Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Chalfin Goldberg Vainboim & Fichtner Advogados Associados (CGVF)

2.85

Como é trabalhar na Chalfin Goldberg Vainboim & Fichtner Advogados Associados (CGVF)?

33 postagens (13 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

2.85
  • Remuneração e benefícios
    2.62
  • Oportunidade de carreira
    2.62
  • Cultura da empresa
    2.62
  • Qualidade de vida
    2.46

Recomendam a empresa a um amigo


  • Há aproximadamente 1 mês

    Escritório para se trabalhar no máximo seis meses

    Advogado JúniorEx-funcionário, saiu em 2015

    Curitiba, PR


    Prós: Admite advogados sem experiência, o que possibilita o ingresso no mercado de trabalho. Salário um pouco melhor do que outros escritórios que trabalham com contencioso

    Contras: Péssima gestão de pessoas, falta de reconhecimento dos profissionais, ausência de meritocracia, elevado turnover de bons profissionais, carga excessiva de trabalho atingindo o limite humano, o que impossibilita ao advogado dedicar tempo a pós graduação

    Conselhos para presidência: Rever as lideranças tanto no macro como no microgerenciamento

    Recomenda a empresa: Não

  • Há 4 meses

    Lugar ótimo para se perder a saúde mental

    Advogado JúniorEx-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: Boa infra - estrutura, materiais novos, ambiente bonito. Oportunidade de aprendizado, pois se trabalha bastante. Fácil acesso ao escritório, que fica próximo à Paulista

    Contras: Baixo salário, o qual não é condizente com o que é exigido do empregado (pós, cursos, atualizações mensais). Você tem hora para entrar mas não para sair, sem ganhar nada mais por isso. Acúmulo de trabalho, pois faltam advogados. Coordenadores arrogantes e sem o mínimo de humanidade. Me viram trabalhar doente a semana toda, para me demitirem na sexta!

    Conselhos para presidência: Sejam mais humanos.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 1 ano

    Não voltaria a trabalhar nunca nesse escritório

    AdvogadoEx-funcionário, saiu em 2016

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Existe uma estrutura tecnológica boa para se trabalhar, com uma área de TI eficiente na solução de problemas. E a apresentação do escritório também é boa. Até a página 2.

    Contras: O escritório deveria investir mais em seus gestores e coordenadores. Os cargos de gestão e coordenação são ocupados, em sua grande maioria, por pessoas desqualificadas e sem qualquer preparo, principalmente em gestão pessoal. O nível educacional e a postura dos colaboradores, advogados e estagiários também é um ponto bastante negativo. E não há espaço para pensar fora da caixa. A cultura é de chegar, na área de massificado, cedo e sair tarde, com uma grande carga de trabalho administrativo pelo advogado. Sem qualquer reconhecimento.

    Conselhos para presidência: Não deixar que talentos sejam desperdiçados.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 2 anos

    Caos

    Advogado JúniorEx-funcionário, saiu em 2016

    Curitiba, PR


    Prós: O pagamento é realizado regularmente no quinto dia útil. A localização do escritório é ótima. Os colegas de profissão são muito queridos e agradáveis.

    Contras: A coordenadora é absolutamente despreparada tanto tecnicamente como gerencialmente. Há pessoas que tentam a qualquer custo ser coordenadora, mesmo que tenham que pisar nos outros. Não existe meritocracia, apenas indicação. Alguns advogados entram ganhando mais do que outros apenas porque são amigos do chefe. Desorganização de agenda. Os preferidos podem fazer home office, os outros tem que cumprir horário comercial.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 meses

    Excelente escritório para quem precisa de bagagem jurídica.

    AdvogadoEx-funcionário, saiu em 2018

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Trabelhei 4 anos no escritório e posso dizer, cresci muito profissionalmente no escritório. Existem muitos colegas de trabalho disposto a ajudar e a colaborar para seu desenvolvimento. O Grupo com o qual trabalhei era excepcional, o que fazia o ambiente de trabalho perfeito, sem muitas "pecuinhas", mas digo, a minha célula era uma pequena ramificação de um grande escritório, já ouvi muitas reclamações de outros setores que não posso opinar. De toda forma, é uma experiência valiosa, há um núcleo de revisão, onde os profissionais que ali trabalham, lhe fornecem bons feedbacks para seu desenvolvimento pessoal. Além de claro, o escritório possuir um sistema excelente, que ao meu ver é um dos melhores do Brasil, onde praticamente é impossível perder prazo e também facilita sua organização de trabalho. Participação nos lucros a cada 6 meses.

