Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Fundação Dom Cabral (FDC)?

30 postagens (11 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

4.36
  • Remuneração e benefícios
    3.91
  • Oportunidade de carreira
    3.36
  • Cultura da empresa
    4.09
  • Qualidade de vida
    4.45

Recomendam a empresa a um amigo


  • Há mais de 3 anos

    Casa de ferreiro o espeto é de pau

    Coordenador

    Belo Horizonte, MG


    Prós: Estrutura física, tranquilidade para realizar viagens e flexibilidade de horários. O espírito de equipe de alguns departamentos. Os benefícios fazem muita diferença assim como as estabilidade.

    Contras: Não há plano de carreira, principalmente para os cargos operacionais. Por mais de 3 anos vi discutirem criação de um plano mas não o fizeram.
    Não são justos em relação a solução de problemas, sejam eles por produção sejam por relacionamento. Se você é de um cargo que não diretor e gerente sua voz não é ouvida, não são realizadas melhorias, suas propostas e projetos para melhoria do setor também não são aceitas.
    Nepotismo, e os processos internos não são transparentes e confiáveis. Realizam o processo interno para constar, mas todas as escolhas foram pessoas ligadas a diretoria e muitos não trabalhavam ainda na empresa. O RH não contribui e não é justo com as reclamações dos funcionários pois também são punidos pela diretoria. Vê-se privilégios disponíveis para algumas pessoas do mesmo cargo, nível e setor, mas não pode ser requerido se você não faz parte dos indicados - nepotismo.
    Suas reclamações e pedidos para melhorias não são recebidas.
    Maus tratos na lida com funcionários - ex: diretor destrata gerente, gerente destrata coordenadora, motoristas, professores e demais funcionários, coordenadoras destratam demais funcionários.
    Salário muito mais baixo que o mercado. Falta de coerência da utilização do dinheiro para atender clientes e processos produtivos.

    Conselhos para presidência: Uma vez o Senhor falou que ai a casa não é de ferreiro com espeto de pau. Mas os maus tratos e a permissividade de perpetuarem tais atitudes na frente de todos não é positivo. A FDC vende educação executiva e ensina como lidar com pessoas, mas causa desconforto por saber que estão tirando de um lado e não estão investindo em ninguém. Se as bolsas são para todos porque invariavelmente só os "indicados" as recebem, concorrência desleal até com quem trabalha há anos e almeja fazer uma bolsa de pós por exemplo. Já pessoas que trabalham há 5 anos aqui, e lutaram para ganhar a bolsa, e perdeu para um "indicado" que estava ha 6 meses na empresa e hoje em dia nem aqui trabalha mais.
    Como assim, depois de tantos anos, não há plano de carreira para vários cargos?
    Vocês pedem que a coordenadora seja altamente competente com língua estrangeira e pós e na contratação informam que há aumento de salário graduais, em 4 anos só houve 1 amento de 3% no salário. Mesmo que o salario inicie tão baixo, o mais baixo do mercado para o volume de responsabilidade e compromisso que o cargo exige, vocês não investem e sequer melhoram os salários com a real intenção de melhorar o salário.
    A obrigatoriedade de cumprir com as métricas assim como a politicas, são ignoradas quando convém. e ainda colocam a pessoa que vetou a benesse como culpado e passível de ser chamada a advertência em público. Por exemplo: se a coordenadora nega o reembolso de um professor que claramente tirou vantagem na nota para atender a politica da empresa. Este professor vai atrás do diretor ou gerente este tira a autonomia da coordenadora, dá advertência em público, algumas mandam e-mails com cópia para RH, supervisor e diretoria, por você estar cumprindo com a norma. Na verificação dos custos diz q a culpa é sua por ter permitido tal ação e que você tem obrigação de controlar e diminuir os gastos e custos que ele mesmo te desautorizou a realizar.
    Sim, conseguimos ver que o dinheiro que entra não está sendo bem administrado e de repente some, nem PL tivemos direito porque resolveram fazer qualquer obra que não era para trazer benefícios. Compreenda que não peço para abrir o livro de contas e nem equiparação com o salario de diretoria e gerente, mas dá para realizar ações reais ao invés de promessas para melhora a vida do operacional da FDC, exemplos de melhorias: transparência, educação para conversar e solicitar, não somos assistente pessoais, não nos desrespeite, melhore o salário, processos internos deveriam ser transparentes, a politica é para todos e por favor um plano de carreira, não a campanha e treinamentos apaga incêndio que fazem todos os anos, um plano real que faça com que o funcionário tenha a certeza que vocês tem consideração pelo que produzimos.
    Não ligamos para o q entra e como sai em quesito de investimentos só não nos destrate e nem pense que são bobos ou cegos. Isto desmotiva! Mas amamos o que fazemos e somos profissionais!

