Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares
Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) logo

Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP)

3.80

Como é trabalhar na Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP)?

8 postagens (5 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

3.80
  • Remuneração e benefícios
    4.80
  • Oportunidade de carreira
    2.60
  • Cultura da empresa
    2.80
  • Qualidade de vida
    3.40

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 12 dias

    ambiente bom

    Oficial de ManutençãoEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: diversidade de pessoas e a orquestra sinfônica , alguns chefes de setor se acham o máximo ,mas no geral bom

    Contras: chefes de setores muito mal treinados e a escala de trabalho muito ruim desgastante

    Conselhos para presidência: melhora nas escalas de trabalho e treinamento aos supervisores

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 2 anos

    uma avaliação sincera, e sastifatoria.

    Estagiário de Engenharia

    São Paulo, SP


    Prós: Liberdade de fazer os meus serviços sem impor horarios e cobranças.

    Contras: Muita gente opinando na parte onde a responsabilidade é somente sua.

    Conselhos para presidência: Saber a hora de elogiar e cobrar, reconhecer erros e acertos.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 3 meses

    Estágio: Vale a pena, mas são poucas as chances de efetivação

    EstagiárioEx-funcionário, saiu em 2017

    São Paulo, SP


    Prós: Equipe muito acolhedora e integrada, o relacionamento entre as pessoas, em sua grande maioria, é ótimo. Os benefícios dados para funcionários e estagiários são muito bons.

    Contras: A Osesp não tem plano de carreira e não valoriza muito os empregados, que as vezes acabam acumulando muitas funções e não tem retorno financeiro ou dentro da própria empresa.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 9 meses

    Empresa acolhedora

    EstagiárioEx-funcionário, saiu em 2016

    São Paulo, SP


    Prós: As pessoas são muito legais e receptivas no geral e, em específico, o pessoal da comunicação com quem trabalhei é ótimo. É um ambiente de trabalho muito agradável. O salário de estagiário é muito bom e o vr de todos também.

    Contras: Pelo que pude perceber não paga tão bem e não parece ter tanta possibilidade de crescimento, mas as pessoas pareciam gostar muito de trabalhar lá.

    Conselhos para presidência: A mentalidade de quem dirige é muito engessada ainda. É preciso um grande esforço dos demais para conseguirem modernizar certas coisas ou se desvencilhar de outras que não fazem mais sentido.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 10 meses

    É só mais uma empresa com seus problemas.

    Assessor Juridico Assistente

    São Paulo, SP


    Prós: Ambiente de trabalho acolhedor, saudável e equilibrado. O esforço/resultado do trabalho é colocar os músicos da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo no palco, tarefa que é gratificante.

    Contras: Muitos cargos de chefia. Alguns departamentos funcionam isolados e não se comunicam bem. Excesso de burocracia interna, com sistemas diferentes para gerenciamento das mesmas tarefas, gerando retrabalho para as equipes. Política salarial injusta. Ausência de critérios para demissões/promoções. Centralização do comando que gera prejuízo para o fluxo de trabalho. Falta de transparência. Ausência de Cultura Organizacional.

    Conselhos para presidência: Vide pontos negativos, acima.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 12 meses

    lugar agradável

    Estagiário de EngenhariaEx-funcionário, saiu em 2016

    São Paulo, SP


    Prós: ambiente de trabalho muito enriqueccedor, musica classica, beneficios, contato com o publico, salario, ambiente de trabalho, aprendizado, contato.

    Contras: ambeinet vertical, clima tenso, falat de flexibilidade dos gestores em lidar com o s estagiarios, falta de abertura para ouvir criticas, local.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 2 anos

    Pra quem ñ tem experiência Vale a pena

    Ex-funcionário, saiu em 2015


    Prós: Vale refeição alto e horários estratégicos por ser tratar de eventos

    Contras: Muito trabalho e pouco dinheiro

    Conselhos para presidência: Aumentem o salário e apostem nos funcionários pois dão o sangue pela empresa e ninguém vê

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 3 anos

    Possuí bons benefícios além do salário, porém é um lugar desgastante de se trabalhar.

    Técnico

    São Paulo, SP


    Prós: Benefícios excelentes, com destaque para o vale refeição.

    Contras: Muita burocracia. Número exagerado de pessoas com cargos de chefia e poucas pessoas para executar de fato as atividades necessárias. Carga horária extremamente longa e desgastante.

    Recomenda a empresa: Não


Informações da empresa

Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP)

Descrição:A Fundação Osesp é uma instituição sem fins lucrativos que tem por objetivos apoiar, incentivar, assistir, desenvolver e promover a cultura, a educação e a assistência social, com ênfase à música de concerto, instrumental e vocal. Qualificada como Organização Social da Cultura, mantém contrato de gestão com a Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo para a manutenção e desenvolvimento da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo - Osesp, a Sala São Paulo, o Coro da Osesp, os coros Infantil e Juvenil da Osesp, a Academia da Osesp, a Editora ‘Criadores do Brasil’ e o Centro de Documentação Musical ‘Maestro Eleazar de Carvalho’. Realiza, no mesmo sentido, ações de educação musical para crianças, jovens e adultos; de promoção, capacitação e treinamento de profissionais das áreas da música e da educação; e de formação de platéias. Cumpre também com a missão de desenvolver a música brasileira ao promover a pesquisa, a documentação, a publicação, a execução, a gravação e a divulgação do repertório nacional, sinfônico e de câmara. A Fundação Osesp foi instituída em 22 de junho de 2005 e, em 10 de novembro do mesmo ano, foi firmado contrato de gestão com o Governo do Estado de São Paulo.

Site

RH: quer atrair bons talentos?