Olá! Love Mondays irá virar Glassdoor em 26 de junho. Saiba mais
  • Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas
Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Grupo Comunique-se?

72 postagens (6 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

4.33
  • Remuneração e benefícios
    4.00
  • Oportunidade de carreira
    3.50
  • Cultura da empresa
    4.00
  • Qualidade de vida
    4.67

Recomendam a empresa a um amigo


  • Há mais de 4 anos

    Comunique-se

    Funcionário

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: A flexibilidade de horários com certeza é um ponto a favor da empresa.
    A equipe que trabalho na minha opinião é a melhor que eu poderia estar e isso com certeza me deixa bem a vontade para produzir.

    Contras: A empresa diz ser transparente, mas na maioria das vezes só ficamos sabendo de algo tempos depois do acontecido, o que acaba prejudicando até o trabalho que poderia ser feito com uma qualidade maior se a informação a princípio tivesse ao menos sido repassada. É uma empresa de comunicação, mas que não se comunica! A falta de comunicação é fator risco desta companhia.
    Não há preocupação alguma se o funcionário esteja trabalhando 12 horas por dia, desde que entregue. Chega um momento em que o esgotamento se torna inevitável e com isso bons profissionais estão desistindo. Funções vão sendo acumuladas, mas o retorno financeiro permanece o mesmo. Costuma-se escutar "Vamos fazer mais menos". A ideia de se fazer mais com menos não é acumular funções e nem triplicar o serviço do colaborador com o intuito de otimizar recursos e gastos.
    Até começamos com gás total, mas com o passar do tempo, a falta de feedback e o fato de quase ter que ajoelhar pedindo pelo amor de Deus para que sejamos atendidos, faz com que desejemos jogar a tolha, por mais que o funcionário goste do faz.
    A falta de investimento em certas áreas é evidente e em outras apenas é ignorada. Só se consegue atenção e visibilidade quando se faz o que chamo de "marketing pessoal". Os colaboradores estão mais preocupados em se promover perante os seus superiores, do que fazer o seu trabalho da melhor forma possível. Na maioria das vezes aquele que de fato produz e traz benefícios reais são os que estão no anonimato. Os gestores deveriam prestar mais atenção nos colaboradores que agregam valor real para empresa e não naqueles que fazem "barulho" e no final não acrescentou quase nada para a organização.

    Conselhos para presidência: Invista mais em unidades que de fato vão trazer retorno para a empresa.
    Passe a prestar uma atenção maior para os colaboradores que realmente estão agregando valor para a organização.

    Recomenda a empresa: Não


    CEO da Grupo Comunique-se respondeu:

    Obrigado pelo retorno. Um dos pontos fortes do Grupo Comunique-se é a comunicação interna. Apesar do tamanho pequeno, uma empresa com 100 colaboradores, temos: 4 reuniões anuais de todos os funcionários com o CEO, para apresentação de todos resultados, incluindo faturamento e lucro da empresa, incomum em qualquer empresa. Adotamos o Google Plus como rede social corporativa e temos TV corporativa também.

    Um dos valores mais importantes do Grupo é a meritocracia. Por isso, temos um sistema de avaliação com regras claras, baseado em métricas de desempenho e um método para garantir que aqueles que performam e batem suas metas, sejam sistematicamente reconhecidos. Grande parte dos colaboradores receberam aumentos ou promoções no último ano.

    Além disso, adotamos dois 'rituais' para garantir o processo de feedback e reconhecimento: o PDI (Plano de Desenvolvimento Individual), que é uma reunião semestral com o gestor direto, onde todas as metas do próximo ano são acordadas em conjunto, e a reunião de gente, onde todos os colaboradores que batem suas metas, são avaliados pelos gestores e recebem aumentos e promoções.

    Como resultado disso, somos uma das melhores empresas para se trabalhar do Brasil (Great Place To Work) e temos uma taxa de turn over muito abaixo da indústria (1%).

  • Há mais de 4 anos

    Muito a melhorar

    Colaborador

    São Paulo, SP


    Prós: Empresa jovem, o clima é descontraído apesar de ter a seriedade corporativa. Aqui não existe home office e os horários são pouco flexíveis, mas não vejo como coisas negativas.
    Tem muita gente divertida e o clima é bem "família".