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 3 anos

    Q.I é tudo! (Questão de Indicação)

    Ex-funcionário, saiu em 2009

    Belo Horizonte, MG


    Prós: Oportunidade de aprendizado.

    Contras: Vive pela aparência, uma indicação vale muito mais que a capacidade da pessoa.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 1 mês

    Empresa Única

    Estagiário Técnico

    São Caetano do Sul, SP


    Prós: Entender como funciona a fabricação dos lotes de distribuição nacional e internacional dos produtos manufaturados na cidade de SP. Oportunidade de explorar e desenvolver como profissional.

    Contras: Sem perspectiva de crescimento, falta de feedback e pouca representatividade das decisões da área dentro da organização como um todo. Sem perspectivas profissionais para estágiarios, pelo menos em minha área.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 5 meses

    A casa é de ferreiro, o espeto é de pau!

    Ex-funcionário, saiu em 2017

    Nova Lima, MG


    Prós: Bom ambiente de trabalho, bons benefícios para os funcionários, instalações excelentes, opção de transporte para os funcionários, ambiente familiar, flexibilidade de horários para os funcionários do corpo técnico, acesso a pessoas e contatos interessantes.

    Contras: Plano de carreira praticamente inexistente, salários desiguais para pares profissionais, rigidez e distinção entre funcionários dos corpos técnico e administrativo, alienação dos terceirizados, procrastinação e falta de clareza na tomada de decisão, média gerência descoordenada horizontalmente, discurso desalinhado entre diretoria e demais funcionários, o distanciamento de ideias e discurso entre a diretoria estatutária/conselho curador e os demais funcionários chega a ser constrangedor, empresa trata problemas sérios com "panos quentes" e principalmente a escola não pratica o que ensina.

    Conselhos para presidência: No geral, é urgente a necessidade da FDC aprender a praticar aquilo que ensina a seus clientes, pois, o ideal de cultura organizacional é utópico e nem o RH da empresa o pratica. Os funcionários não entendem o posicionamento estratégico da empresa, os tomadores de decisões na empresa colocam "panos quentes" em situações que precisam de solução imediata, procrastinam decisões e usam de "jeitinhos" para tampar buracos sérios. Além disso: 1) Reformule esse RH! Os funcionários não confiam/acreditam no RH da empresa e sequer sabem a quem procurar, caso precise. A maior parte do grupo que trabalha nessa área não está conectado ao resto dos funcionários da empresa e não sabem lidar apropriadamente com as situações cotidianas. Uma outra dica é: Fique atento à tua média gerência! Eles estão ali para ajudar. 2) Criem um PLANO DE CARREIRA! A ausência de um plano de carreira é sempre a primeira reclamação de seus funcionários: existe desigualdade salarial entre pares e há vários funcionários cujas atribuições sejam desconhecidas a todos os outros da empresa. Além disso, a empresa negligencia promoções e o problemas como concentração excessiva de atividades em um só funcionário e o desvio de função se tornaram práticas corriqueiras. 3) Encerrem a política "dois pesos, duas medidas"! Embora a FDC pretenda vender a ideia de sermos todos iguais (inclusive, isso está na carta de convivência), observa-se a diferença no grau de severidade ao se tratar aprendizes, corpo administrativo, professores e gerentes. 4) Escrevam uma nova carta de convivência, ou aprendam a aplicar a que vocês já têm! É notável que a FDC não é um lugar de igualdade. As seguintes frases são senso comum entre seus funcionários: "Não há professores de tempo integral que sejam, ou assumidamente homossexuais", "A maioria dos funcionários são mulheres, mas só tem homens nos cargos de decisão" (atualmente 4), "Não é possível um coordenador se tornar supervisor e, depois, gerente de projetos". 5) Definam seu posicionamento com clareza! A FDC não produz conhecimento, a FDC apenas REPRODUZ conhecimento (salvo um grupo de três ou quatro professores): com esse fato, indico - Terceirizem a Pesquisa! Será melhor para os pesquisadores receberem um salário digno pelo seu conhecimento e para a FDC parar de gastar um volume morto de informação de terceiros. 6) Se discorda do ponto 5 (o que conhecendo o atual presidente, eu duvido muito), passem então a valorizar seus pesquisadores. Criem um programa de contratações e vinculem grupos multidisciplinares às áreas do conhecimento que vocês tenham vocação. É assim que as principais escola no mundo fazem.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 2 anos

    Fundação Dom Cabral (FDC)

    Bolsista de Apoio Técnico a Pesquisa

    Nova Lima, MG


    Prós: Oferece excelentes oportunidades de networking, dá autonomia para a realização de seu trabalho, oferece flexibilidade de horários e benefícios (vale alimentação, transporte, etc).

