Vale a pena se opor à política da empresa ou à ideia de um colega sempre que ela não te agradar?

0

Picture

Parece simples o fato de que, quando você se opõe a uma política da empresa, acha que a ideia de seus colegas de trabalho é horrível ou tem certeza de que a iniciativa que seu chefe pretende tomar vai ser um fracasso, o mais correto é apenas falar, não é mesmo?

Entretanto, em alguns momentos não vale a pena criar uma situação embaraçosa apenas por essa oposição – que muitas vezes não será levada em consideração ou te deixará com fama de chato ou implicante. Por isso, a seguir, listamos algumas recomendações para você analisar se deve ou não “comprar a briga”:


Você está misturando seus sentimentos pessoais?

É óbvio que você não vai ser o melhor amigo e nem gostar de todos os seus colegas de trabalho, mas misturar esses sentimentos com a vida profissional parece que deixa mais fácil o ato de achar defeitos ou se opor a situações, o que pode ser uma armadilha.

Analise se você realmente não gostou da ideia ou está apenas tentando provar que a ideia daquela pessoa de quem você não gosta é ruim.

Você realmente considerou todos os ângulos do problema antes de formar a sua opinião?

Às vezes formamos uma opinião imediata e, como base apenas na nossa experiência e visão de mundo, achamos que aquilo é certo ou errado. Que tal conversar com os colegas de trabalho? Assim você entende a visão dos demais e talvez ganhe aliados na hora de defender seu ponto de vista.

Eu consigo fazer algo que não seja apenas reclamar?

Ok, suas críticas têm sentido e fundamento, mas você sabe apontar uma solução? Apenas reclamar não ajuda. Entrar em uma batalha sem alternativas não faz sentido. Dizer apenas “não vai funcionar” pode até gerar uma discussão, mas você precisa estar munido de soluções para concretizar sua proposta de mudança.

Se suas ideias de fato não baterem com as da empresa, que tal mudar de emprego? Visite o Love Mondays e veja qual empresa tem o perfil mais parecido com o seu!

Compartilhe.