Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Hotel Urbano?

124 postagens (14 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

3.43
  • Remuneração e benefícios
    3.54
  • Oportunidade de carreira
    2.77
  • Cultura da empresa
    3.23
  • Qualidade de vida
    3.23

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há mais de 3 anos

    Empresa incrível!

    Funcionário

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Empresa jovem que reconhece talentos, influencia os funcionários a adquirirem conhecimentos, constrói especialistas e profissionais seguros e competentes. A cultura da empresa despreza formalidades e contribui para um ambiente divertido e extremamente produtivo. Trabalhar no HU é vestir a camisa de uma empresa que tem a cara dos seus funcionários: jovem, direta, segura e com um grande futuro pela frente.

    Contras: Algumas pessoas sentem dificuldade de se adaptar ao ambiente informal e à necessidade de produtividade muito alta, com a velocidade de uma empresa pontocom. O volume de trabalho é grande, pessoas metódicas demais ou presas exageradamente a regras de processos podem não conseguir atender às expectativas em tempo hábil.

    Conselhos para presidência: A empresa cresceu e alguns profissionais de tempo "médio" de empresa ainda não tiveram reconhecimento por parte dos grandes gestores. Existem alguns talentos ainda escondidos em cargos de assistentes e analistas que podem estar sendo ofuscados por novas contratações de mercado.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 3 anos

    Assessor Comercial

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Empresa com excelente espaço físico, boa localização, excelente infraestrutura. Departamentos bem definidos e pessoas capacitadas. Gestores dedicados e atualizados. Empresa valoriza o profissional, respeita as diferenças e estimula a criatividade. Ambiente descontraído.

    Contras: Investimento no crescimento e desenvolvimento dos profissionais que já estão na empresa a mais tempo. Acredito que seja importante investir em treinamento e capacitação para desenvolver os bons profissionais para torna-los capazes crescer profissionalmente.

    Conselhos para presidência: Treinamentos e cursos de todos os tipos e níveis para ajudar a desenvolver os profissionais interessados em aprender e crescer na empresa. Treinamento de vendas, turismo, marketing e etc

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 2 anos

    Vivendo hoje como se não houvesse amanhã... (isso não é bom!)

    Executivo de Contas


    Prós: O espírito jovem favorece em alguns momentos dentro de uma mesma equipe. Os benefícios são bons, também alguns serviços oferecidos pela empresa. Há possibilidade de interagir com as áreas conhecendo um pouco melhor outras funções.

    Contras: Como explicar as modificações feitas pela própria diretoria em seus produtos, sem nenhum comunicado prévio ou até mesmo posterior? Ou melhor, sem nenhuma análise junto das lideranças para entender o retorno negativo daquela ação antes de tomar alguma decisão. Um exemplo: se eu fecho com um parceiro vender 200 pacotes, depois de analisar a capacidade de atender, por quê de repente tenho um estoque de 3.000 vendidos? Ou seja, depois eu que tenho que me virar pra atender os outros 2.800 fazendo algum milagre. Mas vão parar de cobrar metas? NÃO! A central de atendimento vai parar de pedir uma solução? NÃO! Fica difícil. Nunca vi uma empresa ter sua liderança fuçando, modificando seus produtos desta forma como se fossem crianças manuseando um objeto perigoso sem pensar se podem ou não se machucar. Empresa desorganizada demais nesse ponto e saber que alguns problemas são criados pela própria"cúpula" desmotiva muito. Não dá pra se sentir seguro em nenhum momento desse jeito. A sensação é de que a empresa é um artista em alta na mídia pelo momento, mas que pode sumir e cair no esquecimento a qualquer hora. Muitos gerentes, diretores e pessoas que eu nem sei qual é a função querendo mandar mais. Muita intriga entre setores às vezes por desentendimentos pessoais, mas que atrapalham o desenvolvimento do trabalho e da empresa. A maior vantagem que era o clima organizacional à la "Google" infelizmente foi perdida. Agora não passa de uma maquiagem. Não há tempo pra respirar de tanta meta. Os "líderes" ao invés de motivar desmotivam porque não atuam na gestão de pessoas e só se preocupam com os números. O que é decidido hoje com tanta cobrança, amanhã já é exigido de outra forma! Parece que não tem nenhum processo definido e que tudo foi decido em um par ou ímpar durante alguma reunião. Ah! Outro ponto: reuniões em cima de reuniões, muitas vezes improdutivas. Faltam treinamentos eficientes, melhoria na comunicação, menos egos inflamados entre gestores e por aí vai...