    Contras: Não oferece grandes oportunidades de crescimento profissional, não possui plano de carreiras, gestão de pessoas falha, falta comunicação entre níveis hierárquicos.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há quase 2 anos

    Transparência

    GerenteEx-funcionário, saiu em 2016


    Prós: 1) Excelentes instalações; 2) Benefícios motivadores e que retêm; 3) Oportunidade de atualização, sendo participante dos cursos da FDC; 4) Convívio com pessoas interessantes e atualizadas.

    Contras: 1) Plano de carreira, 2) Decisões tomadas por impulso, sem planejamento, 3) Lentidao para tomar decisões, na contra mão do mercado. 4) Falta clareza de direcionamento; 5) Pouca assertividade da diretoria; 6) Valores essenciais para uma escola, como ética, não disseminado e praticados internamente;

    Conselhos para presidência: 1) Falta transparência nos critérios utilizados para as tomadas de decisões; 2) A FDC precisa praticar o que ensina. A gestão é ruim, escolhendo pessoas para cargos decisórios que não tem competência para tal; 3) valores como ética e honestidade, precisam ser cobra-dos internamente

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 anos

    Avaliação escola de negócios.

    CoordenadorEx-funcionário, saiu em 2015


    Prós: Excelentes benefícios e ambiente de trabalho. Além dos benefícios em geral, oferece ajuda para graduação, academia de ginástica, curso de idiomas e reembolso em terapias médicas.

    Contras: Não existe plano de carreira. Horas de trabalho que excedem o normal. Não há uma avaliação correta de meritocracia. Excesso de trabalho. Salário baixo.

    Conselhos para presidência: Rever os processos e distribuição dos trabalhos. Carga horária excessiva em alguns casos. Seria necessário um plano de carreira ou um aumento gradual de acordo com a meritocracia.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 25 dias

    Um bom lugar para se trabalhar.

    Assistente AdministrativoEx-funcionário, saiu em 2017

    Belo Horizonte, MG


    Prós: Empresa com bom plano de benefícios extensivo aos familiares. Boa associação de funcionários . Programas de incentivo ao desenvolvimento do colaborador. Preocupada com o bem estar dos funcionários.

    Contras: Empresa muito relacional que privilegia alguns mais "queridos" . Não há um plano de carreira. O ambiente é exigente e desafiador, mas nem sempre reconhecem o esforço.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 1 mês

    Ótima empresa para se trabalhar! Aprendizado constante.

    Coordenador

    Nova Lima, MG


    Prós: Ambiente de aprendizado, benefícios, remuneração. Salários e benefícios acima da média. Recursos adequados para o trabalho. Ambiente de trabalho agradável. Equipe com vasta experiência o que facilita a execução do trabalho.

    Contras: Processo de decisão lento, pouca colaboração entre as áreas, áreas operando em dissonância e fragmentação. A cultura precisa evoluir para estar no nível de excelência da entrega da organização.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 5 meses

    Muito aprendizado

    ProfessorEx-funcionário, saiu em 2016

    Belo Horizonte, MG


    Prós: Empresa aberta à inovação e voltada para desafios. Proporciona oportunidades de grande aprendizado para quem se mostra flexível e aberto a novos formatos.

    Contras: A cultura precisa evoluir para estar no nível de excelência da organização. Falta organização interna também, com processo mais estruturados e melhor fluxo das informações.

    Recomenda a empresa: Sim


Informações da empresa

Fundação Dom Cabral (FDC)

Descrição:A Fundação Dom Cabral foi criada em Belo Horizonte em 1976, como instituição autônoma e sem fins lucrativos. Comprometida com a excelência na educação executiva, a FDC exerce suas atividades no Brasil e no exterior, muitas vezes em cooperação com instituições locais, por meio da sua rede de alianças internacionais.

Site

RH: quer atrair bons talentos?