Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares
Escola Superior De Propaganda E Marketing (ESPM) logo

Escola Superior De Propaganda E Marketing (ESPM)

3.33

Como é trabalhar na Escola Superior De Propaganda E Marketing (ESPM)?

Ver todas as avaliações

  • Há 12 meses

    ESPM, uma empresa vivendo de glórias passadas

    Funcionário

    São Paulo, SP


    Prós: Empresa mantém pagamentos em dia. Instituição reconhecida no mercado de trabalho em sua área. Benefícios acima da média do seguimento educacional, mas, mesmo assim, abaixo da média do mercado.

    Contras: Extremamente burocratizada e verticalizada, escola de comunicação que não se comunica com os seus funcionários, plano de carreira inexistente, falta de transparência em relação à todos os tipos de processos que envolvem procedimentos, mudanças e operações. Ensino defasado, direção alienada do mundo atual, como Associação sem fins lucrativos que remunera exorbitantemente conselheiros e diretores mas que mantêm uma baixa faixa salarial para todos os postos operacionais e de supervisão e coordenação e não investe em infraestrutura tão necessária. Pessoal de Supervisão e coordenação não qualificado para o cargo, escolhidos apenas por critérios políticos e pessoais. Não cumpre acordos sindicais em relação à benefícios, inclusive na concessão de bolsas para funcionários. Funcionários com acúmulo de funções e sem a respectiva remuneração, não cumprimento de contratos de trabalho. Como instituição, vive em função de sua história e, cada vez mais, perde sua relevância dentro do mercado, isso se deve principalmente pela visão míope e mesquinha de conselheiros e presidência, que tratam a empresa como instrumento de agrado a amigos e parentes, transformando-a em um verdadeiro cabide de empregos, negligenciando funcionários de qualidade em nome de interesse e motivações egoísticas. É um absurdo cortar bônus para os funcionários alegando crise financeira e não batimento de metas enquanto a chefia recebe até 2 vezes o valor do salário mensal, isso na mesma época! Qual é a coerência? Se não houve alcance de metas, TODOS, inclusive chefia não deveriam receber nada!

    Conselhos para presidência: Garanta que os funcionários ocupem os cargos por mérito e não por indicação, profissionalize o organograma e elimine postos que existem apenas para agradar interesses pessoais de conselheiros, conselheiros que deveriam servir a associação e não torná-la uma caixa de benesses

    Recomenda a empresa: Não

Informações da empresa

Escola Superior De Propaganda E Marketing (ESPM)

Descrição:Em 1951 nasceu a Escola de Propaganda do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na capital paulista. Foi fundada por um grupo de pioneiros liderados por Rodolfo Lima Martensen, logo apoiado por dois nomes de peso no cenário das artes e do meio empresarial nacional: Pietro Maria Bardi, fundador do Museu de Arte de São Paulo (Masp), e Assis Chateaubriand, magnata do ramo das comunicações. A Escola, que começou com um curso livre, da qual os alunos já saíam empregados, teve sempre fortes vínculos com o mundo empresarial, agências de propaganda, veículos de comunicação e os grandes anunciantes da época. Fiel a suas origens, a ESPM hoje oferece em seus três campi, cursos de graduação em Administração, Design, Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Internacionais. Seus alunos têm índice de empregabilidade acima de 90%, em média, após um ano de formados.

Site

RH: quer atrair bons talentos?