Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na EY (Ernst & Young)?

Ver todas as avaliações

  • Há aproximadamente 3 anos

    Ótima oportunidade de aprendizado, mas ainda há muito o que melhorar

    Gerente

    São Paulo, SP


    Prós: A empresa faz parte de um network global, possui um nome muito forte no mercado, possibilita exposição a grandes empresas onde os consultores realizam o seu trabalho. A empresa promove treinamentos constantes. O ritmo de trabalho nem de longe é comparável com uma consultoria "de boutique", é bem mais leve. Se você entrar como trainee aos 22, ou 23 anos, é totalmente plausível que aos 26 anos você já seja gerente ganhando um salário razoável.

    Contras: A EY é uma empresa de auditores que resolveu recomeçar a prestar serviços de consultoria. Acontece que o trabalho de auditor não requer criatividade, dinamismo, inovação, multidisciplinaridade entre outras características que formam um bom consultor. Desse modo toda a alta gestão de consultoria da empresa veio migrada da auditoria achando que tocar uma empresa de consultoria é a mesma coisa que de auditoria: pague mal, se as pessoas forem embora, azar, contrate novamente, afinal qualquer um pode fazer esse trabalho. Fora que o sistema de avaliação faz com que muitas pessoas que merecem uma boa avaliação fiquem estagnadas. As promoções ocorrem uma vez por ano, se você vem de mercado, dependendo de quando entra na empresa pode esperar 18 meses até entrar no ciclo, e quando esse dia chega você é premiado com 3% de aumento real (além da inflação) pois você descobre que o seu salário estava inflacionado por você ter vindo do mercado. Assim, a EY conta com uma taxa de turnover horripilante o que torna o trabalho um caos, a gestão do conhecimento fica prejudicada e o clima de insatisfação é generalizado. Quase que diariamente se recebem emails de despedida, parece que todos estão esperando uma oportunidade para sair assim que possível.

    Conselhos para presidência: Se vocês não começarem a tratar o Advisory como Advisory, vocês vão perder mercado! A concorrência está ai, fazendo seu nome no mercado, quando se fala em Advisory não concorremos somente com Deloitte, KPMG e PWC, concorremos com Accenture, BCG, Bain, Stefanini, Totvs entre outros! Valorizem seus talentos, custa caro moldar um consultor, mas se ele for remunerado e reconhecido ele pode ser um diferencial forte, entregando um trabalho de altíssima qualidade em um mercado que paga bem, um ano de salário de Consultor Sr é pago com 5% dos honorários de um projeto bom de 6 meses. Ou vocês podem gastar o mesmo com custas de demissão e contratação e ter boa parte do seu corpo funcional frustrados e contaminados por uma desmotivação endêmica que resulta em trabalho relapso que é rapidamente notado pelo cliente.

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

EY (Ernst & Young)

Descrição:A EY é líder global em auditoria, impostos, transações e consultoria. Seus 167,000 colaboradores são unidos pelos mesmos valores, os quais inspiram seus profissionais em todo o mundo e os orientam a fazer a coisa certa. A EY está empenhada em fazer a sua parte na construção de um mundo melhor trabalhando em prol da sociedade, clientes e comunidades. No Brasil, a EY integrou suas operações com a Terco, resultando na EY Terco. O objetivo da operação é conquistar a liderança no setor. Para isso, as empresas uniram suas melhores características: a forte presença da Terco no segmento de middle market e de incorporações imobiliárias e a experiência global da EY no atendimento a grandes contas e clientes multinacionais.

Site

RH: quer atrair bons talentos?