    Contras: Corte de gastos em áreas importantes, para depois gastar em outras que não são tão necessárias. É realmente a empresa do "vai que dá". É melhor ter happy hour todo mês do que ter copo para café ou talheres...
    Algumas metas difíceis de serem alcançadas, impossibilitando o prometido PPR aos colaboradores.
    Outra coisa muito negativa é o fato de algumas unidades não se verem como uma empresa só. Muitas vezes, você precisa praticamente implorar para ter auxílio em alguma coisa. Por ser uma empresa em crescimento, é muito importante que todos conversem e tentem o seu melhor para ajudar uns aos outros. Acredito que seja um ponto para o RH tentar dar atenção.

    Conselhos para presidência: Mais atenção ao elogiar alguma pessoa/área por algo alcançado. Importante lembrar que meritocracia não é apenas uma questão financeira. Já melhorou muito, mas ainda falta um pouco de tato. Dar mais atenção, ser mais cuidadoso com as palavras e, principalmente, reconhecer devidamente, dando nomes, algo mais pessoal e menos "automático", fazer por fazer.

    Recomenda a empresa: Não


    CEO da Grupo Comunique-se respondeu:

    Olá! Antes de mais nada, obrigado pelo seu retorno. Vamos lá: na verdade, cortamos copos de plástico para água (e não café, como você colocou), não por 'corte de custos', mas sim por uma questão de sustentabilidade. Inclusive, havia na empresa dezenas de pacotes fechados, que foram doados. No lugar dos copos de plástico, demos a todos os funcionários garrafas ecologicamente corretas.

    Apesar disso, é de nossa cultura se incomodar (muito) com desperdícios. Há quatro anos que 100% dos resultados da empresa (lucros) são revertidos para os funcionários. Isso foi feito com aumentos e promoções, melhorias em benefícios e mudança para o novo escritório. E se a gente evita desperdício ou evita gastar com o que não vai fazer a diferença, sobra mais para todos, não acha?

    Os happy hours, que acontecem no máximo uma vez por mês, são uma iniciativa DE SEUS PRÓPRIOS COLEGAS. O Grupo Comunique-se nesse caso, contribui com uma pequena quantia em dinheiro, e o que falta seus próprios colegas se mobilizam e complementam de acordo com seus critérios. E o momento é sempre muito bacana, descontraído e todos gostam.

    Sobre os talheres, a empresa fornece tkt refeição para todos e ADICIONALMENTE, oferece uma área com mesas e cadeiras, para quem quiser trazer sua própria refeição e guardar o tkt para outras coisas. Mas os talheres, lavagem dos mesmos, pratos etc, é de responsabilidade de cada um. O que em nosso entendimento, parece justo e óbvio que seja assim. Uma opção para resolver essa questão seria eliminar a área de refeições. Assim todos usariam seus tkts para comer em restaurantes, que já oferecem talhares. Vamos avaliar essa opção.

    Olá! Antes de mais nada, obrigado pelo seu retorno. Vamos lá: na verdade, cortamos copos de plástico para água (e não café, como você colocou), não por 'corte de custos', mas sim por uma questão de sustentabilidade. Inclusive, havia na empresa dezenas de pacotes fechados, que foram doados. No lugar dos copos de plástico, demos a todos os funcionários garrafas ecologicamente corretas.

    Apesar disso, é de nossa cultura se incomodar (muito) com desperdícios. Há quatro anos que 100% dos resultados da empresa (lucros) são revertidos para os funcionários. Isso foi feito com aumentos e promoções, melhorias em benefícios e mudança para o novo escritório. E se a gente evita desperdício ou evita gastar com o que não vai fazer a diferença, sobra mais para todos, não acha?

    Os happy hours, que acontecem no máximo uma vez por mês, são uma iniciativa DE SEUS PRÓPRIOS COLEGAS. O Grupo Comunique-se nesse caso, contribui com uma pequena quantia em dinheiro, e o que falta seus próprios colegas se mobilizam e complementam de acordo com seus critérios. E o momento é sempre muito bacana, descontraído e todos gostam.

