Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Khelf?

29 postagens (14 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

3.14
  • Remuneração e benefícios
    2.55
  • Oportunidade de carreira
    3.00
  • Cultura da empresa
    2.64
  • Qualidade de vida
    2.09

Recomendam a empresa a um amigo


  • Há aproximadamente 2 meses

    Bom pra quem gosta de pouco

    Ex-funcionário, saiu em 2011


    Prós: O bom é que de vendedor da pra ganhar um dinheiro e como a loja que eu trabalhei era em ShopPing eu gostava porque tomava sorvete na hora do almoco

    Contras: Empresa grande mas com administração pequena ,a gerente queria ser a dona da loja os vendedores queria ser gerente,não respeita o funcionário os supervisores são mau educados

    Conselhos para presidência: Muito pouco o que vocês pagam não dá nem pra viver direito

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Treinamentos maravilhosos

    Ex-funcionário, saiu em 2014


    Prós: Ritmo de trabalho satisfatório apos novas regras... Antigamente era muito puxado

    Contras: Cobrança excessiva, comissão baixa, gerencia despreparada não sabem conversar

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 meses

    A empresa é boa, a gestão nem tanto.

    Vendedor ComissionadoEx-funcionário, saiu em 2017


    Prós: Plano de carreira, coleção incrível, uma marca respeitada por seus clientes, bastante variedades, uma loja que desperta um prazer em trabalhar pelo seus produtos.

    Contras: Gestão abusiva, agressões verbais, palavras ofensivas, horários abusivos em feriados, final de ano, dia dos namorados .. Falta de benefícios e valorização do funcionário.

    Conselhos para presidência: Um bom treinamento de ética e moral aos gestores, para que aprendam a lidar com pessoas sem humilhar.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 8 meses

    Não recomendo, pois o combinado pode mudar a qualquer momento

    VendedorEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: A empresa oferece treinamento para os funcionários, promete salário acima do mercado e o profissional de vendas trabalha 6 horas diárias, 2 horas a menos que normal para o regime CLT.

    Contras: Desrespeito com os potenciais funcionários, recentemente aprovaram mais pessoas do que o necessário para diversas lojas em São Paulo, pediram documentos e informaram que o treinamento começaria dentro de 1 mês, algumas pessoas recusaram outros trabalhos ou pararam de procurar por já terem sido aprovadas na Khelf. Porém, no segundo dia de treinamento o RH dispensou cerca de 10 potenciais funcionários em treinamento informando que o dono da rede de lojas estava irredutível e exigia tal dispensa. O que gerou desconforto até para quem continuou no processo de contratação, pois informaram que o que havia sido combinado podia sofrer alterações, considerando as novas leis trabalhistas. Porque não consideraram estas hipóteses desde o início e avisaram os profissionais?? Total falta de ética, palavra e compromisso com o ser humano!

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 10 meses

    Falta muita valorização do capital humano

    VendedoraEx-funcionário, saiu em 2014

    São Paulo, SP


    Prós: Horário, pois na maioria das lojas de shopping, são 8h e eles são 7h contando o horário de almoço. Oferecem curso de consultoria de moda, ensinando sobre estilo. 1 mês para aprender a função antes de colocar metas.

    Contras: Apesar de ser 7h, eles fazem os funcionários ficarem além do horário, quando ainda não bateram as metas e não pagam hora extra. Não tem conta em banco, tendo que receber em mãos na loja. Não há benefícios como convênio médico, alimentação (apesar de ter onde comer). Alguns gerentes são ríspidos, não tendo posição de líder e sim de chefe. O holerite não bate com os descontos. Exemplo: tem em dinheiro descontando 300 , mas marca 200... então não sabem quais são esses descontos. Não tem para onde subir de cargo, pois são pequenas as chances para gerência. Os clientes são sempre muito sufocados, por ter essa questão de ter um trabalho de venda agressivo.