    Conselhos para presidência: Sejam mais atentos e cuidadosos e ouçam seus funcionários. Me refiro aos que representam a parte operacional e não os supostos líderes. Valorizem mais os que estão desde o começo, apesar de que com tantas demissões, está cada vez mais difícil chamar alguém de antigo. Como querem um clima satisfatório na empresa esmagando todos com metas e demitindo um monte de gente toda vez? Aprendam com seus erros... o Hotel Urbano tinha tudo para ir de verdade muito longe, mas desse jeito é muito improvável que consigam tornar real o "viajar é possível".

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 3 anos

    Só se for seu primeiro emprego

    Executivo de ContasEx-funcionário, saiu em 2015


    Prós: A única coisa legal na empresa é que você pode trabalhar com roupas informais.

    Contras: Essa empresa chega a ser uma piada. Há muito medo entre as pessoas e as mesmas são induzidas a trabalhar depois do horário porque querem "apenas fanáticos trabalhando na empresa porque o resto será expurgado"
    As mudanças que estão acontecendo são sempre para o pior das pessoas que trabalham lá porque são mal remuneradas, não existe o mínimo de ferramentas para se trabalhar, o sistema é precário e o terrorismo imposto desmotiva os funcionários.
    A vida da pessoa é preencher planilhas de Excel.
    Não favorece nenhum crescimento profissional, não existem cursos ou treinamentos, apenas um monte de amadores, cada pessoa faz as coisas de um jeito, por isso é uma imensa bagunça.
    As pessoas que vejo trabalhando felizes no Hotel Urbano são aquelas que tiveram experiências profissionais anteriores deploráveis, daí achar que lá "é o máximo".
    Não indico esta empresa pra trabalhar.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 1 ano

    Empresa Desorganizada e sem transparência.

    Analista

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Empresa informal e flexível com os horários. Algumas pessoas boas são valorizadas e as pessoas tem liberdade para tomar decisões. A empresa paga os salários corretamente.

    Contras: A empresa é uma grande bagunça, toda hora tem demissões e mudanças, o termo "barca", já virou piada interna. Os projetos começam e terminam do nada, não existe uma gestão de projetos. As pessoas tem atitudes isoladas e não em conjunto. Não existe transparência sobre a situação da empresa, os diretores e gestores, não divulgam qualquer tipo de informação aos funcionários.

    Conselhos para presidência: Fazer um status mensal mostrando como foi a performance da empresa, faturamento, custo operacional, lucro, próximos projetos, projetos realizados e em andamento e etc...

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Ex-funcionário, saiu em 2015


    Prós: Equipe jovem com muitas idéias diferenciadas.

    Contras: Não existe meritocracia, cresce quem puxa saco quem não puxa uma hora é dispensado sem saber o motivo, valorizam pessoas que não saem de redes sociais as que trabalham de verdade ficam sempre pra trás. Acho que isso é a preparação das chefias, não saber lidar com quem trabalha.

    Conselhos para presidência: Treinem, avaliem, valorizem quem esta disposto a trabalhar, quem puxa saco vai TB puxar o tapete de vcs.

  • Há aproximadamente 3 anos

    Mudando para pior

    Funcionário


    Prós: Estão investindo em benefícios.
    A história e o potencial

    Contras: Salários de antigos funcionários injusto e não compatível com mercado
    O discurso é de desenvolvimento do funcionário, mas a realizade não é assim. Não vemos muitas pessoas sendo promovidas, e as contratações não param, apesar de quem está internamente nem ficar sabendo da vaga.
    Contratações de novos líderes que não condizem com a essência do HU e chegam ditando suas regras
    Supervalorização do novo em detrimento de quem fez acontecer desde o começo.
    Supervalorização de quem fez algo bacana, jogando em cima dessa pessoa toda a expectativa e o máximo de atribuições.
    O ambiente de trabalho que antes era o ponto forte, hoje é o ponto mais delicado

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há quase 3 anos

    Não vale a pena, empresa instável com queda acentuada e propicia a fechar as portas

    Assessor Comercial


    Prós: Empresa dinâmica e bastante Jovem

    Contras: Os Gestores não entendem do seu próprio negócio e não sabem conduzir uma equipe, mudam tudo a cada semana, dependendo do seu humor ou do clima.
    As metas são inatingíveis.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 2 anos

    Sincera e justa com o momento atual da empresa

    Coordenador de NegóciosEx-funcionário, saiu em 2015

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Ambiente descontraído, falta de formalidade nos trajes, comunicação direta com as pessoas do trabalho.