    Sobre os talheres, a empresa fornece tkt refeição para todos e ADICIONALMENTE, oferece uma área com mesas e cadeiras, para quem quiser trazer sua própria refeição e guardar o tkt para outras coisas. Mas os talheres, lavagem dos mesmos, pratos etc, é de responsabilidade de cada um. O que em nosso entendimento, parece justo e óbvio que seja assim. Uma opção para resolver essa questão seria eliminar a área de refeições. Assim todos usariam seus tkts para comer em restaurantes, que já oferecem talhares. Vamos avaliar essa opção.

    Você fez uma colocação pertinente em relação a colaboração entre as unidades. Quando envolvemos pessoas e departamentos, com suas metas e responsabilidades, é comum que cada um dê prioridade as suas próprias necessidades. E sendo realista, não é algo que possa ser 100% resolvido em nenhuma empresa. Então, nosso foco, é sermos sempre o melhores que pudermos nessa questão. Um dos valores do grupo é o 'trabalhamos em colaboração'. E temos visto sensíveis melhorias nesse sentido. Temos conseguido isso principalmente alinhando melhor as metas entre as unidades. E seria interessante ouvir de você outras sugestões.

  • Há mais de 4 anos

    Comunique-se: excelente lar profissional

    Editor

    São Paulo, SP


    Prós: -Oportunidade de crescimento profissional
    -Excelente ambiente de trabalho
    -Cultura de trabalho em equipe
    -Valorização ao mérito

    Contras: -Algumas ferramentas de trabalho deixam a desejar, como computadores lentos. Só isso.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 4 anos

    Vamos com calma

    Colaborador

    São Paulo, SP


    Prós: Bem localizada, estabilidade da CLT e o clima entre os colaboradores é muito bom.

    Contras: Economia total! É a empresa do "vai que da"! Para que fazer melhor se podemos fazer bem com o que temos? E dessa maneira se justifica a falta de investimento.
    Temos refeitório mas não temos talher, temos café mas não temos copo, já ficamos sem papel higiênico.
    Cada funcionário tem que se dividir em vários para dar conta da demanda. Dessa forma as metas criadas se tornam inatingíveis e o sistema de PLR é conhecido como uma grande piada interna. Se você fizer um ótimo trabalho, mas não estiver a serviço 20h por dia pela empresa (feriados, finais de semana), a meritocracia não é para você. E o salário? Bem... está bem abaixo do mercado.
    O lucro aqui enche poucos bolsos... E não se deixem enganar pelo happy hour mensal.
    O Comunique-se mudou e muitos bons funcionários estão deixando a empresa.

    Recomenda a empresa: Não


    CEO da Grupo Comunique-se respondeu:

    Olá, obrigado pelos comentários. Apesar de acharmos injusto você não ter nos recomendado! Aqui vai nosso posicionamento:

    Sobre seu comentário "economia total" e "falta de investimento": me parece que você não acompanha os investimentos. Trocamos de escritório para um outro bem melhor localizado, muito maior e melhor estruturado. Um investimento enorme. Investimos pesado em infra-estrutura tecnológica. O investimento em pessoas tem sido recorde ano a pós ano (aumentos e promoções). Em tecnologia e no desenvolvimento de nossa plataforma, investimos mais de R$ 1 milhão no ano. Mas... (tem sempre um 'mas'), não suportamos desperdícios. É cultural e não pretendemos mudar. Talvez seja disso que você esteja falando. E também, não damos passos maiores do que nossas pernas, pois valorizamos nossa solidez financeira. Então não dá para fazer tudo, de uma vez.

    Sobre seu comentário 'Se você fizer um ótimo trabalho, mas não estiver a serviço 20h por dia pela empresa (feriados, finais de semana), a meritocracia não é para você', achamos ele bastante ofensivo e injusto. A meritocracia é um ponto forte no Grupo. As regras são claras: basta bater suas metas que a meritocracia sempre vem. Inclusive, esse ano a meritocracia veio para quase todos da empresa, que receberam aumentos e/ou promoções. Se a meritocracia não está vindo para você, a ÚNICA possibilidade, é vc não ter batido metas. Sendo assim, o melhor analisar o que você vem fazendo de errado e tentar melhorar.