    Conselhos para presidência: Dar valor ao capital humano, dando mais benefícios. Treinar gerentes que sejam líderes e não chefes que só cobram. Ter espaço para subir de cargo de maneira coerente. Ter conta no banco para os funcionário e pagar corretamente. Pagar hora extra. Pois cobram metas altas para pouco valor. Para ganhar 3000,00, as pessoas têm que se matar.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 2 anos

    Boa empresa, gestão ruim.

    VendedorEx-funcionário, saiu em 2016

    Campinas, SP


    Prós: Eles preparam muito bem os vendedores. O treinamento é excelente e super completo. A comissão é muito boa e há possibilidade de crescimento na empresa. É uma empresa familiar, onde os donos vão (quando possível) pessoalmente em todas as lojas verificar as vitrines, a aparência da loja, o andamento das vendas.

    Contras: Má gestão, incentivo excessivo à competitividade, inclusive passando por cima dos colegas de trabalho. Os vendedores não tem voz e as vezes não são respeitados, dessa maneira os gerentes criam situações desconfortáveis, as quais nunca chegam à conhecimento dos donos.

    Conselhos para presidência: Eu acredito que a empresa tem um enorme potencial, mas é necessário estabelecer uma conexão melhor com todos os funcionários e ouví-los, pois o grande diferencial da empresa é o ótimo atendimento, deve-se então valorizar os vendedores responsáveis pir isso.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há quase 2 anos

    Muito a melhorar para se manter no mercado

    Atendente de LojaEx-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: Marca reconhecida no varejo, com segmentos variados dando assim a possibilidade de aprender de tudo um pouco e vivenciar a rotina de varejo. Empresa pequena, dirigida por familia, sendo possivel contato direto com os donos

    Contras: Má gestão de compras e estoque, causando inumeras situações de desconforto financeiro para os funcionarios. Tratamentos informais e grosseiros por parte dos donos. Ná há meritocracia, nem possibilidade de crescimento na empresa. Pessoas com cargos "menores" são tratados como empregados. Não tem NENHUM beneficio, no máximo um vale transporte.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Salário baixo

    VendedorEx-funcionário, saiu em 2013

    São Paulo, SP


    Prós: A equipe era ótima, lá se faz muitas amizades, gostei bastante da equipe, tenho amizades que fiz lá até hoje

    Contras: O salário era baixo, pra alcançar metas era bem difícil, e quando alcançava a remuneração era baixa.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 mês

    Ex-funcionário, saiu em 2016


    Prós: Comição boa ,horário bom de trabalho ,oportunidade de crescer.Gerentes ajudam e alguns são humildes. Sempre tem novidades em relação aos produtos.

    Contras: Fazer propostas de cartões e colocar isso como meta para ganhar seu suado dinheiro, não tem vale refeição e não pode comer na loja, único benefício é o vale transporte. Tem oportunidade de crescimento mas o processo é demorado e chato. Poderia ser mais justo pq quem seleciona vai conhecer algo superficial da pessoa .

    Conselhos para presidência: Ser justos e conhecer e reconhecer melhor as pessoas sem dar Preferências pq gosta mais.

  • Há 2 meses

    prós e contras - vendedor

    Vendedor

    São Paulo, SP


    Prós: É uma empresa com bastante diversidade e que oferece um bom plano de carreira para aqueles que possuem persistência e força de vontade de continuar.

    Contras: Infelizmente, oferece poucos benefícios, como um vale alimentação limitadíssimo, e só aos domingos e feriados, e acaba sendo um pouco injusta quanto as horas extras.

    Recomenda a empresa: Sim


Informações da empresa

Khelf

Descrição:A Khelf é uma empresa familiar, fundada em 1984. No início, era uma multimarcas localizada no Shopping Center Norte – São Paulo. Com o passar dos anos, surgiu a necessidade de se criar algo para os clientes – e não apenas revender as outras marcas. Passou-se então a se desenvolver as peças, sendo que com o tempo, 100% das peças vendidas na Khelf eram da própria marca.

Site

RH: quer atrair bons talentos?