• Empresas
  • Salários
  • Entrevistas
  • Vagas

Salários de Analista de TI

Empresa Salário Localização
Dataprev - Analista de TI R$ 7.459 Brasil
Banco do Brasil - Analista de TI R$ 9.982 Brasil
Sonda IT - Analista de TI R$ 1.892 Brasil
IBM - Analista de TI R$ 4.776 Brasil
Prodesp - Analista de TI R$ 6.335 Brasil
B2W Digital - Analista de TI R$ 5.533 Brasil
Stefanini - Analista de TI R$ 4.118 Brasil
Itaú Unibanco (Itaú BBA e Rede) - Analista de TI R$ 7.008 Brasil
Grupo Libra - Analista de TI R$ 4.025 Brasil
Unimed - Analista de TI R$ 3.617 Brasil
Último salário postado - 13/08/2018
Ver salários publicados:

Salário médio bruto

1598 Postados

R$ 4.671/mensal

min. máx.

R$ 969 R$ 40.000

Gráfico de variação salarial

Buscas Relacionadas: Analista de TI Júnior Analista de TI Pleno Estagiário de TI Coordenador de TI

Quanto um Analista de TI ganha?

O salário médio para Analista de TI é de R$ 4.671/mensal. O salário pode variar de R$ 969 a R$ 40.000. Esta estimativa salarial tem base em 1598 salário(s) postados por funcionário(s) no Love Mondays para este cargo.

O que um Analista de TI faz?

Um analista de Tecnologia da Informação (TI) é responsável por projetar, planejar, instalar, configurar e administrar redes de computadores. Ele avalia os requisitos do sistema, especifica sua arquitetura, escolhe ferramentas de desenvolvimento e especifica programas. Esse profissional tem como função, também, monitorar e avaliar o desempenho da rede, configurando as políticas e os procedimentos de segurança da rede. Suporte técnico, treinamentos, documentação técnica e suporte a terceiros são outras funções do analista de TI, que precisa se manter constantemente atualizado em sua área.

1 - 10 de 1.083 empresas

1 - 10 de 1.083 empresas

Cargos Média Salarial
Saiba mais
* Valores de salários são aproximados, em valores brutos e incluem somente remuneração fixa. Todos dados são postados por usuários do Love Mondays, sendo que as empresas não necessariamente endossam ou concordam com os valores aqui mostrados. Salários postados há mais de 4 anos não são publicados e os demais são corrigidos conforme inflação anual.