Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Casa & Vídeo?

Ver todas as avaliações

  • Há quase 3 anos

    Meu primeiro emprego, experiência e aprendizado para toda a vida.

    Promotor de TelefoniaEx-funcionário, saiu em 2014

    Petrópolis, RJ


    Prós: Companheirismo, parceria gerência<=>funcionários, reconhecimento, premiações.

    Contras: Trabalhar domingos e feriados, poucos funcionários em lojas grandes gerando sobrecarga e desvio de função, banco de horas.

    Conselhos para presidência: Trabalhei por 3 anos e 7 meses na Casa & Vídeo. Comecei como operadora de loja, alternando entre o caixa e o salão. Eu era responsável pela arrumação das sessões de brinquedo, saúde e esporte e lazer. Eu tinha 19 anos na época e gostei muito porque tinha oportunidade de conversar com diferentes tipos de pessoas, e por gostar de conversar, tive a facilidade na venda das Garantias Estendidas. Logo mudei o horário de trabalho, passando para o turno da manhã, tendo assim mais tempo de operação no caixa podendo, então, vender mais GE's. Nesse período , a premiação era em cartão presente, e eu ganhava vários, o que me motivava a vender cada vez mais! Mais ou menos um ano e meio como associada fui promovida para promotora de telefonia celular. Logo começamos a vender muito a Max Proteção. Lembro-me que era uma festa quando conseguíamos fazer 10 por dia, mas logo achávamos pouco e as metas foram aumentando e as vendas também, quando nos vimos nossa taxa de conversão só ficava acima dos 25%. Não havia um mês que não recebia a premiação máxima pela conversão. O que achei muito interessante de trabalhar na Casa & Video, foi a parceria entre os membros gerenciais e os funcionários. Tinha liberdade para conversar sobre o que me incomodava, podia dar opiniões sobre o que poderia melhorar no meu setor, trocar ideias sobre como podíamos melhorar as vendas, o atendimento ao cliente, a preocupação com o bem estar dos funcionários. Uma frase que o Gerente sempre nos dizia e que vou levar pra sempre na minha vida: "Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos". Acho que era por trabalhar em cima desse lema, que a Loja estava sempre entre as primeiras da Área e as vezes até de toda a empresa(não sei se ainda é, mas na minha época era quase todos os meses). O que eu achava muito legal também, eram as reuniões diárias com cada turno antes da jornada de trabalho, porque ficávamos ligados no que precisava de mais atenção, o que poderia ser melhorado, o que deu certo e o que não deu, os resultados. A comodidade também era bem legal, eu tinha armário com chave, a loja tinha refeitório e dispunha de geladeira e microondas. Acho que tenho mais pontos positivos do que negativos no trabalhar na C&V. O chato era mesmo o fato de trabalhar domingos e feriados, por mais que tenha as folgas equivalentes, não é a mesma coisa. Mas essa é atual realidade do comércio, outras lojas também funcionam desta maneira, não é uma fato exclusivo da C&V. Outro ponto que passou a incomodar, eram as constantes mudanças do quadro de funcionários da loja. A loja em Petrópolis é grande, com 2 andares de loja e mais um inteiro de estoque. Por fim estávamos trabalhando com menos de 20 operadores de loja divididos em 4 turnos, o que gerava sobrecarga e desvio de função. Eu sabia que existia um padrão e que éramos Loja A e depois caímos pra B, e houve a necessidade da redução de quadro. Mas acho que isso deveria ser melhor analisado, pois o volume de vendas não mudou o tamanho da loja e nem a quantidade de serviço que tinha de ser realizado. Então havia operadores de caixa fazendo serviço de assistente de balção, sub gerentes trabalhando demais para ajudar os operadores de loja e fazendo trabalho de fiscal de caixa, promotores de telefonia puxando fila nos caixa e também fazendo expedição de produtos no balcão e trocas, meninos da carga ficando muitos cansados. Ou seja, todo mundo fazia tudo. E isso gerava muito estresse nos funcionários e muitos deles se viam desmotivados, sem vontade de trabalhar, além de gerar conflitos. Também não fiquei muito satisfeita com a mudança do recebimento das horas extras em banco de horas, eu preferia o dinheirinho a mais no contracheque. Fora esses detalhes, só tenho a agradecer a Casa & Vídeo. Ali eu aprendi como ser profissional, a ter responsabilidades, comprometimento, companheirismo, atingir resultados. Uma ótima empresa, um lugar cheio de oportunidades para crescimento profissional. Foi um degrau na minha vida, só não busquei um crescimento maior dentro da empresa porque minha formação acadêmica é outra. Mas ali eu consegui começar minha faculdade Pedagogia, hoje já trabalho na minha área como Recreadora numa escola de educação infantil. Creio que cheguei até aqui por conta de tudo que aprendi na C&V e pretendo crescer mais na minha carreira levando como base os princípios profissionais que adotei lá. Agradeço a toda equipe gerencial pela oportunidade de trabalhar e aprender com eles!

    Recomenda a empresa: Sim

Informações da empresa

Casa & Vídeo

Descrição:Fundada em 2009, no Rio de Janeiro, a Casa & Vídeo é uma empresa que comercializa produtos como utilidades domésticas, ferramentas, climatização e eletroportávteis. É líder de vendas no varejo no estado do Rio de Janeiro. Possui 79 lojas em 28 cidades, além de opções de venda direta por telefone e internet. Também tem uma central de distribuição que abastece todos os canais de venda da empresa.

Site

RH: quer atrair bons talentos?