Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Horvitz Idiomas in Company?

3 postagens (1 avaliação nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

5.00
  • Remuneração e benefícios
    3.00
  • Oportunidade de carreira
    4.00
  • Cultura da empresa
    5.00
  • Qualidade de vida
    5.00

Recomendam a empresa a um amigo


  • Há aproximadamente 2 meses

    Ótimo

    Professor

    Jundiaí, SP


    Prós: Horários flexíveis, temos o privilégio de conhecer muita gente nova, de poder acompanhar o progresso dos alunos, e ajudá-los em suas carreiras

    Contras: Salário vem quebrado, porque trabalhamos com alunos individuais, então não recebemos o salário tudo de uma vez! E muitas vezes, vários alunos param de uma vez.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 1 ano

    Liberdade x Trabalho

    Funcionário

    São Paulo, SP


    Prós: Trabalhar como Professora Particular me dá mais liberdade de horário, metodologia e público. Sou eu quem tomo as decisões e os riscos de cada inovação.

    Contras: Trabalhar como Professora Particular me dá instabilidade financeira, pois os alunos me contratam sempre por um tempo determinado e não mais do que um semestre.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há quase 2 anos

    Escola super flexível

    Professor de Inglês

    São Paulo, SP


    Prós: Flexibilidade, parceria (sou mais um parceiro do que um empregado). Tenho a flexibilidade para recusar turmas quando não me interessam, e aceitar apenas as turmas que me são interessantes.

    Contras: Não tem benefícios ou plano de carreira. Apesar de estar tudo bem esclarecido desde o começo da parceria, seria bom ter mais benefícios para os professores.

    Recomenda a empresa: Sim

Informações da empresa

Horvitz Idiomas in Company

Descrição:Professores particulares de inglês, ensinando de uma maneira que traduz liberdade e flexibilidade. Você escolhe quantas vezes por semana quer aprender, qual o horário das aulas, o local, e se prefere aulas particulares ou em grupo.

Site

RH: quer atrair bons talentos?