Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na IBM?

Ver todas as avaliações

  • Há quase 3 anos

    IBM, negligenciando funcionários enquanto fatura bilhões e alega crise

    Auxiliar de Suporte ao ClienteEx-funcionário, saiu em 2014

    Hortolândia, SP


    Prós: Se a política da empresa fosse de fato seguida, os pontos fortes seriam flexibilidade, independência para trabalhar, avaliação e reconhecimento pelo trabalho entregue (performance), diversidade, plano de saúde, cartões de benefício de alimentação e refeição

    Contras: Gerentes sem a menor capacidade de liderança, ou conhecimento do trabalho, incapazes de separar o pessoal do profissional resultando na perseguição de alguns indivíduos, e ainda, incapazes de se adequar à política da empresa, devido ao fato de muitos funcionários viverem longe do local de trabalho, a empresa oferece a flexibilidade, mas muitos gerentes não permitem que o funcionário usufrua desse benefício, e quando o funcionário o confronta tendo em mãos a política da empresa, é ludibriado com qualquer desculpa sobre mudança de forma de trabalho, fazer críticas é altamente desaconselhável, quem o faz acaba ficando marcado como um funcionário insubordinado, uma ameaça. Existe uma política dentro da empresa de que você deve fazer mais do que somente o seu trabalho, completamente deturpada, essa política gerou funcionários que não se importam com o trabalho e se envolvem em um projeto paralelo atrás de outro, em nada relacionados com o trabalho, o mais absurdo que vi era como uma terapia em grupo. Com isso, os funcionários que de fato trabalham, acabam tendo que absorver o trabalho dos que pouco ou nada fazem enquanto estes ganham visibilidade e são rapidamente promovidos. A política de reconhecimento por performance não existe, embora os gerentes tenham em mãos as ferramentas para comparar a performance dos funcionários elas nunca são usadas, os funcionários quase nunca ficam sabendo de seus números, as promoções são baseadas em proximidade com o gerente e no quanto o funcionário DIZ que faz, não no que de fato ele faz. O salário, embora pareça compatível com o mercado na descrição, é muito baixo uma vez que você aprende o processo e começa a acumular funções, a pressão é imensa, algumas funções antes desempenhadas por pessoas com experiência e salário muito mais alto agora são desempenhadas por pessoas que acabaram de entrar na empresa, funções que envolvem acordos multimilionários, a responsabilidade é enorme, e o retorno inexistente. O contrato "de experiência" vai até o máximo permitido por lei, 2 anos, durante esse tempo o funcionário é pressionado para sempre fazer mais, trabalhar mais horas, aprender mais rápido, acumular mais funções, do contrário será considerado incompetente e não será efetivado. Os contratos são de 44 horas semanais enquanto o funcionário só trabalha 40 horas, as 16 horas excedentes devem ser compensadas quando o gerente achar necessário, aos sábados ou à noite. Ao final de cada mês algumas pessoas têm seus horários deslocados para o período da noite, excluindo-se os mais chegados do gerente. Recentemente a empresa implantou o sistema em que o funcionário submete as horas que trabalhou à noite para que seja acrescentado o adicional noturno, mas durante um ano e meio trabalhei sem receber esse adicional, nos finais de semana do final do mês a prioridade é da empresa, os funcionários que tem compromissos marcados para essas datas ficam mal vistos pelos gerentes. Os funcionários que trabalham aos sábados não recebem hora extra, essas horas são deduzidas nas 16 horas que o funcionário fica devendo todo mês, enquanto que os que trabalham no domingo recebem hora extra e não cumprem as 16 horas de contrato. A IBM enfrenta agora uma enorme onda de demissões e perde talentos enquanto mantém funcionários que se preocupam somente em ser promovidos sem o menor interesse pelo trabalho.

    Conselhos para presidência: A IBM precisa mudar a política de avaliação dos funcionários, exigindo que os gerentes apresentem trimestralmente os números relacionados à performance de cada um dos funcionários, tanto aos superiores quanto aos próprios funcionários. Precisa também erradicar a política de promoção de funcionários para outras áreas de trabalho quando estas requerem conhecimento do processo, porque afinal, uma pessoa não pode liderar e aprovar assuntos os quais ela não conhece. E por fim, acabar com as 16 horas de contrato.

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

IBM

Descrição:International Business Machines (IBM) é uma empresa dos Estados Unidos voltada para a área de informática. A IBM fabrica e vende Hardware e Software, oferece serviços de infra-estrutura, serviços de hospedagem e serviços de consultoria nas áreas que vão desde computadores de grande porte até a nanotecnologia. Com mais de 400.000 colaboradores em todo o mundo, a IBM é a maior empresa da área de TI no mundo. A IBM detém mais patentes do que qualquer outra empresa americana baseada em tecnologia e tem 15 laboratórios de pesquisa no mundo inteiro. A empresa possui cientistas, engenheiros, consultores e profissionais de vendas em mais de 150 países. Funcionários da IBM já ganharam cinco prêmios Nobel e quatro Prêmios Turing (conhecido como o Nobel da computação), dentre vários outros prêmios.

Site

RH: quer atrair bons talentos?