas com intermináveis horas extras com detrimento total da vida pessoal.

    Conselhos para presidência: - Investir mais em satisfação dos colaboradores (remuneração e qualidade de vida);
    - Cobrar maior planejamento por parte dos gestores responsáveis por projetos.

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

KPMG

Descrição:KPMG é uma das empresas líderes na prestação de serviços profissionais, que incluem auditoria, impostos e consultoria de gestão e estratégica, assessoria financeira e em processos de fusões & aquisições, restruturações, serviços contábeis e terceirização. Dentro da faixa de Auditoria, a KPMG é integrante do grupo Big Four - quatro maiores empresas internacionais do setor: as outras são a Deloitte a PricewaterhouseCoopers e a Ernst & Young. Atuando no Brasil como firma de Auditoria Independente ou Auditoria externa e com forte influência na área contábil e de Demonstrações financeiras, na última década, a KPMG, assim como suas concorrentes, tem diversificado suas áreas de atuação, voltando-se também para a Consultoria em diversos segmentos.

Site

RH: quer atrair bons talentos?