Love Mondays


Ver avaliações para empresas similares

Como é trabalhar na Banrisul?

140 postagens (43 avaliações nos últimos 12 meses)


Satisfação geral dos funcionários

3.88
  • Remuneração e benefícios
    3.71
  • Oportunidade de carreira
    2.55
  • Cultura da empresa
    3.02
  • Qualidade de vida
    3.60

Recomendam a empresa a um amigo



  • Há aproximadamente 3 anos

    Excelente custo x benefício

    Analista de Sistemas

    Porto Alegre, RS


    Prós: Inúmeras vantagens (Auxilio refeição, alimentação, transporte, plano de saúde, odontológico, auxilio creche, entre outros). Desenvolvimento profissional (bolsas de idiomas, graduação, pós-graduação). Horário adaptável conforme necessidade. Bom relacionamento com colegas. Bom salário comparado ao mercado. Sindicato bastante operante. Estabilidade.

    Contras: Falta de um bom plano de carreira é um dos principais pontos negativos na empresa. Falta de uma visão de futuro dentro da empresa. Fortes relações políticas incrustada nos fatores de promoções. Falta de avaliação real do desempenho dos funcionários, fortes raízes de métodos de funcionalismo público. Falta de meritocracia. Superintendentes, Gerentes e coordenadores totalmente despreparados.

    Conselhos para presidência: Criar o mais breve possível um plano de carreiro digno. Eliminar os aspectos políticos para remuneração de cargos como criação de novas unidades de gestão para novos cargos de coordenadoria e gerencia. Eliminar totalmente as chefias despreparadas para executar a função de gestão.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há mais de 2 anos

    Empresa boa para ingressar no mercado

    Escriturário

    Porto Alegre, RS


    Prós: A faixa salarial e benefícios em relação à outras empresas são bons. Os colegas são um ponto forte, muito difícil não fazer amigos. A variedade de funções e a velocidade para crescimento para cargos de agência são ótimos.

    Contras: A falta de um Plano de Carreiras definitivo atrapalha muito a permanência na empresa. Isso acabou criando um vácuo de colaboradores que sobrecarrega a rede inteira e atrapalha a agilidade no mercado. Fora do RS, as assistências médica e odonto são nulas.

    Conselhos para presidência: Lembrar a campanha de 2013: "O que move o Banrisul são os funcionários e clientes.". E aplicá-la.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 3 anos

    Burocracia, politicagem, cultura ultrapassada

    Escriturário


    Prós: Financeiro: salário inicial muito interessante para jovens ingressando no mercado de trabalho (cerca de R$ 2000 mensais). Pagamento sempre em dia. Participação nos lucros e resultados (PLR). Vale-alimentação muitíssimo acima da média do mercado (mais de R$ 1000 por mês). Funcionários têm isenção de tarifas bancárias, isenção de anuidade de cartão de crédito, e têm direito a taxas menores de empréstimo, consórcio e outros produtos do banco. Funcionários podem solicitar vale-transporte, auxílio-creche, entre outros. Auxílio-moradia para gerentes.
    Carreira: muitas oportunidades de crescimento surgindo; a cada dois ou três meses há concurso interno para preencher vagas de gerência.
    Estabilidade: ninguém é demitido, mesmo que seja desinteressado e não venda os produtos bancários.
    Direção-Geral: uma oportunidade de ouro. Cerca de um terço dos funcionários do banco trabalha na DG, a maioria desses é comissionado e ganha mais. Na DG, alguns poucos trabalham muito, a maioria fica de pernas pro ar o dia todo. Se quiser receber trabalhando pouco, tente uma transferência ou participe das seleções internas e agarre a oportunidade!