    Contras: Muitas mudanças, salários defasados, constantes demissões, promoções somente para pessoas antigas ou para amigos dos donos

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 anos

    Nem tudo é o que parece mas poder.

    Executivo de Negócios PlenoEx-funcionário, saiu em 2015

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Qualidade de vida, estrutura, campanhas elaboradas pelo rh (shiatsu, manicure, aulas de dança, musculação, etc...), flexibilidade de horário, é possível chegar mais tarde na empresa desde que você cumpra sua carga horária.

    Contras: Empresa cresceu muito rapidamente e isso tem atrapalhado o comando. Os líderes da empresa são jovens, não têm experiência sólida no mercado apesar de boas formações. Empresa trata seus funcionários como peças de reposição, os líderes (coordenadores) em grande maioria despreparados para liderar uma equipe, na verdade são chefes e não líderes. Empresa muda as regras constantemente sem prévio aviso deixando os executivos em situações constrangedoras com os proprietários dos estabelecimentos, mudam forma de pagamento, prazos, etc. Empresa vende participações obrigando a aumentar os lucros, porém sem uma estratégia, querem ir na marra, a consequência acabará sendo perda de espaço no mercado. Ah, uma coisa muito importante, gestores obrigam equipes a cumprirem horários mais longos, porém empresa não paga hora extra. Funcionários recebem salários diferenciados para desempenharem mesma função de outros. Promoções são concedidas sem embasamento. Processo seletivo extenso demais, o meu por exemplo foram 7 etapas, desde a assistente de rh ao presidente da empresa, pois é "Presidente da Empresa" participa do processo seletivo. Líderes de equipes (Coordenadores) desesperados em busca de resultado não confiam nas estratégias de seus liderados, muitas vezes impondo estratégias perigosas expondo sua equipe. Não um fluxo para solucionar solicitações, se você tiver intimidade com a pessoa responsável da área que precisa de uma solução basta chegar a mesa dela e pedir, do contrário irá mofar aguardando.

    Conselhos para presidência: A empresa tem tudo para dá certo assim como deu nesses quase 5 anos de existência, porém algo está acontecendo (independente da crise financeira do país). A cultura da empresa tão propagada aos quatro ventos não está sendo mais praticada, os funcionários estão cada vez mais insatisfeitos. É preciso recuperar o conceito da empresa e saber o que querem de seus funcionários. Investir em avaliações de autoconhecimentos ao invés de apostarem num processo seletivo cansativo com quase 10 entrevistas pode ser mais eficaz na busca do funcionário desejado. Nem sempre a ganância por lucros exorbitantes a qualquer custo trará o resultado esperado, ou seja, não adianta ficar fazendo testes de curto prazo em busca de melhoria, pois é inaceitável lançar funcionários para uma viagem em busca de novos parceiros com um discurso de regras já estabelecidos e mudar as principais regras de fechamento de negócio, isso faz com que o funcionário fique numa situação muito ruim com o parceiro além de manchar a imagem da empresa. Não trate funcionários como peças, demitir nem sempre é a melhor solução, ouçam seus funcionários, busquem entender o que está havendo, tentem enxergar o que se passa, uma ferramenta muito válida é contratar essas empresas que avaliam o "Clima" da empresa, através de respostas a questionários de qualidade e comentários é possível entender o que se passa em determinados setores e com isso identificarem possíveis erros. Enfim, uma série de coisas. Tentem recuperar o Hotel Urbano, o clima, a essência ou terão o mesmo fim das empresas que já tentaram colocar no mercado.

    Recomenda a empresa: Sim


Informações da empresa

Hotel Urbano

Descrição:Criado em janeiro de 2011, o Hotel Urbano é uma empresa que atua no mercado como agência de viagem online, oferecendo serviços para passeios, hotéis, pousadas, flats, hostels e cruzeiros no Brasil e em outros países ao redor do mundo. Atualmente, possui mais de 18 milhões de clientes cadastrados, mais de 5 milhões de diárias de hospedagem vendidas e mais de 500 funcionários.

Site

RH: quer atrair bons talentos?