    Contras: É necessário estar constantemente motivado, porque o escritório jamais fará isto por você, pelos menos para os meros mortais, como diria o ditado popular. O escritório possui inúmeros pontos negativos. Pude participar da transição de quando os advogados associados possuíam mais liberdades para trabalhar. Pelo menos para mim, foi o melhor período em que trabalhei no escritório. O fluxo de trabalho era grande, no entanto, o local lhe permitia uma maior flexibilidade de como o advogado cumpria seus prazos determinados. Digo isto porque, atualmente, existe um núcleo chamado "controladoria". Antes dessa transição o adv. podia liberar, por exemplo, uma contestação um dia antes da audiência, ou uma apelação no dia do fatal. Apesar de ser arriscado liberá-los sem uma margem de segurança, ao menos não existia uma flexibilidade, uma vez que o fluxo de trabalho é alto. (Quem já trabalhou em contencioso de massa sabe). Atualmente, a controladoria aponta os prazos que não foram liberados com uma margem de segurança, digo, pelo menos dois antes da audiência e um dia antes do fatal. Se ultrapassar este limite, seus coordenadores saberão, e isto impactará diretamente na PL. deles. Deste modo, não precisa refletir muito nas discórdias havidas entre chefes e funcionários. Outro ponto negativo, são as mentiras faladas pelo alto escalão do escritório, ou quem sabe, falsas promessas? Isto porque, em um período do escritório, houve a promessa de que o salário de todos os advogados seriam compatíveis com o mercado de trabalho. Então, primeiramente, eles aumentaram a contribuição dos advogados juniores e também do advogado pleno 1. Houve uma promessa de que os advogados pleno 2 e 3 também seriam aumentados. Isto ocorreu? NUNCA! Mas nunca mesmo e sequer foi falado isto outra vez, parece que caiu no esquecimento. Para piorar, o advogado pleno 1 ficou com a mesma faixa salarial do pleno 2. Ou seja, se um advogado pleno 1 tivesse acabado de entrar, já ficava com a mesma contribuição do advogado pleno 2. Uma tremenda injustiça e imensa falta de bom senso. O Alto escalão achou isto ruim? Pelo visto não, porque nenhuma mudança foi feita. Quanto à PL. Digo para não criarem expectativas, pois sempre será de baixo valor e nunca chegará ao seu salário. Existem muitas coisas obscuras no que tange ao cálculo da PL e nos bastidores de como isto é feito, mas fato é que os valores são extremamente baixos. Dificuldade para pedida de aumento salarial - Em 04 anos apenas recebi UM ÚNICO AUMENTO. Por isso que eu digo, é necessário estar em constante motivação para não se deixar desanimar. Portanto, hoje existe um grande controle pelo sistema do escritório que dificulta o trabalho do advogado, porque existe uma administração interna que praticamente breca a atuação do advogado. Se o candidato um dia for chamado, notará que estará fazendo mais a parte administrativa do que a parte jurídica. Não sei qual a direção que o estará está caminhando, mas ainda por todos esses pontos abordados, para quem está iniciando a carreira jurídica o escritório Chalfin é uma parada a fim de adquirir conhecimento e noção da prática casuística, para aqueles que já rodaram e tem uma certa bagagem, provavelmente irá se estressar pela forma como o escritório atualmente se encontra consolidado. Espero que tenha ajudado.

    Conselhos para presidência: Retirar mais o excessos existentes na prática do advogado e cumprir com suas promessas, já que a grande maioria delas não passaram de grande falácias.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 3 meses

    Experiência frustrante

    AdvogadoEx-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: O salário é pago na data correta. A localização é ímpar, próximo a Avenida Paulista com acesso ao metrô, ônibus, bancos e etc. O local possui computadores novos e um help desk bem funcional e rápido.

    Contras: Muitos. O trabalho consiste em lidar com processos em massa (contencioso massificado) sem nenhuma possibilidade de aprendizagem do conteúdo e prática do direito. Simplório ou simplista, tanto faz. Reduz sua experiência a zero, porque é um "copia e cola" moderninho e você não aprende absolutamente nada. Não há chance para redação das petições, é tudo pré-formatado e informatizado. O volume de trabalho é surreal, o escritório tem uma carteira de processos maior do que pode suportar. Os sócios são inacessíveis, não atendem os advogados. É mais como um tipo de serviço administrativo para os bancos e a seguradora (clientes), não é advocacia. Quem já passou por este tipo de escritório sabe do que se trata, uma experiência realmente frustrante.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 1 ano

    Ex-funcionário, saiu em 2015


    Prós: Horario flexivel, localizacao acessivilidade dos superiores, refeitorio no local, metro no arredor estrutura e sistema operacional facilitam trabalho

    Contras: Excesso de trabalho, remuneracao baixa, beneficios divididos com trabalhador, demora nas respostas as solicitacoes do trabalhador quanto aos beneficios

    Conselhos para presidência: Registre seus advogados

  • Há quase 2 anos

    Escritório em expansão, mas que precisa investir mais em pessoal

    Advogado PlenoEx-funcionário, saiu em 2015

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Bom ambiente de trabalho, colaboradores solícitos com os colegas. Plano de saúde opcional bom. Excelente localização central. Pagamento em dia. Esporadicamente há bolsas parciais de estudos.

    Contras: O regime de associação é o maior entrave (como nos escritórios de advocacia em geral). Os advogados não possuem a autonomia necessárias para serem considerados associados. VR e VT foram cortados sob a justificativa que seriam incorporados ao salário, mas ainda assim o salário está defasado em comparação aos escritórios de médio e grande porte.

    Conselhos para presidência: Analisar os termos do regime de contratação e rever a política de concessão de benefícios e parcerias do escritório para seus colaboradores.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 2 anos

    Razoável

    Advogado JúniorEx-funcionário, saiu em 2015

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Infraestrutura e pontualidade no pagamento dos salários dos funcionários são as características positivas de se trabalhar no escritório em comento,

    Contras: Competitividade e falsidade se fizeram presentes no ambiente em que vivi. Os advogados querem a qualquer custo virar sócios. Não há respeito com a jornada de trabalho. Não há hora para sair.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 anos

    Remuneração muito abaixo do mercado

    EstagiárioEx-funcionário, saiu em 2013

    São Paulo, SP


    Prós: Boa localidade de fácil acesso a metro e ônibus. Possui bom reconhecimento na área de seguros. Oportunidade para início de carreira e experiência.

    Contras: Remuneração muito abaixo do mercado, grande quantidade de trabalho, ambiente pouco amigável e muito estressante. Pouco investimento motivacional nos advogados e estagiários.

    Conselhos para presidência: Respeitar mais os horários e a qualidade de vida dos colaboradores.

    Recomenda a empresa: Não


Informações da empresa

Chalfin Goldberg Vainboim & Fichtner Advogados Associados (CGVF)

RH: quer atrair bons talentos?