    Contras: Financeiro: se o funcionário não progredir de cargo (o que acontece com grande parte dos funcionários) o salário não aumenta muito durante a carreira. Isso significa que o funcionário que está se aposentando depois de 30 anos de trabalho ganha pouca coisa a mais do que aquele que entrou agora.
    Politicagem: para as gerências iniciais a seleção é por concurso interno. A partir daí as chances diminuem sem um bom "padrinho".
    A direção do banco é nomeada pelo governador do Rio Grande do Sul. Isso quer dizer que se o estado troca de governo e seu novo superior não vai com a sua cara seu cargo corre perigo. Além disso, o principal critério de nomeação dos diretores parece ser a afinidade partidária com o governador, nem sempre aliada à capacidade de gestão. Daí resultam práticas pouco eficientes de gestão, atraso em relação ao mercado, inchaço de cargos comissionados, superiores incompetentes, burocracia, muita centralização e pouca eficiência.
    Cultura: com muitos funcionários novos entrando e veteranos se aposentando a força de trabalho está se renovando. No entanto, a maioria dos funcionários ainda tem 20, 30 anos de casa. Somando-se o grande tempo-médio à política de estabilidade, o resultado é uma massa de funcionários antigos, desmotivados, com cultura ultrapassada (embora existam honrosas exceções, diga-se de passagem). Muitos dos novos funcionários são concurseiros que pedem demissão assim que conseguem aprovação num concurso melhor.
    Comunicação: a comunicação tem muitos problemas. O funcionário da rede de agências que tiver alguma dificuldade nem sempre é auxiliado com cordialidade pela DG. É pouco claro que unidade é responsável pelo quê. As solicitações muitas vezes não são atendidas, é comum perderem-se entre e-mails jogados de um setor para outro. O atendimento não é avaliado pelo usuário. Não há compromisso com qualidade e eficiência, nem estímulo para se tenha. As unidades da DG não têm metas claras (embora um pequeno avanço nesse sentido esteja se iniciando).
    Avaliação: as promoções de nível (sem mudança de cargo) decorrem de avaliação periódica, feita pelo funcionário e aprovada por seu superior. A avaliação é uma farsa. 99% dos funcionários avaliam-se com nota máxima em todos os critérios, e para não se aborrecer com ninguém os superiores apenas confirmam.
    Qualidade de vida: para manterem benefícios como o auxílio-moradia ou serem promovidos os gerentes precisam mudar-se de cidade de pouco em pouco tempo. É difícil criar raízes, ter casa própria, ficar próximo da família e dos amigos. Para o cônjuge é quase impossível ter uma carreira devido às mudanças constantes. Os filhos precisam mudar de escola a cada pouco.
    Plano de carreira: em discussão há anos. Prazos sempre são estourados e nada sai do papel.
    Sindicato: truculento, autoritário, não aceita opiniões contrárias. Partidários do governo, nem sempre tem as mesmas prioridades dos funcionários. Sai gestão, entra gestão, quase sempre é a mesma panelinha, com o ranço ideológico que deveria ter caído junto com o muro de Berlim. Organiza greve todo ano, desrespeita funcionários que são contrários à greve e a população que necessita dos serviços bancários. Só se ouve falar de sindicato em época de greve e em época de eleição sindical.

    Conselhos para presidência: Fiz muitas sugestões de melhorias, tanto no período que trabalhei em agência quanto no período de DG. Nenhuma foi respondida, quanto menos implementada. Mas vamos às sugestões:
    Diminuir o número de unidades;
    Eliminar gerências-executivas desnecessárias;
    Terceirizar atividades-meio;
    Diminuir número de comissionamentos;
    Implementar de uma vez por todas o plano de carreira;
    Melhorar o atual sistema de avaliação;
    Implementar um sistema de avaliação da DG pela rede de agências - a prioridade de todas as unidades deve ser atender as demandas da linha de frente;
    Vincular a remuneração variável dos funcionários da DG à qualidade dos serviços prestados;
    Reavaliar a política de contenção de despesas e eliminar a discrepância entre rede de agências e DG - as agências estão sufocadas com tanto corte de gastos e na DG o desperdício come solto;
    Propor novamente convenção coletiva de implantação do banco de horas, explicando os benefícios aos funcionários, e não ao sindicato. Se necessário fazer uma votação pela intranet para que seja ouvida a opinião de todos, não a do sindicato;

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 3 anos

    Estudei muito para contribuir com pouco, pois a empresa não quis mudanças

    Analista

    Porto Alegre, RS


    Prós: Estabilidade, pagamento rigorosamente em dia, plano de saúde de ótimo padrão, tíquetes de valor acima do mercado.

    Contras: Cultura retrógrada, sem formação de gestores, treinamento com foco operativo, grande influência do sindicato e partidos políticos, rh inoperante.

    Conselhos para presidência: Investir em formação de gestores, criar quadro de carreira e praticar meritocracia com critérios transparentes e igualitários.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 3 anos

    Cultura ultrapassada, Banco ineficiente

    Escriturário

    Porto Alegre, RS


    Prós: Estabilidade (a pessoa pode ter qualquer perfil que o banco nunca demitirá ela); auxílio alimentação.

    Contras: Cultura ultrapassada; muita gente das antigas nos cargos de chefia e administração; gerentes sem qualificação alguma; burocracia exagerada; salário mais baixo entre os bancos públicos; processos seletivos internos sem transparência, o que dá margem para suspeitas de politicagem e indicações.

