Olá! Love Mondays irá virar Glassdoor em 26 de junho. Saiba mais
  • Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Salários de Estagiário Superior

Empresa Salário Localização
Cervejaria Ambev - Estagiário Superior R$ 1.615 Brasil
Vale - Estagiário Superior R$ 1.296 Brasil
Itaú Unibanco (Itaú BBA e Rede) - Estagiário Superior R$ 2.261 Brasil
Bayer - Estagiário Superior R$ 1.664 Brasil
Enel - Estagiário Superior R$ 1.201 Brasil
Gerdau - Estagiário Superior R$ 1.296 Brasil
BASF - Estagiário Superior R$ 2.101 Brasil
Whirlpool - Estagiário Superior R$ 1.486 Brasil
Embraer - Estagiário Superior R$ 1.584 Brasil
Braskem - Estagiário Superior R$ 1.716 Brasil
Último salário postado - 24/06/2019
Ver salários publicados:

Salário médio bruto

7173 Postados

R$ 1.294/mensal

min. máx.

R$ 400 R$ 176.688

Gráfico de variação salarial

Buscas Relacionadas: Estagiário de Nível Superior Estágio Superior Estagiário Estagiário A

Quanto um Estagiário Superior ganha?

O salário médio para Estagiário Superior é de R$ 1.294/mensal. O salário pode variar de R$ 400 a R$ 176.688. Esta estimativa salarial tem base em 7173 salário(s) postados por funcionário(s) no Love Mondays para este cargo.

O que um Estagiário Superior faz?

Estagiário é um termo genérico utilizado para descrever alguém – geralmente um estudante – que trabalha, sem pagamento ou com salário reduzido, com o objetivo de ganhar experiência. Um estagiário trabalha, em média, seis horas por dia, cinco dias por semana. Ele pode se envolver em diversas tarefas, desde algo mais técnico, como no caso de um estagiário de engenharia ou programação, ou em uma área mais genérica, como acontece com os estagiários de administração, por exemplo.

1 - 10 de 2.712 empresas

1 - 10 de 2.712 empresas

Cargos Média Salarial
Saiba mais
* Valores de salários são aproximados, em valores brutos e incluem somente remuneração fixa. Todos dados são postados por usuários do Love Mondays, sendo que as empresas não necessariamente endossam ou concordam com os valores aqui mostrados. Salários postados há mais de 4 anos não são publicados e os demais são corrigidos conforme inflação anual.