Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Fisk Centro de Ensino?

104 postagens (28 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

3.43
  • Remuneração e benefícios
    2.79
  • Oportunidade de carreira
    2.32
  • Cultura da empresa
    3.32
  • Qualidade de vida
    3.18

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há 19 dias

    Fisk

    Professor de Inglês

    Santa Bárbara D'Oeste, SP


    Prós: Aprendizado como profissional e professor a partir do ensino fornecido aos alunos da escola. Facil acesso ao local. Entrevista simples e fácil.

    Contras: Não há reconhecimento dos funcionários e a escola é mal administrada. Falta de treinamento para inicio do emprego. Falta de atenção aos ocorridos na escola.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 ano

    Empresa ruim (Administrativo)

    Consultor de CampoEx-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: Empresa reconhecida no mercado no segmento de idiomas; Empresa bem localizada (Vila Mariana); Agrega experiência quanto à participação no mercado de franquias

    Contras: Ambiente nem um pouco inovador, comparado com as escolas; Não possui expectativa de crescimento para alguns setores; Possui formar arcaicas de trabalho;

    Conselhos para presidência: A empresa trabalha de forma muito quadrada e isso não corresponde ao que nos é passado pela escolas, com sua decoração inovadora e forma de trabalho. Poderiam dar oportunidade aos atuais funcionários, já que a grande quantidade de pessoas que trabalham lá, já se aposentaram e continuam trabalhando.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 anos

    Estou saindo

    Coordenador

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: A empresa em si, o trabalho, os colegas, alunos, professores, a proximidade de minha residência

    Contras: A chefia, o franqueado, a falta de organização da direção, o desrespeito.

    Conselhos para presidência: Mais fiscalização nas unidades franqueadas com relação aos funcionários

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    A Empresa não investe em seus colaboradores e alunos.

    ProfessorEx-funcionário, saiu em 2015

    Americana, SP


    Prós: Apesar de haver poucos cursos oferecidos, eles são de baixo custo quando comparados aos de outras escolas.

    Contras: Nenhum investimento em infraestrutura, cultura e bem estar dos colaboradores e alunos.

    Conselhos para presidência: Eu acredito que deva existir um acompanhamento mais de perto de franquias pequenas.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Uma empresa que é uma escola.

    Especialista AdministrativoEx-funcionário, saiu em 2014

    São Paulo, SP


    Prós: Dar preferência para contratar pessoas sem experiência, pagando muito pouco mas ensinando a forma de trabalho, carteira assinada desde o primeiro dia de serviço, repouso semanal remunerado (1 folga por semana), salário pago no último dia útil do mês, 13º salário, férias, vale-transporte com desconto máximo 6% do salário, FGTS e aviso prévio.

    Contras: Pouca chance de progresso na empresa pois quando se adquire a experiência e se sente que o salário deveria começar a ficar melhor do que o inicial (dois salários mínimos por mes) não há aumento apenas a não ser a correção do dissídio de todo ano. Não trabalha com horas extras.

    Conselhos para presidência: Adotar pensamentos administrativos modernos.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 3 anos

    Tr

    Supervisor AdministrativoEx-funcionário, saiu em 2014

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Para área administrativa, os profissionais não precisam ter experiência.

    Contras: Falta de auditoria por parte da fundação Não tem desenho de cargos Falta de de treinamento Os gestores fogem de qualquer responsabilidade com o cliente

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 3 anos

    Descaso com o que realmente importa, o ensinar; preocupação apenas no financeiro.

    SecretárioEx-funcionário, saiu em 2014

    Balneário Camboriú, SC


    Prós: a única coisa realmente boa na escola, eram os alunos, e a relação que eu tinha com eles.

    Contras: tenho pena das próximas funcionarias que ainda irão passar pela escola. tratamento patrãoxfuncionário, mas parecia regime de escravidão. os proprietários são pessoas preconceituosas, desumanas, nos xingavam de burras, contratavam qualquer pessoa pra dar aulas, enfim, pior empresa que eu ja trabalhei.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 13 dias

    Fisk Centro de Ensino

    Professora

    Ponta Porã, MS


    Prós: Os alunos e livros.

    Contras: Baixo salário, nao pagamento das horas extras.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 2 meses

    Ensino de idiomas a varejo.

    Professora

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Oportunidade para alunos que desejam ser professores, através de projetos de monitoria. Os professores também costumam ganhar um número elevado de turmas, o que, consequentemente, eleva o salário.

    Contras: Materia didático ineficiente, nenhum benefício, poucas chances de crescimento, pouca valorização. Os professores não são motivados a aprimorar seu conhecimento na língua. A única preocupação da diretoria é matricular alunos.

    Conselhos para presidência: Invistam nos professores e sejam mais seletivos na hora da contratação.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 1 ano

    Metodologia Datada

    Professor de Inglês

    Campinas, SP


    Prós: Cultura empresarial muito forte. Metodologia de ensino dos professores faz com que o professor não precise ter experiência para começar - nem em inglês nem em ensino - o que é um ponto positivo para o profissional, mas é um ponto negativo para os alunos.

    Contras: Livros datados que não condizem com a realidade dos alunos, falando de tecnologias e tendências datadas que não prendem a atenção e dificultam o trabalho do profissional docente.

    Conselhos para presidência: Audite mais.

    Recomenda a empresa: Não


Informações da empresa

Fisk Centro de Ensino

Descrição:A Fisk Centro de Ensino é uma rede de escola de idiomas fundada por Richard H. Fisk, um americano que se apaixonou pelo Brasil após uma visita realizada no país em 1950. Ele criou uma metodologia de ensino próprio, baseado nas dificuldades específicas dos brasileiros para aprender inglês.

Site

RH: quer atrair bons talentos?