    Conselhos para presidência: Tornar os processos mais eficientes; estimular a qualificação dos funcionários; criar de alguma maneira uma descentralização dentro das agências; gerentes das agências DEVEM possuir qualificação.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há aproximadamente 2 anos

    É uma boa empresa para quem deseja estabilidade e um salário digno.

    Gerente Geral

    Porto Alegre, RS


    Prós: Estabilidade devido ser um banco público. Os gerentes gerais possuem auxílio aluguel, em Porto Alegre é R$ 3.000,00.

    Contras: O sistema do banco é ruim, temos muito retrabalho e burocracias inúteis. O banco está um passo atrás de seus concorrentes, o que gera frustração por parte dos funcionários que desejam realizar um bom trabalho. O salário dos gerentes é inferior ao dos bancos concorrentes.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há aproximadamente 4 anos

    decepção

    EscriturárioEx-funcionário, saiu em

    Cruz Alta, RS


    Prós: De um modo geral, o relacionamento entre colegas é bom, a maioria pertence a um mesmo nível socioeconômico e isso ajuda no entrosamento.Também não há exigências quanto ao modo de se vestir, se vc é uma pessoa que se veste de maneira simples, pode continuar sendo assim quando começa a trabalhar lá. Isso eu reconheço que no Banrisul é muito bom.

    Contras: Saí do Banrisul realmente decepcionado com o rumo que o banco está tomando. Muita cobrança em relação às metas, superiores que agem de maneira despreparada e equivocada, produtos (seguros, principalmente) muito ruins que precisam ser "empurrados" nos clientes e nenhum investimento no preparo de seus funcionários. As pessoas percebem isso, e garanto... tem muito cliente bom deixando o Banrisul.

    Conselhos para presidência: Ofereçam produtos realmente bons. Não aceitem que pessoas sem ética sejam supervisores e gerentes. Foco no atendimento VERDADEIRO.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 2 anos

    Empresa madura passando por reestruturação e buscando crescimento a nível nacional.

    Escriturário

    Porto, PI


    Prós: Salário pontualmente em dia. Bom ambiente de trabalho, empresa com muita projeção no mercado

    Contras: Sendo uma empresa que tem muitos anos de atuação no mercado acredito que deveria ter um plano de carreira definido.

    Recomenda a empresa: Sim

  • Há quase 3 anos

    Ambiente agradável mas salário incompatível.

    Analista Júnior

    Porto Alegre, RS


    Prós: A ambiente que trabalho é muito agradável, não há competição entre os colegas e existe uma parceria entre os colegas que acredito que não exista em outro setor na empresa.

    Contras: As promoções não dependem da sua capacidade intelectual e do seu esforço e dedicação. Muitas pessoas sem capacidade ganham o mesmo salário que vc. O RH não consegue segurar os talentos no banco, pois não tem autonomia para dar aumentos.

    Recomenda a empresa: Não

  • Há mais de 3 anos

    Recomendo com ressalvas.

    Escriturário

    Porto Alegre, RS


    Prós: A empresa é ótima para quem têm persistência e quer crescer como profissional da área.
    O banco é uma instituição responsável na pontualidade do pagamento dos benefícios devidos de todos os funcionários.

    Contras: O pior ponto que vejo no Banrisul é por ser uma instituição celetista ela não passa os benefícios que os funcionários têm na ativa para os inativos.

    Conselhos para presidência: Um grande conselho que tenho para o Banrisul é que crie um canal de comunicação mais direto e ativo com seus funcionários e que divulgue com amplitude esse canal.
    Tive várias situações em que precisei de apoio de alguém superior à gerência da agência e não soube a quem recorrer.
    A situação mais complicada me levou a uma atitude radicar que não gostaria de ter tomado; foi uma situação em que solicitei ao gerente que me tirasse alguma das minhas funções porque eu estava sobrecarregado, ele me negou, dizendo que precisava do meu apoio naquele momento.

    Recomenda a empresa: Sim


Informações da empresa

Banrisul

Descrição:Como banco múltiplo, o Grupo Banrisul oferece ampla variedade de produtos e serviços financeiros, incluindo cartões de crédito, seguros, previdência privada, grupos de consórcios e administração de recursos de terceiros. Suas operações de crédito abrangem os segmentos de pessoas físicas e jurídicas, bem como financiamento imobiliário e rural. Mais do que investir em inovação e qualidade de relacionamento com seus diversos públicos, contribuir para a construção de um mundo melhor. Esse é o desafio que o Banrisul se coloca a cada dia, e para o qual direciona sua evolução, enquanto Instituição, galgada paulatinamente nesses 83 anos de atuação. Valorizar as pessoas não é somente uma questão de eficiência, mas, sobretudo, de responsabilidade social.

Site

RH: quer atrair bons talentos?