Olá! Love Mondays irá virar Glassdoor em 26 de junho. Saiba mais
  • Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas
Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Bosch?

Ver todas as avaliações

  • Há 3 meses

    Vale a pena se você estiver disposto a aguentar por anos acumulo de funções e baixa remuneração

    Assistente de Recebimento FiscalEx-funcionário, saiu em 2018

    Joinville, SC


    Prós: O ambiente de trabalho é agradável, confortável, conta com bons equipamentos e os melhores sistemas do mercado. Alta flexibilidade nos horários e nos costumes. Benefícios são satisfatórios, em especial o valor do VR que é mais que suficiente para se alimentar bem diariamente. Treinamentos, palestras e Workshops acontecem com frequência boa para o desenvolvimento do funcionário. Boa cultura de respeito, confiança e autonomia ao colaborador. Boas oportunidades de carreira em um longo, bem longo, prazo.

    Contras: Todos entram na Bosch com altas expectativas por se tratar de um grupo tradicional de industrias multinacionais bilionárias. Essas expectativas são, exageradamente, aproveitadas pela empresa para sobrecarregar o colaborador de trabalho, pagar salários abaixo do mercado e manter o colaborador em uma lenta, aproveitadora, desonesta e injusta progressão de carreira. É pratica comum na empresa assistentes fazerem trabalho de analista e receberem pouco mais do que um estagiário, o acumulo de funções é, muitas vezes, desumano e chega a beirar a criminalidade. Semanalmente e até diariamente, funcionários precisam ficar depois do horário de expediente para concluírem a carga de trabalho que é hiperdimensionada para a equipe que, injustamente, trabalha muito além do que deveria e ainda assim é criticada por, supostamente, não colaborar o suficiente com a empresa. A empresa prefere economizar algumas dezenas de reais ao invés de manter excelentes funcionários, com anos de empresa, dedicação e experiência. Ser um excelente funcionário também não é o suficiente para ter crescimento dentro da empresa, você precisar ser puxa saco dos gestores, ou então ser amigo deles, falo isso como alguém que fazia parte da panelinha dos "queridinhos" do gestor. Por ser amigo do gestor eu era protegido de criticas e cobranças, enquanto funcionários melhores e mais dedicados que eu, mas que não faziam parte da panelinha, eram, injustamente, cobrados e criticados. Mas se apesar de tudo isso você ainda estiver disposto a trabalhar na empresa, no longo prazo vale a pena. Depois de uns 4, 5 anos você consegue um cargo de analista e aí as coisas começam a melhorar, remuneração melhor, benefícios melhores, carga de trabalho compatível com a função. Uma excelente oportunidade de carreira, podendo ir até para fora do país trabalhar.

    Conselhos para presidência: Não limitar tanto o orçamento ao ponto de colocar os setores sob pressão desumana, incompatível e intangível . Valorizar melhor financeiramente os bons funcionários e ser mais severo com os funcionários displicentes que servem de mal exemplo ao resto

    Recomenda a empresa: Sim

Informações da empresa

Bosch

Descrição:A história de sucesso da Bosch no Brasil iniciou-se em 1954 na cidade de São Paulo. Atualmente o Grupo Bosch emprega no país cerca de 8.900 colaboradores e registrou, em 2015, um faturamento líquido de R$ 4.7 bilhões com a oferta de produtos e serviços automotivos para montadoras e para o mercado de reposição, bem como ferramentas elétricas, sistemas de segurança, termotecnologia, máquinas de embalagem e tecnologias industriais. As operações do grupo na América Latina empregam cerca de 10.300 colaboradores que contribuíram para gerar um faturamento de R$ 6 bilhões, incluindo as exportações e vendas das empresas coligadas.

O Grupo Bosch é um líder mundial no fornecimento de tecnologia e serviços. A empresa emprega mais de 375.000 colaboradores em todo o mundo (posição de 31.12.2015). A empresa gerou vendas de 70 bilhões de Euros em 2015. As operações do Grupo estão divididas em quatro setores de negócio: Soluções para Mobilidade, Tecnologia Industrial, Bens de Consumo e Energia e Tecnologia Predial. O Grupo Bosch é composto pela Robert Bosch GmbH e cerca de 440 subsidiárias e empresas regionais presentes em aproximadamente 60 países. Incluindo os representantes de vendas e serviços, a Bosch está presente em cerca de 150 países. A base para o crescimento futuro da organização é sua força inovadora. A Bosch emprega 55.800 colaboradores na área de pesquisa e desenvolvimento em 118 localidades em todo o mundo. O objetivo estratégico do Grupo Bosch é entregar inovações para uma vida conectada. A Bosch melhora a qualidade de vida em todo o mundo com produtos e serviços inovadores e concebidos para fascinar. Assim a empresa cria "Tecnologia para a Vida".

Site