• Vagas
  • Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Itaú Unibanco (Itaú BBA e Rede)?

Ver todas as avaliações

  • Há mais de 1 ano

    Vale a pena passar um tempo apenas

    Gerente Comercial Pessoa JurídicaEx-funcionário, saiu em 2014

    Salvador, BA


    Prós: Benefícios ofertados, status, contato com pessoas.Ideal para quem esta começando a carreira e só deseje passar 3 anos.Hoje em dia o crescimento é mais rápido, mais ainda limitado a 4 cargos em uma agência(Agente comercial, Assistente de Gerência, Gerente de Conta, Gerente Geral).

    Contras: Ambiente com grande pressão, preocupação excessiva com resultados, gestores mal formados e informados.Politica da empresa não condiz com suas ações.O funcionário é apenas mais um e só é avaliado por números.A meritocracia não funciona.Muitos chefes com menos conhecimento que os subordinados, principalmente após fusão com o Unibanco.Baixa remuneração, sem comissões e reduzidas gratificações e bonificações.Muitos funcionários continuam devido ao plano de benefícios, mas no geral é uma empresa que faz o funcionário cair na rotina e se desestimular, face ao baixo encarreiramento fora da sede(SP).Funcionários vivem de status.

    Conselhos para presidência: Primeiro alinhar a politica, cultura e ética a ser aplicada ao que preconizam o alto comando.Checar as atitudes de seus diretores e superintendentes, pois muitas vezes aparentam estar brincando de jogo de criança(sem muito entendimento do que fazem, mas tentando chegar a algum lugar)Verificar os erros sistêmicos, pois são muitos.Os gerentes e linha de frente numa agência tendem a fazer cálculos e controles no papel,pois muitos cálculos contabilizados pelo sistema apresentam erros, gerando perca de tempo e desgaste.Sempre temos que "brigar" com a área de TI ou ocupar um superintendente tentando provar algo e ganhar aqueles pontinhos.Área de suporte necessita de melhorias, pois opniões divergem, ou seja mais qualificação.Manter a linha de frente numa agência não é fácil, principalmente os bons funcionários.Motivo pelo qual existe uma grande saída de funcionários,muitas vezes camuflada por demissão.Comissões praticadas são baixas, tanto que qualquer vendedor de carro autônomo(R$5000 a R$ 7000) ou Gerente de loja de shopping(R$4500) ganham valores similares a um Gerente de Banco tido como multinacional como o Itaú.Vim de uma época que brigavámos para estar em primeiro lugar, erámos segundo lugar antes do Bradesco.Mas sentíamos valorização, entusiasmo.De 2010 em diante, verbas de festa de fim de ano reduzidas ou cortadas, comissões cortadas, gratificações reduzidas.Metas quadriplicadas.A amizade entre colegas virou disputa interna para se manter e estar bem na fita.Muitos funcionários desestimulados e muita gente boa saiu/pediu para sair.Considero um tiro no pé, visto tanto investimento nos anos iniciais de formação de um colaborador e a instituição não consegue reter.Tem cargo que nem vale a pena subir,pois é só status.O Bradesco quando era primeiro lugar entre os bancos privados era assim, e nós "filhos" do Itaú tinhamos brilhos nos olhos.Agora todos só ouvem nas reuniões:" vamos fazer porque temmuita gente querendo entrar."Isso é postura de gestores?Será que quem quer entrar está realmente capacitado.Será essa instituição que o velho setubal iria querer?Até quando o Itaú vai conseguir se manter em primeiro lugar?Enfim, boa sorte.

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

Itaú Unibanco (Itaú BBA e Rede)

Descrição:O Itaú Unibanco, com mais de 90 anos de história, é o maior banco privado da América Latina. Presente em 19 países nas Américas, Europa e Ásia, o banco conta com cerca de 90 mil colaboradores. Com uma rede de atendimento ampliada, composta por mais de quatro mil agências e postos de atendimento e 44 mil caixas eletrônicos em todo o território nacional, atende clientes pessoa física e pessoa jurídica em todos os segmentos, sempre focado na satisfação e excelência no atendimento. O banco tem ações negociadas nas bolsas de São Paulo, Nova York e Buenos Aires e faz parte do Dow Jones Sustainability World Index há 17 anos consecutivos.

Site

RH: quer atrair bons talentos?