Olá! Love Mondays irá virar Glassdoor em 26 de junho. Saiba mais
  • Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas
Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na BMA – Barbosa, Müssnich, Aragão?

61 postagens (13 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

3.38
  • Remuneração e benefícios
    4.00
  • Oportunidade de carreira
    3.31
  • Cultura da empresa
    3.00
  • Qualidade de vida
    2.46

Recomendam a empresa a um amigo


  • Há mais de 4 anos

    Foi bom mas não voltaria!

    Ex-funcionário, saiu em 2015


    Prós: Bom ambiente de trabalho, profissionais altamente qualificados.

    Contras: Pouca oportunidade de crescimento. Trabalho excessivo com pouquíssima qualidade de vida.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 4 anos

    Estressante

    Advogado JúniorEx-funcionário, saiu em 2014

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Bônus bem acima dos outros escritórios.

    Contras: Ritmo estressante e ambiente de trabalho massacrante.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 4 anos

    Muito trabalho e muito aprendizado mas um bom salário.

    Procurador

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Salário acima da média. O office tem uma localização ótima.

    Contras: A empresa exige bastante dos seus funcionários.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há 22 dias

    mediano

    Advogado JúniorEx-funcionário, saiu em 2014

    São Paulo, SP


    Prós: Alguns sócios são brilhantes, mas não todos. Além disso, muita gente encostada fugindo de trabalho para não ser importunada...........................

    Contras: Paga muito mal, abaixo do mercado, sem oportunidade de crescimento.................................................................................

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 meses

    Tenha cautela

    Advogado Sênior

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: Remuneração variável para profissionais mais seniores proporciona possibilidade de tornar o salário substancialmente maior, cultura de meritocracia, ambiente de trabalho com profissionais jovens e busca da inovação.

    Contras: A depender da área, o escritório pode se apresentar de maneira completamente diferente. Peca na formação de novos talentos, incapacidade de retenção de profissionais qualificados, o que acaba gerando contratações laterais e perda da cultura do escritório. Embora propague a diversidade e a proteção dos direitos das mulheres, não se vê advogados negros e algumas áreas nunca tiveram sócias mulheres, em mais de 20 anos de escritório.

    Conselhos para presidência: Valorizar os profissionais e adotar atitudes que reflitam na prática aquilo que o escritório deseja propagar como valores.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 1 ano

    Precisa renovar e inovar

    Ex-funcionário, saiu em 2017

    Rio de Janeiro, RJ


    Prós: A PLR é muito boa. A localização é boa. Se não tem ambição de evoluir é um local onde você vai ficando por anos e o pagamento bate certo na conta todo mês. Liberdade de implementar novas tecnologias. Horário flexível. A empresa em sí é boa.

    Contras: A PLR é um benefício mas não tem data definida. Plano de saúde ruim com coparticipação e vale refeição que muitos restaurantes não aceitam. Muito difícil ser promovido. Muitas horas extras. Gerentes cometem erros mas não há avaliação 360 e alguns erros ficam por isso mesmo. Não importa a qualificação que você tem , sua opinião será sempre fraca se você não fizer a social com o gerente. Seu cargo também não vai mudar "só" pelos diplomas,treinamentos,resultados e certificações. Falta de padronização no trabalho. Gerência de tecnologia desatualizada e "militar" que vai contra o perfil da empresa.

    Conselhos para presidência: Reavaliar os salários, as tecnologias,processos e padrões, valorizar as opiniões dos funcionários e principalmente ouvir as opiniões dos subordinados quanto aos gerentes. A área de tecnologia tem sérios problemas a serem corrigidos. Valorizem e ouçam os profissionais comprovadamente qualificados.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Não vale a pena.

    Ex-funcionário, saiu em 2016

    São Paulo, SP


    Prós: - O escritório é bem estruturada e possui todo o tipo de apoio que um profissional precisa para desenvolver suas atividades; - Um dos nomes mais conhecidos do segmento; - Possui profissionais renomados e ótimos professores.

    Contras: - Remuneração abaixo do mercado; - Trabalha-se por muitas horas, mais do que é considerado normal; - Para a alta diretoria e sócios, você é apenas um número; - Plano de carreira e de remuneração é "para inglês ver".

    Recomenda a empresa: Não

  • Há quase 3 anos

    Só aprendizado não basta

    AdvogadoEx-funcionário, saiu em 2015

    São Paulo, SP


    Prós: Carteira de clientes de qualidade e possibilidade de trabalhar em operações de alta relevância e complexidade. A depender da área, possibilidade de trabalhar com profissionais muito gabaritados.

    Contras: Total descolamento entre os interesses dos sócios e a evolução dos advogados juniores. Cultura administrativa burocrática e ineficiente. Metas muito agressivas.

