Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na JCDecaux do Brasil?

Ver todas as avaliações

  • Há 7 meses

    Sem oportunidade de desenvolvimento profissional...

    Funcionário

    São Paulo, SP


    Prós: Horário flexível somente para os colaboradores do Marketing e Comercial. Café da manhã, academia no local, manicure com horário agendado um dia na semana e sorteio de ingressos para shows e eventos (eventualmente).

    Contras: Apesar de ser global, empresa familiar com falta de diretrizes, normativas e estruturas de processos bem definidos. Sem diversidade, com menos de 1% de seus colaboradores administrativos negros ou pardos. Gerência apenas com 1 presença feminina apesar da CEO ser mulher, e, áreas de Marketing e Comercial, somente com colaboradores elitizados contratados. Discrepância abissal entre departamentos no que se refere a promoções, benefícios, capacitação, treinamentos, viagens e bons salários. Áreas centrais como financeiro, fiscal, compras e RH mal remuneradas e com altíssima demanda de trabalho (que ainda é muito manual). Sem equipe de BI, e com um ERP muito mal explorado (SAP). Alta direção com projetos ambiciosos, mas sem nenhum tipo de controle, auditoria, estratégia ou plano de negócio definido. Haja vista a aquisição do Aeroporto Rio Galeão, que em menos de 3 anos está sendo entregue devido ao alto custo de manutenção. Falta de estrutura, de oportunidades, sem espaço para multiplicidade ou mudança na forma de pensar ou de agir. Ou você aceita e se adapta a tudo isso de forma passiva e subserviente ou enxergará que a sua escolha profissional e de carreira pode ter sido fatalmente errada!

    Conselhos para presidência: Apesar de ser global, empresa familiar com falta de diretrizes, normativas e estruturas de processos bem definidos. Sem diversidade, com menos de 1% de seus colaboradores administrativos negros ou pardos. Gerência apenas com 1 presença feminina apesar da CEO ser mulher, e, áreas de Marketing e Comercial, somente com colaboradores elitizados contratados apenas sob indicação (da FAAP, ESPM, Editora Abril ou empresas do meio. Alto índice de rotatividade e de turn over nas áreas centrais. Novos coordenadores sem formação específica na área de gestão, capacitação técnica ou comportamental pro exercício da função. Colaboradores engessados, sem oportunidade ou iniciativa de propor melhorias).

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

JCDecaux do Brasil

RH: quer atrair bons talentos?