    Nenhum funcionário trabalha finais de semana ou 20 horas por dia. Percebe-se um desequilíbrio nessa afirmação, pois seria impossível alguém trabalhar 20 horas por dia, todos os dias, como você sugere (e ainda os finais de semana). Na verdade, todos os funcionários se beneficiam do sistema de emendas em feriados. E caso ocorra (em toda empresa ocorre), de alguém precisar ficar até mais tarde, as eventuais horas são imediatamente compensadas.

    Então ser reconhecido não tem nada a ver com horários e sim com mérito real.

    Sobre o PLR, realmente não houve o pagamento nos últimos dois anos. Porém, no lugar disso, conseguimos compensar executando a meritocracia de maneira intensa, recompensando praticamente todos os colaboradores com aumentos e/ou promoções, de acordo com sua performance individual.

    Infelizmente, algumas pessoas preferem transferir a responsabilidade sobre sua má performance, ao invés de buscar entender pq não consegue fazer acontecer. Procure seu gestor e converse sobre isso. E se não conseguir, procure o CEO que mantém a porta aberta para todos, e assim ver como eles podem lhe ajudar.

  • Há mais de 4 anos

    Um bom lugar...

    Funcionário


    Prós: Ambiente descontraído, parece uma extensão da minha casa.

    Contras: Atribuição de muitas tarefas para uma pessoa só, muitas das vezes você trabalha por outras pessoas.
    Horário para entrar existe, mas para sair é um problema sério.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 4 anos

    E Vamos Que Vamos!

    Pesquisador

    São Paulo, SP


    Prós: Vários benefícios bacanas, clima descontraído.

    Contras: "Pensar fora da caixa, ter sentimento de dono, mas na prática do dia a dia tenho de acatar decisões e não posso fazer uma melhoria no processo, pois não tenho verdadeira autoridade para tal."

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 4 anos

    Aqui somos jovens com autonomia

    Analista de Relacionamento

    São Paulo, SP


    Prós: Equipe jovem. A empresa garante autonomia e liberdade para todos os colaboradores e as melhores práticas viram referência para toda a empresa.

    Contras: As promoções e reconhecimentos são muito burocráticos e tem que passar pela aprovação de todos os gestores da empresa, o ruim disso é que as vezes os outros gestores não conhecem o seu trabalho e tem voz para palpitar a sua remuneração.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 4 anos

    Muita correria em um clima agradável

    Colaborador

    São Paulo, SP


    Prós: Clima descontraído e informal, valorizam bastante os colaboradores.

    Contras: Jornada alta de horas de trabalho, dependendo de seu departamento. Há falta de organização em processos/logística e acúmulo de funções, já que a empresa é pequena. Mas até aí, várias outras empresas também seguem esta linha.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 4 anos

    Ótima

    Estagiário

    São Paulo, SP


    Prós: Flexibilidade de horários, empresa sem pressão e sem muitas cobranças

    Contras: Longe da minha casa rs

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 4 anos

    Excelente lugar para trabalhar

    Analista Desenvolvedor Pleno

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Uma empresa jovem com ideias inovadoras, ambiente descontraído, uma gestão de pessoas excelente. Temos academia até 120,00, Happy Hour uma vez por mês, vídeo game, lounge para descontração, entre outras.

    Contras: O salário poderia ser melhor e poderíamos ter mais pessoas chaves com um alto nível de conhecimento.

    Recomenda a empresa: Sim


Informações da empresa

Grupo Comunique-se

Descrição:O Grupo Comunique-se é um grupo de internet e comunicação, que detém as marcas Portal Comunique-se, Prêmio Comunique-se, Comunique-se Educação, Comunique-se Digital e RIWeb. A história do Grupo começou em 2001 com o lançamento do Portal Comunique-se, a maior comunidade virtual de jornalistas do país, com mais de 300 mil usuários. Em 2003 lançou o Prêmio Comunique-se, que atualmente é a mais prestigiada premiação jornalística brasileira. E em 2005, lançou o Comunique-se Educação, uma das mais completas instituições de ensino técnico no segmento de Comunicação Social no país.

Site