    Conselhos para presidência: Olhem para a base da cadeia alimentar.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 3 anos

    Tem tudo para ser um bom lugar para trabalhar... mas não é.

    Advogado Júnior

    São Paulo, SP


    Prós: O escritório possui clientes de grande porte, e é responsável por processos e operações societárias de altíssima relevância. Os profissionais possuem alta qualificação técnica em todos os níveis. O escritório proporciona, ainda, boa estrutura de trabalho comparado a seus concorrentes.

    Contras: O escritório, cada dia mais, se burocratiza com o pretexto de profissionalização. Procedimentos administrativos são altamente burocratizados e engessados, o que faz com que se necessite fazer pedidos e possuir justificativas até para o fornecimento de clipes de papel. O escritório, ainda, transfere o risco do negócio a seus associados. Efetua descontos de despesas, utiliza o não pagamento de honorários por parte dos clientes como fundamento para não promover advogados com anos de casa, embora exija dedicação total. Recentemente, o escritório criou um programa de fornecimento de cursos e aulas. Estes são obrigatórios, mas ocorrem no meio do dia, quando os advogados possuem compromissos com clientes e audiências, e também são utilizados como requisito para a promoção. O não comparecimento aos cursos implica desconto na remuneração, mas os cursos não conferem certificado que possibilite atestar sua conclusão perante terceiros.

    Conselhos para presidência: Revejam suas políticas de avaliação e promoção, bem como da remuneração, que é defasada em relação ao mercado. Continuem a tentar manter o profissionalismo e crescimento, mas sem engessar e burocratizar procedimentos, e retirem o risco do negócio dos advogados associados.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 4 anos

    Antes sim, agora não.

    AdvogadoEx-funcionário, saiu em 2014

    São Paulo, SP


    Prós: Profissionais ótimos tecnicamente.

    Contras: Não é segredo que se trabalha muito no BM&A, por isso não listarei o ritmo de trabalho como um ponto negativo. Apesar de se trabalhar muito, o clima no escritório era ótimo. Repito: "era", no passado. Recentemente, mudanças institucionais tornaram alguns defeitos muito evidentes: a gestão de pessoas é péssima, a progressão profissional tornou-se cada vez mais difícil, a cobrança de honorários de clientes deixa muito a desejar e, assim, advogados excelentes (de todos os níveis) saíram do escritório. Recomendei muito o escritório no passado, mas não recomento atualmente.

    Recomenda a empresa: Não


Informações da empresa

BMA – Barbosa, Müssnich, Aragão

Descrição:Entre a década de 90 e os anos 2000, o país vivenciou mudanças estruturais. Empresas nacionais e multinacionais ingressaram em mercados até então exclusivos do Estado — como os de energia e telecomunicações — e atraíram investidores locais e estrangeiros em busca de bons negócios. Assim cresceu o BMA, motivado pela missão de encontrar soluções inovadoras, legalmente viáveis e sustentáveis em um ambiente vigoroso de desenvolvimento, de criação de marcos regulatórios e modelos empresariais nos mais variados setores. Um escritório de advocacia com vocação para o pioneirismo, para os grandes projetos e para os problemas mais complexos, que requerem as soluções mais sofisticadas. O advogado dos advogados.

Ativo participante das privatizações na década de 90 e já detentor de sólida reputação e de diversos reconhecimentos nacionais e internacionais, o BMA tornou-se um dos líderes na prestação de serviços jurídicos para o mercado de capitais em meados dos anos 2000, quando floresceram as ofertas de ações.

Presente em parte substancial das operações de fusões e aquisições realizadas nas últimas duas décadas, o escritório participou da criação de grupos empresariais com atuação global e líderes em seus segmentos, nas áreas de varejo, alimentos e bebidas, logística e transportes, telecomunicações, petroquímica, siderurgia e metalurgia, bancária e financeira, imobiliária e construção civil, tecnologia e educação.

No campo da Infraestrutura, o escritório acumulou sofisticado know-how nos mais variados tipos de projetos, notadamente, nas áreas portuária, rodoviária, ferroviária, petróleo e gás, energia e telecomunicações. Participou ainda de todo o processo da Copa do Mundo da FIFA de 2014, tendo negociado com a FIFA os contratos que deram ao Brasil o direito de sediar o evento e assessorado intensamente o comitê organizador local.

Com profissionais experientes, destacadamente qualificados e conhecedores dos setores público e privado, o BMA busca o conhecimento profundo das questões de seus clientes. Trabalha sempre orientado a soluções criativas e eficazes a partir de uma visão multidisciplinar, obtida por meio da integração de suas equipes.

Site